yara__miranda yara__miranda

49 posts   392 followers   77 followings

Yara Miranda 

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 6,7-15
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
7Quando orardes,
não useis muitas palavras, como fazem os pagãos.
Eles pensam que serão ouvidos
por força das muitas palavras.
8Não sejais como eles,
pois vosso Pai sabe do que precisais,
muito antes que vós o peçais.
9Vós deveis rezar assim:
Pai Nosso que estás nos céus,
santificado seja o teu nome;
10venha o teu Reino;
seja feita a tua vontade,
assim na terra como nos céus.
11O pão nosso de cada dia dá-nos hoje.
12Perdoa as nossas ofensas,
assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido.
13E não nos deixes cair em tentação,
mas livra-nos do mal.
14De fato, se vós perdoardes aos homens
as faltas que eles cometeram,
vosso Pai que está nos céus
também vos perdoará.
15Mas, se vós não perdoardes aos homens,
vosso Pai também não perdoará
as faltas que vós cometestes.
Palavra da Salvação.
REFLEXÃO
Deus ama sua criação, e foi por sua infinita misericórdia que enviou Elias ao povo de Israel para que se tornaste glorioso por seus prodígios, levantando um homem da morte pela palavra do Senhor, e ungindo reis e profetas para sua sucessão.
Foi designado para acalmar a ira do Senhor antes do furor, reconduzindo o coração do pai ao filho, fortalecendo essa aliança.
Mas, desde os primórdios somos povo de coração duro e nos recusamos a seguir a voz dos profetas. Por isso, em seu infinito amor enviou então seu único Filho, para que nos convertêssemos de nossos pecados e renovássemos a aliança de amor, por meio de seu sacrifício.
Portanto, fiquemos alegres, pois o reino de Deus se apoia na justiça e no direito, e podemos hoje estar colocando no colo do Pai diretamente nossas súplicas, por meio da oração que Jesus nos ensinou.
Primeiramente santificando o seu nome, invocando sobre nós seu reino e sua vontade, para que não nos falte o pão de cada dia material e espiritual, sendo grandiosos ao perdoar e assumindo nossa pequenez como pecadores.
Só assim enfrentaremos a luta que travamos a cada dia contra o mal, afastando para longe as tentações que nos vem.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 6,1-6.16-18
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
1'Ficai atentos
para não praticar a vossa justiça na frente dos homens,
só para serdes vistos por eles.
Caso contrário, não recebereis a recompensa
do vosso Pai que está nos céus.
2Por isso, quando deres esmola,
não toques a trombeta diante de ti,
como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas,
para serem elogiados pelos homens.
Em verdade vos digo:
eles já receberam a sua recompensa.
3Ao contrário, quando deres esmola,
que a tua mão esquerda não saiba
o que faz a tua mão direita,
4de modo que, a tua esmola fique oculta.
E o teu Pai, que vê o que está oculto,
te dará a recompensa.
5Quando orardes,
não sejais como os hipócritas,
que gostam de rezar em pé,
nas sinagogas e nas esquinas das praças,
para serem vistos pelos homens.
Em verdade vos digo:
eles já receberam a sua recompensa.
6Ao contrário, quando tu orares,
entra no teu quarto, fecha a porta,
e reza ao teu Pai que está oculto.
E o teu Pai, que vê o que está escondido,
te dará a recompensa.
16Quando jejuardes,
não fiqueis com o rosto triste como os hipócritas.
Eles desfiguram o rosto,
para que os homens vejam que estão jejuando.
Em verdade vos digo:
Eles já receberam a sua recompensa.
17Tu, porém, quando jejuares,
perfuma a cabeça e lava o rosto,
18para que os homens não vejam
que tu estás jejuando,
mas somente teu Pai, que está oculto.
E o teu Pai, que vê o que está escondido,
te dará a recompensa.
Palavra da Salvação.

REFLEXÃO
Quando estamos fortalecidos pela fé e entregamos a Deus nossos temores pedindo que Ele faça o que for melhor e de sua vontade, o Pai que tudo vê, e sabe o que está
escondido em nossos corações, dará a recompensa conforme nosso merecimento.
Com a mesma fé que Eliseu ao ver Elias ser arrebatado desejou que lhe fosse dada uma dupla porção do seu espírito e foi atendido, assim também devemos rezar ao Pai, e Ele que vê o que está oculto, nos concederá seu Espírito Santo para que se cumpra em nós suas promessas.
Que possamos nos confiar ao Senhor permitindo que Ele aja da melhor forma em nossas vidas, nos fortalecendo na fé, pois guarda com carinho seus fiéis.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 5,43-48
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
43Vós ouvistes o que foi dito:
'Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo!'
44Eu, porém, vos digo: Amai os vossos inimigos
e rezai por aqueles que vos perseguem!
45Assim, vos tornareis filhos
do vosso Pai que está nos céus,
porque ele faz nascer o sol sobre maus e bons,
e faz cair a chuva sobre justos e injustos.
46Porque, se amais somente aqueles que vos amam,
que recompensa tereis?
Os cobradores de impostos não fazem a mesma coisa?
47E se saudais somente os vossos irmãos,
o que fazeis de extraordinário?
Os pagãos não fazem a mesma coisa?
48Portanto, sede perfeitos
como o vosso Pai celeste é perfeito.'
Palavra da Salvação.

REFLEXÃO

Devemos buscar ao máximo a perfeição em nossos relacionamentos, mesmo sabendo que somos humanos e, portanto, imperfeitos.
Amar a quem já temos um bom sentimento é muito fácil, pois vem naturalmente de nossa alma e racionalmente de nosso intelecto. Difícil é tentar amar aquele que trama contra nós, nos desejando pragas e maldições.
Difícil é não retribuir com mal aquele que usa dele para nos atacar, planejando dia e noite contra nossas cabeças.
Para tanto peçamos misericórdia ao Senhor porque pecamos, para que ele tenha piedade, nos purificando e nos lavando por inteiro do pecado, apagando por completo nossas culpas.
Somente pela misericordiosa de Deus, por meio de seu Santo Espírito, somos capacitados a esse sentimento e atitude, levando amor para aplacar o ódio, buscando união onde a discórdia impera, compreendendo as diferenças e principalmente perdoando àqueles que ainda não tem entendimento e sabedoria para compreender os desígnios de Deus.
Afinal, somos feitos a imagem e semelhança do Pai, o que nos faz querer buscar desta perfeição.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 5,38-42
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
38Ouvistes o que foi dito: 'Olho por olho e dente por dente!' 39Eu, porém, vos digo:
Não enfrenteis quem é malvado!
Pelo contrário, se alguém te dá um tapa na face direita,
oferece-lhe também a esquerda!
40Se alguém quiser abrir um processo
para tomar a tua túnica, dá-lhe também o manto!
41Se alguém te forçar a andar um quilômetro,
caminha dois com ele!
42Dá a quem te pedir
e não vires as costas a quem te pede emprestado.
Palavra da Salvação.
REFLEXÃO
Deus não agrada da iniquidade, e os ímpios não permanecerão perante seus olhos, pois detesta o mentiroso, o perverso e o enganador.
A maldade está espalhada pelo mundo e somente agindo com sabedoria podemos enfrentá-la em nosso dia a dia. Revidar, ou nos deixar levar pela ira, é exatamente o que o inimigo deseja que façamos, contrariando os ensinamentos de Deus, que é o amor e a mansidão.
Ao agirmos olho por olho e dente por dente, estamos sendo tão perverso quanto aquele que nos fez a provocação, pois assim como Nabot acabou morto, por não ceder ao capricho de Acab não vendendo sua vinha, assim também morremos para a vida eterna quando entramos em demanda e agimos contra os ensinamentos divinos, enfrentando a quem é malvado!

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 5,33-37
Naquele tempo, disse Jesus aos seus díscipulos:
33Vós ouvistes o que foi dito aos antigos:
'Não jurarás falso',
mas 'cumprirás os teus juramentos feitos ao Senhor'.
34Eu, porém, vos digo:
Não jureis de modo algum:
nem pelo céu, porque é o trono de Deus;
35nem pela terra, porque é o suporte onde apóia os seus pés;
nem por Jerusalém, porque é a cidade do Grande Rei.
36Não jures tão pouco pela tua cabeça,
porque tu não podes tornar branco ou preto
um só fio de cabelo.
37Seja o vosso 'sim': 'Sim',
e o vosso 'não': 'Não'.
Tudo o que for além disso vem do Maligno.
Palavra da Salvação.

REFLEXÃO
Quando entregamos nosso destino nas mãos de Deus ficamos seguros, pois Ele nos guarda, nos aconselha e adverte nossos corações de todas suas vontades, não deixando que vacilemos nos momentos de fraqueza.
Assim podemos nos tranquilizar, pois sobre nós estende seu manto protetor que nos leva a segui-lo por seus caminhos e veredas, fazendo nossos corações rejubilarem de alegria.
Para tanto sejamos fieis e verdadeiros em nossas atitudes e intenções, para que tenhamos apenas uma palavra, a que conduz a verdade e a vida, que é a que vem de Jesus , pois fora disto estaremos dando espaço ao maligno.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 5,27-32
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
27Ouvistes o que foi dito:
'Não cometerás adultério'.
28Eu, porém, vos digo:
Todo aquele que olhar para uma mulher,
com o desejo de possuí-la,
já cometeu adultério com ela no seu coração.
29Se o teu olho direito é para ti ocasião de pecado,
arranca-o e joga-o para longe de ti!
De fato, é melhor perder um de teus membros,
do que todo o teu corpo ser jogado no inferno.
30Se a tua mão direita é para ti ocasião de pecado,
corta-a e joga-a para longe de ti!
De fato, é melhor perder um dos teus membros,
do que todo o teu corpo ir para o inferno.
3lFoi dito também:
'Quem se divorciar de sua mulher,
dê-lhe uma certidão de divórcio'.
32Eu, porém, vos digo:
Todo aquele que se divorcia de sua mulher,
a não ser por motivo de união irregular,
faz com que ela se torne adúltera;
e quem se casa com a mulher divorciada comete adultério.
Palavra da Salvação.

REFLEXÃO

Quando permanecemos em oração diante do Senhor, e o nosso coração fala ao Dele confiante, Ele passa em nossas vidas não como um vento impetuoso e forte, capaz de desfazer as montanhas e quebrar rochedos, nem como um terremoto, ou até mesmo o fogo.
Quando realmente esperamos no Senhor, Ele vem até nós como uma leve brisa, porque atende quem põe nele sua confiança.
Ao buscarmos este encontro devemos estar limpos de alma, pois se algo nos leva ao pecado devemos arrancar de nossas vidas para que estejamos preparados e dignos da glória de Deus.
Por isso devemos constantemente analisar o que nos faz pecar em nosso dia a dia e cortar o mal pela raiz, porque conforme Jesus nos ensinou, é melhor perder um de nossos membros, do que todo o nosso corpo ser jogado no inferno.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 5,20-26
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
20Se a vossa justiça não for maior
que a justiça dos mestres da Lei e dos fariseus,
vós não entrareis no Reino dos Céus.
21Vósouvistes o que foi dito aos antigos:
'Não matarás!
Quem matar será condenado pelo tribunal'.
22Eu, porém, vos digo:
todo aquele que se encoleriza com seu irmão
será réu em juízo;
quem disser ao seu irmão: 'patife!'
será condenado pelo tribunal;
quem chamar o irmão de 'tolo'
será condenado ao fogo do inferno.
23Portanto, quando tu estiveres levando
a tua oferta para o altar, e ali te lembrares
que teu irmão tem alguma coisa contra ti,
24deixa a tua oferta ali diante do altar,
e vai primeiro reconciliar-te com o teu irmão.
Só então vai apresentar a tua oferta.
25Procura reconciliar-te com teu adversário,
enquanto caminha contigo para o tribunal.
Senão o adversário te entregará ao juiz,
o juiz te entregará ao oficial de justiça,
e tu serás jogado na prisão.
26Em verdade eu te digo: dali não sairás,
enquanto não pagares o último centavo.
Palavra da Salvação.

REFLEXÃO
Assim como Elias orou e do céu veio a chuva, assim também devemos fazer nos prostrando em adoração para que a mão do Senhor esteja sobre nós.
Ele visita nossos corações como a terra seca que necessita de chuvas, fazendo chover bênçãos para transbordá-la de fartura. Os Rios de Deus vêm do céu derramando suas águas para preparar o nosso ser, aplainando nossos caminhos, amolecendo a dureza de nossos corações e trazendo novas sementes.
Faz com que nossos dons sejam abençoados e fecundos transbordando fartura e enfeitando de alegria nossas vidas.
Para tanto a nossa justiça deve ser maior que a justiça dos mestres da Lei e dos fariseus, não fazendo e desejando ao outro aquilo que não queremos para nossa vida.
Antes de ofertamos no altar do Senhor nossas intenções e pedidos, que possamos lembrar
de todo aquele que tem alguma coisa contra nós, para que por meio da reconciliação e do mútuo perdão, sejamos dignos das promessas de Deus.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 19,31-37
31Era o dia da preparação para a Páscoa.
Os judeus queriam evitar
que os corpos ficassem na cruz durante o sábado,
porque aquele sábado era dia de festa solene.
Então pediram a Pilatos
que mandasse quebrar as pernas aos crucificados
e os tirasse da cruz.
32Os soldados foram e quebraram as pernas de um
e depois do outro que foram crucificados com Jesus.
33Ao se aproximarem de Jesus, e vendo que já estava morto,
não lhe quebraram as pernas;
34mas um soldado abriu-lhe o lado com uma lança,
e logo saiu sangue e água.
35Aquele que viu, dá testemunho
e seu testemunho é verdadeiro;
e ele sabe que fala a verdade,
para que vós também acrediteis.
36Isso aconteceu para que se cumprisse a Escritura,
que diz: 'Não quebrarão nenhum dos seus ossos'. 37E outra Escritura ainda diz: 'Olharão para aquele que transpassaram'. Palavra da Salvação.

REFLEXÃO
Somos amados por Deus desde o ventre de nossas mães. Um amor misericordioso, cheio de cuidados, que nos sustenta em nossos passos e nos acolhe no colo em nossas aflições.
O amor de um pai que é nossa força, e a quem cofiamos sem nada temer, pois deseja que bebamos do manancial da salvação.
Foi em nome deste imenso amor que nos deu seu filho único em sacrifício, para que tivéssemos conhecimento da dimensão deste amor, que ultrapassa todo conhecimento humano, a fim de que sejamos cientes da plenitude de Deus, nos tornando enraizados e fundados nele.
O coração vazado na cruz, jorrou sangue e água, que hoje prefiguram o batismo e a Eucaristia. O coração de Jesus foi transpassado com uma lança deixando como sinal seu amor por nós. Ele morreu por nós, morreu pela nossa salvação.
O coração de Jesus é o símbolo do amor, e devemos aprender a desejar um coração manso e humilde como o seu, para que brote em nossas almas sentimentos bons e puros, fazendo com que nossos corações batam forte com as emoções, principalmente do amor.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo escrito por Marcos 12,28b-34

Naquele tempo:
28bUm mestre da Lei,
aproximou-se de Jesus e perguntou:
'Qual é o primeiro de todos os mandamentos?'
29Jesus respondeu:
'O primeiro é este: Ouve, ó Israel!
O Senhor nosso Deus é o único Senhor.
30Amarás o Senhor teu Deus
de todo o teu coração, de toda a tua alma,
de todo o teu entendimento e com toda a tua força!
31O segundo mandamento é:
Amarás o teu próximo como a ti mesmo!
Não existe outro mandamento maior do que estes'.
32O mestre da Lei disse a Jesus:
'Muito bem, Mestre! Na verdade, é como disseste:
Ele é o único Deus e não existe outro além dele.
33Amá-lo de todo o coração, de toda a mente,
e com toda a força,
e amar o próximo como a si mesmo
é melhor do que todos os holocaustos e sacrifícios'.
34Jesus viu que ele tinha respondido com inteligência,
e disse: 'Tu não estás longe do Reino de Deus'.
E ninguém mais tinha coragem
de fazer perguntas a Jesus.

REFLEXÃO

Devemos usar da liberdade de expressão para proclamarmos a palavra de Deus e levá-la ao conhecimento de todos aqueles que ainda se encontram na escuridão. Embora sejamos muitas vezes impedidos de proclamá-la, por rejeição ou por ignorância, temos a certeza de que o ser humano pode ser detido, porém a palavra nunca será algemada.
Devemos ser firmes e fieis suportando com resignação as tribulações para que alcancemos a salvação, uma vez que, se com Cristo morremos, com Ele viveremos.
Que sejamos conduzidos por Deus em nossos caminhos para que não caíamos em ciladas, seguindo sempre pela estrada da verdade, e usando o amor como condutor de nossos passos.
Somente amando ao próximo como a nós mesmos, estaremos amando a Deus verdadeiramente com toda a força de nossos corações, e só assim, não nos perderemos pela estrada sinuosa da vida.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos 12,18-27
Naquele tempo:
18Vieram ter com Jesus alguns saduceus,
os quais afirmam que não existe ressurreição
e lhe propuseram este caso:
19'Mestre, Moisés deu-nos esta prescrição:
'Se morrer o irmão de alguém, e deixar a esposa sem filhos,
o irmão desse homem deve casar-se com a viúva,
a fim de garantir a descendência de seu irmão.'
20Ora, havia sete irmãos:
o mais velho casou-se, e morreu sem deixar descendência.
21O segundo casou-se com a viúva,
e morreu sem deixar descendência.
E a mesma coisa aconteceu com o terceiro.
22E nenhum dos sete deixou descendência.
Por último, morreu também a mulher.
23Na ressurreição, quando eles ressuscitarem,
de quem será ela mulher?
Por que os sete se casaram com ela!'
24Jesus respondeu:
'Acaso, vós não estais enganados,
por não conhecerdes as Escrituras, nem o poder de Deus?
25Com efeito, quando os mortos ressuscitarem,
os homens e as mulheres não se casarão,
pois serão como os anjos do céu.
26Quanto ao fato da ressurreição dos mortos,
não lestes, no livro de Moisés,
na passagem da sarça ardente, como Deus lhe falou:
'Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó'?
27Ora, ele não é Deus de mortos, mas de vivos!
Vós estais muito enganados.'
Palavra da Salvação.

REFLEXÃO
Devemos a cada dia manter viva a chama do dom Deus que recebemos por meio de nosso batismo. Clamemos os dons de seu Santo Espírito para que possamos vencer a timidez com que levamos adiante a proclamação da palavra e da verdade.
Que possamos manter o foco de nossa fé levantando a Jesus nossos olhos, para que Ele nos fortifique para uma santa vocação nesta caminhada.
Pela sua eterna misericórdia e seu sacrifício de cruz destruiu a morte, fazendo brilhar a vida e a imortalidade para todos nós que cremos e levamos adiante o anúncio de seu Evangelho.
Não podemos deixar morrer em nossos corações a chama que nos faz viver o amor de Deus, afinal, ele não é Deus de mortos, mas de vivos!

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos 11,11-26
Tendo sido aclamado pela multidão,
11Jesus entrou, no Templo, em Jerusalém, e observou tudo.
Mas, como já era tarde, saiu para Betânia com os doze.
12No dia seguinte, quando saíam de Betânia, Jesus teve fome.
13De longe, ele viu uma figueira coberta de folhas
e foi até lá ver se encontrava algum fruto.
Quando chegou perto, encontrou somente folhas,
pois não era tempo de figos.
14Então Jesus disse à figueira:
'Que ninguém mais coma de teus frutos.'
E os discípulos escutaram o que ele disse.
15Chegaram a Jerusalém.
Jesus entrou no Templo e começou a expulsar
os que vendiam e os que compravam no Templo.
Derrubou as mesas dos cambistas
e as cadeiras dos vendedores de pombas.
16Ele não deixava ninguém carregar nada através do Templo.
17E ensinava o povo, dizendo:
'Não está escrito: 'Minha casa será chamada casa de oração
para todos os povos'?
No entanto, vós fizestes dela uma toca de ladrões.'
18Os sumos sacerdotes e os mestres da Lei ouviram isso
e começaram a procurar uma maneira de o matar.
Mas tinham medo de Jesus,
porque a multidão estava maravilhada com o ensinamento dele.
19Ao entardecer, Jesus e os discípulos saíram da cidade.
20Na manhã seguinte, quando passavam,
Jesus e os discípulos viram
que a figueira tinha secado até a raiz.
21Pedro lembrou-se e disse a Jesus:
'Olha, Mestre: a figueira que amaldiçoaste secou.'
22Jesus lhes disse: 'Tende fé em Deus.
23Em verdade vos digo, se alguém disser a esta montanha:
'Levanta-te e atira-te no mar',
e não duvidar no seu coração,
mas acreditar que isso vai acontecer,
assim acontecerá.
24Por isso vos digo, tudo o que pedirdes na oração,
acreditai que já o recebestes, e assim será.
25Quando estiverdes rezando,
perdoai tudo o que tiverdes contra alguém,
para que vosso Pai que está nos céus
também perdoe os vossos pecados.'
Palavra da Salvação.

REFLEXÃO
O momento atual é de vigiar e orar. Estamos todos buscando que seja feita a justiça de Deus para que seu povo seja liberto da opressão, mas somente cultivando o amor mútuo, cobriremos os nossos pecados.
Que possamos nos tratar respeitosamente, sem reclamações, colocando à disposição uns dos outros o dom

Most Popular Instagram Hashtags