#vexilologia

219 posts

TOP POSTS

So many flags 😍 #DoS #vexilologia​ #vexilology

Comunidad galesa de Trelew. #trelew #wales #chubut #vexilologia #vexilology

Cuando en el mástil de la casa rosada flamée una bandera menor debajo de la que habitualmente permanece a tope, esto indica que el jefe de Estado se encuentra dentro #ceremonialyprotocolo #presidencia #vexilologia #normasprotocolares #casarosada

Happy Flag Day to you and yours! ♥️🇺🇸🇬🇷🇷🇺🇨🇾🇹🇷🇫🇷🇲🇨🇮🇪🇮🇹🇻🇦🇨🇭🇳🇱🇪🇸🇭🇺🇬🇧🇳🇮🇨🇦🇩🇪🇦🇹🇯🇲🇩🇴🇧🇸🇨🇿🇭🇷🏳️‍🌈#flagday #favoriteholiday #flagenthusiast #flagswag #iloveflags #allflagsallday #vexillology #vexilologia #flagsoftheworld

Banderas ondeando #Bolivia #Vexilologia

Bandera ayuujk #ayuujk #mixe

Que linda nuestra bandera !!! 🇦🇷 #vexilologia #vexilology #vexilologia #EE #EstebanEcheverría

VALÔNIA E FLANDRES

A Valônia é uma das três regiões que compõem a Bélgica - as outras duas são Flandres, ao norte, e Bruxelas, que existe tal como uma região metropolitana agregadora dos grupos étnico-sócio-linguísticos residentes no território belga. Nela estão importantes cidades, como Liège, Charleroi, Namur, Waterloo, Mons e Spa.

De fala majoritariamente francesa - embora com um grande contingente populacional que fala o alemão na parte leste do seu território - a Valônia foi a região belga mais rica até a primeira metade do século XX, graças à exploração do carvão. Após a Segunda Guerra Mundial, Flandres virou o jogo e veio a se tornar a mais importante e rica porção da Bélgica, movida pelo famoso porto de Antuérpia. Em Flandres estão localizadas outras importantes cidades belgas como . Brugge, Gent e Mechelen.

Os ressentimentos entre as regiões perduram até a atualidade, gerados pelas maneiras como os valões e os flamengos trataram uns aos outros ao lidar com a supremacia econômica no território belga. Hoje, Flandres acusa a Valônia de ser um estorvo que precisa carregar na manutenção da Bélgica como Estado-nação. Diante disso, a passos largos parece se aproximar a data em que será varrida dos mapas a Bélgica como país.

Há duas saídas para essa questão: 1) Valônia e Flandres viram países soberanos, e a Bruxelas vira uma espécie de "cidade européia" por excelência, constituindo assim uma entidade político-administrativa particular; ou 2) Valônia e Flandres se associam como territórios, respectivamente, da França e Holanda.

#Vexilologia #Bandeiras
#Valônia #Flandres
#Bélgicaporumfio

MOST RECENT

SÁPMI (LAPÔNIA)

Não, não me venham com o feliz clichê "Hohoho" das festividades natalinas para dizer que essa é a terra do Santa Claus (vulgo Papai Noel). Nem venham chamar essa região do planeta de Lapônia. Saibam que certamente não estarão sendo corteses nem agradáveis com os samis, como preferem ser chamados os habitantes dessa fria e remota porção da Europa.

Situada no extremo noroeste do continente e abrangendo territórios de quatro nações - Noruega, Suécia, Finlândia e Rússia -, Sápmi é rica em recursos naturais, bem como abriga o povo sami, de língua e cultura tradicionalíssimas, cuja história ainda é pouco conhecida.

A norueguesa Tromsø é a principal cidade de Sápmi, que a despeito de não possuir um sentimento nacionalista agregador dos interesses locais de seu povo, guarda um desejo manifesto de reconhecimento e respeito por parte de todos quanto ao valor de sua história social.

#Sápmi #Tromsø
#SantaClaus
#Bandeiras #Vexilologia
#ProjetoOMundoéumaConfusão

ÍSTRIA

Situado na Croácia, às margens do estonteante litoral do Mar Adriático, o Condado da Ístria trata-se de região que sofre forte influência da vizinha Itália, inclusive ao nível da língua italiana, bastante falada por lá.

Isto se deve ao processo histórico-cultural de formação da Ístria, que remonta à época do poderoso Império Romano na Antiguidade, ao Reino de Veneza na Idade Moderna e à Itália propriamente dita no século XX.

Com o fim da II Guerra Mundial, a mediação da ONU levou à repartição da Península da Ístria, nos anos 50, entre italianos (onde hoje se situa a cidade de Trieste) e iugoslavos (onde hoje temos os territórios eslovenos e croatas). Não há um movimento emancipacionista ou autonomista com grade atuação ou que conte com muitos defensores locais.
Suas principais cidades são a capital Pazin e a portuária Pula.

#Ístria #Istra
#Croácia #Bandeiras
#Vexilologia
#ProjetoOMundoéumaConfusão

ÅLAND

Situado no gélido Mar Báltico, entre a Finlândia e a Suécia, o arquipélago de Åland constitui um dos casos mais emblemáticos na Europa de que dominação política e dominação cultural nem sempre andam acompanhadas.

Åland, cuja capital é Mariehanm, é uma província autônoma e desmilitarizada pertencente à Finlândia, mas cuja vida sócio-cultural está totalmente sob influência da vizinha Suécia. Seu idioma é o sueco, sua população é de origem sueca e seus costumes e tradições vêm da Suécia, entre outros aspectos.

Isto se explica pelos históricos conflitos na região envolvendo os países escandinavos e a toda poderosa Rússia. Até o século XIX, Åland e a Finlândia eram territórios suecos; todavia, foram perdidos para os russos.

Em 1917, quando a Finlândia se torna independente, esta se recusou a devolver Åland à Suécia. Seus habitantes, insatisfeitos, logo conspiraram para que os suecos ocupassem o arquipélago, o que de fato ocorreu, ainda que tenham sido por poucos dias. À época, a questão teve de ser resolvida pela Liga das Nações - o embrião das Nações Unidas, surgido logo após a I Guerra Mundial.

A Liga das Nações optou por uma decisão que buscasse satisfazer tanto finlandeses como os "suecos" de Åland. As ilhas deveriam continuar sob o controle administrativo da Finlândia, mas esta se comprometeria a propiciar aos habitantes de Åland as condições para que eles mesmos decidissem sua vida política, econômica e cultural como bem entendessem. Por sua vez, Åland não poderia tomar decisões que estivessem desalinhadas com os princípios da Constituição finlandesa, bem como pudessem pôr em risco a segurança e soberania nacional da Finlândia - daí os termos da desmilitarização de Åland.

Essas decisões se refletem no fato do arquipélago ter um Parlamento próprio e possuir regras específicas para sua participação na União Europeia, um pouco diferentes daquelas válidas para a Finlândia. Ademais, Åland tem um assento próprio no Conselho Nórdico, instituição máxima para a defesa dos interesses das nações escandinavas.

#Åland #Finland
#Bandeiras #Vexilologia
#ProjetoOMundoéumaConfusão

CANTÁBRIA

A Cantábria é mais uma das comunidades autônomas que constituem o território da Espanha.

Situada ao norte do país, entre as Astúrias e o País Basco, possui um tradicional nacionalismo de esquerda, porém pouco enraizado em sua sociedade. Difícil, portanto, imaginar a viabilidade de um projeto independentista cantábrio nos dias atuais.

Sua maior e principal cidade é Santander.

#Cantábria #Cantabria
#Santander
#Bandeiras #Vexilologia
#ProjetoOMundoéumaConfusão

CÓRSEGA

Aqui temos o caso mais emblemático de nacionalismo e luta independentista na França. Esta ilha, a quarta maior do Mar Mediterrâneo, que se encontra separada da Sardenha por um estreito canal, há mais de dois séculos representa uma dor de cabeça para o governo central de Paris.

A história moderna da Córsega remonta a algumas décadas antes da Revolução Francesa de 1789, quando Gênova vendeu a ilha à França. O problema maior nisso tudo é que o povo corso sempre esteve ligado mais a Itália em termos culturais do que a França, inclusive ao nível linguístico com o corso, a língua que boa parte da população ainda domina, a despeito da proibição do seu ensino formal nas escolas públicas.

De lá para cá, os corsos sempre reivindicaram sua maior autonomia política, mais particularmente a independência. Pela distância da França continental, a Córsega se sente totalmente esquecida. De fato, os indicadores sociais da ilha são disparados os piores de todo o território francês.

Terra de Napoleão Bonaparte, a Córsega viu nascer, na segunda metade do século XX, a Frente de Libertação Nacional da Córsega (FLNC), movimento que usou como estratégia de luta política atentados, sequestros, roubos etc. Vale ressaltar a ligação da FLNC com a máfia italiana, o que explicaria a costumaz violência de suas ações.

Detentora de uma paisagem natural deslumbrante, a Córsega tem como principais centros urbanos Ajaccio e Bastia. A luta pró-independência continua firme na ilha. De tanto insistir, é possível que um dia os corsos conquistem a tão sonhada soberania nacional.

#Córsega #Corsica #Corse
#Ajaccio #Bastia
#Bandeiras #Vexilologia
#ProjetoOMundoéumaConfusão

ARPITÂNIA

Situada na parte ocidental dos Alpes, a Arpitânia pode ser descrita como uma região forjada em termos culturais, sobretudo ao nível linguístico. Seu nome, criado nos anos 1970, se deve ao vocábulo Arp(e)s, como os Alpes são chamados nos dialetos arpitanos (ou franco-provençais). A Arpitânia compreende territórios de países como França, Itália e Suíça. Importantes cidades, de grande influência econômica, política e cultural, fazem parte da região arpitana, como Lyon, Saint Etienne, Grenoble, Genebra, Sion, Losanne e Nechatel.
Apesar de não haver disseminado um sentimento local de reconhecimento da Arpitânia como uma entidade político-cultural de existência histórica propriamente dita, os regionalismos e nacionalismos que têm se acentuado na Europa nas últimas décadas poderão talvez revelar novos e surpreendentes capítulos para a população residente nessa porção tão fria do Velho Continente.

#Arpitânia
#Bandeiras #Vexilologia
#ProjetoOMundoéumaConfusão

OCCITANIA

Compreendendo de um terço a metade do território francês, a Occitania certamente é um dos mais complexos casos de nacionalismo e desejo independentistas em toda a Europa.

Abarcando regiões como o sul, sudoeste e sudeste da França, Mônaco, o Vale de Arão (Espanha) e os Vales Occitanos e a Guarda Piemontesa (Itália), a Occitania abriga uma das mais tradicionais línguas românicas, o occitano, que no século XVIII era falado em metade do território do que hoje conhecemos como França.
De lá para cá, questões econômicas e políticas têm feito com que cada vez menos indivíduos dominem essa língua. O golpe mais decisivo sofrido pelo occitano veio com a Revolução Francesa de 1789, quando o Estado estabeleceu que o francês deveria ser a língua única e oficial do ensino formal. Línguas localizadas, situadas geograficamente, como o occitano, o bretão, o alsaciano, o catalão etc. foram associadas com o Antigo Regime, devendo, portanto, ser deixadas de lado em favor da unidade sócio-política francesa.
Não à toa, o nacionalismo occitano necessariamente passa pelo aspecto linguístico, que inclui, inclusive, divisões entre os defensores da Occitania como unidade política soberana. A principal delas é entre os defensores da unidade linguística occitana e aqueles partidários de uma bifurcação entre o occitano e o provençal (ramificação linguística falada na Provence). Na França, a Occitania (ou País d'Oc) inclui cidades muito diversas socialmente entre si, todas elas importantes econômica, política e culturalmente, a exemplo de Toulouse (sua capital histórica), Bordeaux, Marselha, Nice, Montpellier, Nimes, Avignon, Clermont-Ferrand, Rosseillon e Carcassone.

#Occitania #Occitània
#Bandeiras #Vexilologia
#ProjetoOMundoéumaConfusão

ALSÁCIA

Situada a leste do território francês, na região fronteiriça com a Alemanha, a Alsácia possui uma riquíssima tradição histórica e cultural.

Disputada ao longo dos séculos por França e Alemanha, assim como a vizinha Lorena, a Alsácia tem o alsaciano como seu idioma histórico.

Strasbourg é a principal cidade desse departamento francês, cujo anseio por se tornar independente tem crescido ao longo dos últimos anos. Todavia, é pouco provável que a soberania política seja conquistada pela Alsácia.

#Alsácia #Alsace
#Bandeiras #Vexilologia
#ProjetoOMundoéumaConfusão

NORMANDIA

Conhecida sobretudo pelo Dia D, o dia em que o curso da Segunda Guerra Mundial mudou definitivamente em favor das tropas Aliadas, a Normandia é uma região situada ao norte da França, mais precisamente de frente para o Canal da Mancha.

Reduto dos normandos, povo "bárbaro" que se instalou na região quando Roma ainda era o centro do mundo, a Normandia tem a sua própria língua, cultura e valores sociais. Suas principais cidades são Rouen, Caem e Le Havre

No seio do tecido social normando há o desejo de um dia se obter a soberania política, resgatando assim o passado de autodeterminação, isto é, em que os próprios normandos tomarão suas decisões e escolhem o que é melhor para si enquanto agrupamento sócio-político.

#Normandia #Normandie
#Bandeiras #Vexilologia
#ProjetoOMundoéumaConfusão

BRETANHA

De passado glorioso, a Bretanha, região situada a noroeste do território da França, é terra de tradição e magia, que nos faz remontar ao período em que os celtas habitavam a localidade. Não à toa, a Bretanha originou alguns das melhores contos e lendas da época medieval, até hoje presentes no imaginário social.

Tal passado marca fortemente a cultura da Bretanha, detentora inclusive de língua própria, o bretão. E marca também a luta de tradicionais grupos políticos de esquerda que defendem a soberania bretã com relação à França. Em décadas anteriores, até mesmo a luta armada chegou a fazer parte do horizonte de atuação desses grupos; hoje, no entanto, a via democrática é o caminho que tem sido buscado preferencialmente. Os nacionalistas bretãos lamentam não terem aproveitado a época em que a França esteve ocupada pelos nazistas alemães, durante a Segunda Guerra Mundial, para declarar sua independência política, assim como a Irlanda fez com relação ao Reino Unido.

Suas principais cidades são Brest, Rennes e Lorient.
#Bretanha #Bretagne
#Bandeiras #Vexilologia
#Celtas #Druidas
#ProjetoOMundoéumaConfusão

ILHAS CANÁRIAS

As Ilhas Canárias é uma comunidade autônoma espanhola localizada no Oceano Atlântico, não distante da costa africana, de frente para o Marrocos e o Saara Ocidental por assim dizer, possui um dos movimentos nacionalistas e independentistas há mais tempo atuante na Europa. Esse movimento inclusive recorreu a atos terroristas no passado.

O Movimento pela Independência e Autodeterminação do Arquipélago das Canárias (MPAIAC) foi criado em 1964 na Argélia, pelo advogado e militante anti-franquista e esquerdista Antonio Cubillo. Possuía apelo africanista devido à proximidade das Canárias com a África, exaltando as raízes guanches dos habitantes locais, povo que vivia nas ilhas antes da chegada dos espanhóis.

A principal ação libertadora do MPAIAC aconteceu em 27 de março de 1977, quando seus membros utilizaram artefatos explosivos no Aeroporto Grand Canaria, na cidade de Las Palmas. Este ataque deixou um total de sete feridos; todavia, o pior ainda estava por vir.

Nesse mesmo dia, um segundo​ ataque fora preparado no mesmo aeroporto, e o aeroporto de Las Palmas acabou sendo fechado. Os voos foram desviados para o aeroporto de Los Rodeos, na cidade de Santa Cruz de Tenerife, situada na ilha vizinha. O grande movimento de aeronaves em Tenerife causou confusão entre os controladores de voo; além disso, havia l nevoeiro na ilha. Com isto tudo, aconteceu o pior: duas aeronaves se chocaram no solo, causando a morte de 583 pessoas. Este é considerado um dos piores acidentes na historia da aviação até hoje.

A luta persiste pela independência canária, só que a luta passou a ser pela via política, nas urnas, e não pelas armas.

Fonte: https://www.google.com.br/amp/s/almanaquedosconflitos.wordpress.com/2015/12/04/separatismo-no-arquipelago-das-canarias/amp/

#IslasCanarias
#LasPalmas #Tenerife
#Bandeiras #Vexilologia
#ProjetoOMundoéumaConfusão

EXTREMADURA

Situada a oeste do território espanhol, a Extremadura é mais uma das comunidades autônomas que possuem movimentos sócio-políticos de natureza independentista.
Mérida e Badajoz são suas principais cidades. Os extremeños se orgulham do seu passado. Alguns dos mais importantes conquistadores e colonizadores espanhóis que vieram para a América nos séculos passados nasceram na região. Não é à toa, portanto, que várias cidades importantes do território da antiga América Espanhola tenham o mesmo nome de cidades da Extremadura, como é o caso de Mérida (México e Venezuela), Medellín (Colômbia) e Albuquerque (Nova Albuquerque, EUA). #Extremadura #Bandeiras
#Vexilologia
#ProjetoOMundoéumaConfusão

COMUNIDADE VALENCIANA

Mais uma das comunidades autônomas constituintes da Espanha, a Comunidade Valencianna, cujo território é banhado de forma divina pelas águas do Mediterrâneo, é uma região com acentuada vocação agrícola e industrial na economia, sendo responsável por cerca de 10% do PIB espanhol.

Valência​, Elche, Ohijuela e Castellón são alguns dos principais centros urbanos da Comunidade Valencianna, cuja população tem​ no valencianno - uma ramificação linguística do catalão - um dos seus orgulhos culturais.
É crescente o anseio local de obter a soberania política frente ao governo central de Madrid. Apesar de não ser tão disseminado socialmente como nos casos da Catalunha e do País Basco, o separatismo valencianno poderá nos próximos anos ganhar maior robustez em termos de luta política. E caso a tendência de a Catalunha vir a declarar a sua independência se confirme em breve, há quem defenda que a Comunidade Valencianna deveria aderir ao Estado-nação catalão, por conta das raízes linguística em comum de ambas as regiões.

#ComunidadeValenciana
#Bandeiras #Vexilologia
#ProjetoOMundoéumaConfusão

Astúrias é uma comunidade autônoma da Espanha situada na porção setentrional do país. De longa tradição e história, o Principado das Astúrias, como também é chamada a região, tem no asturianismo mais um dos diversos movimentos de emancipação política que brotam da colcha de retalhos étnico-linguística que forma o território espanhol. Todavia, trata-se de movimento sem maior organização política propriamente falando, antes sendo algo difuso, latente no tecido social das Astúrias.

Oviedo e Gijón são as duas principais cidades da região. Não que não sejam importantes e bastante conhecidas, mas ao se falar em Astúrias a maior lembrança que talvez venha à cabeça seja o nome de Fernando Alonso, considerado por muitos como o piloto mais técnico a correr na Fórmula 1. E Alonso com muito orgulho tem disseminado o nome das Astúrias pelo mundo afora. Quem sabe ele não esteja também a contribuir, ainda que inconscientemente, para a construção de uma robusta identidade asturiana, que futuramente propicie a independência frente à Espanha?

#Astúrias #Bandeiras
#Vexilologia
#ProjetoOMundoéumaConfusão

Que el 20 de Junio nos traiga una buena reflexion que bastante falta hace. Y, que además, nos recuerde ideales y objetivos que no deberían perderse nunca.
Que pasen un lindo Dia de la Bandera.
#buenosaires #argentina #bandera #banderas #flag #flags #diadelabandera #celeste #blanco #celesteyblanca #vexilology #vexilologia #vexilologie #flagsday #20dejunio

Happy Flag Day to you and yours! ♥️🇺🇸🇬🇷🇷🇺🇨🇾🇹🇷🇫🇷🇲🇨🇮🇪🇮🇹🇻🇦🇨🇭🇳🇱🇪🇸🇭🇺🇬🇧🇳🇮🇨🇦🇩🇪🇦🇹🇯🇲🇩🇴🇧🇸🇨🇿🇭🇷🏳️‍🌈#flagday #favoriteholiday #flagenthusiast #flagswag #iloveflags #allflagsallday #vexillology #vexilologia #flagsoftheworld

Most Popular Instagram Hashtags