[PR] Gain and Get More Likes and Followers on Instagram.

#portarantes

MOST RECENT

🎠 Capítulo: 07 🎠
Bia Narrando:
#Bia: Desculpa... Não deveria ter sido grossa daquele jeito com você!! - ele sorri e se senta na poltrona
#Carlo: Foi calor do momento, não tem problema!!
#Bia: Você sabe quando eu vou ter alta?
#Carlo: Não... Mas eu vou procurar o médico pra perguntar!! Já volto... - ele se levanta, sorri e sai...
--
Não demora muito ele aparece com um sorriso no rosto e se senta na poltrona, me encarando
#Bia: Então...
#Carlo: Então... Talvez você tenha alta daqui a uma semana, mas só se você estiver muito bem!!
#Bia: Vai demorar...
#Carlo: Vai nada!! Você vai ver vai passar o mais rápido possível - ele sorri, ficamos em silêncio por alguns segundos, até eu quebra-lo
#Bia: Queria fazer algumas perguntas, posso?
#Carlo: Claro, quantas você quiser!!
#Bia: Bom... Eu trabalhava??
#Carlo: Sim!! #Bia: Do que eu trabalhava?
#Carlo: Secretaria!!
#Bia: Minha cor favorita?
#Carlo: Preto e Vermelho
#Bia: A gente tinha um cachorro?
#Carlo: Nós temos um cachorro!!
#Bia: Sério? Tem foto? - ele afirma com a cabeça e pega o celular do bolso... Ele mostra a foto e era um cachorrinho peludo e muito fofo - Ele é muito fofo, qual é o nome dele?
#Carlo: Guto...
#Bia: Guto? Gostei - falo pegando o celular da mão dele - Uma pena que aqui no hospital não deixa entrar cachorro né!?
#Carlo: Deveria né!? Tem mais alguma pergunta?
#Bia: Sim... É... A gente tem filhos??
-
//Continuo??//
#PortArantes ou #Carbia

Pra você dar o nome;
Capítulo 4 -
-
Narrador on:
Carlo e Bia permanecem imóveis, um de frente pro outro, até que ela resolve quebrar o silêncio da surpresa.
-
#Bia: Meu Deus, Carlo; quanto tempo, eu quase não te reconheci. - (Diz com as mãos na boca).
#Carlo: Bia, eu... eu nem sei o que dizer; eu pensei que nunca te encontraria outra vez.
-
Narrador on:
Bia, então, o abraça, deixando Carlo ainda mais sem jeito, também impactado com o reencontro do amor do passado.
-
#Bia: Que coincidência eu te encontrar aqui, até porque eu nunca vim nesse restaurante.
#Carlo: Pois é; e, da última vez que eu ouvi falar de você, comentaram que cê não tava mais morando no país.
#Bia: É que eu passei anos estudando fora; eu cheguei no Brasil ontem. Tanto que eu vim encontrar com uma amiga que tá me ajudando a encontrar um emprego, pra que me fixe aqui novamente; mas eu acabei me atrasando e, provavelmente, ela já foi embora; até porque ela tinha reservado essa mesa, que já tá ocupada por você.
#Carlo: Peraí, você é a Beatriz que a Dani tá esperando?
#Bia: Uhum, cê a conhece?
#Carlo: Conheço; eu e a Dani somos namorados. - (Diz um tanto sem graça por os dois já terem tido um relacionamento no passado).
#Bia: Namorados? Agora que me caiu a ficha, ela já tinha comentado comigo algumas vezes, mas eu nunca ia imag... - (Diz um pouco confusa, talvez pega de surpresa por um choque de realidade, mas logo é interrompida por Dani, que retorna pra mesa).
#Dani: Beatriz, que bom que cê chegou; achei que você não vinha mais.
#Bia: Pois é, eu acabei perdendo o horário enviando alguns e-mails e o trânsito não colaborou; tanto que eu pensei que cê já tinha ido embora.
#Dani: É que eu acabei me molhando e fui me secar no banheiro; e também eu não contei que traria meu namorado, normal cê ter achado isso ao ver um homem ocupando a mesa que reservei. Mas, pelo visto, cês já se conheceram, né?
#Bia: Na verdade, a gente já se conhecia. - (Diz já acomodada à mesa, na frente dos dois).
#Dani: Sério? Cê não tinha me contado, Carlo.
#Carlo: Esqueceu que eu não sabia quem era a moça que cê tava esperando?
#Dani: Verdade, que cabeça a minha; mas, me conta, como vocês se conheceram?
-
Continuo?
-
#PortArantes

🎠 Capítulo: 06 🎠
Bia Narrando:
Já estava anoitecendo, e minha mãe tinha que ir embora novamente, eu iria ficar sozinha de novo
#Regina: Quer que eu fique aqui? Eu já descansei bastante de tarde, posso muito bem passar a noite aqui!!
#Bia: Pode ir mãe, eu vou ficar bem!! #Regina: Então tá!! - ela dá um beijo na minha bochecha e vai até a porta - Filha, pensa bem naquilo que eu te falei... O Carlo é um marido excelente e mesmo que você ache que ele tem culpa por tudo, você tem que pensar melhor sobre isso!!
#Bia: Vou pensar!! Mas não prometo nada...
#Regina: Já é um começo!! Te vejo amanhã filha... - ela sorri e sai, ela estava certa sobre o Carlo... Eu não precisava tratar ele daquele jeito, talvez eu poderia tratá-lo melhor... Um pouquinho melhor talvez...
-
Carlo Narrando:
Saio da empresa, e vou direto para o hospital. Mesmo a Bia me tratando mal, eu precisava ir vê-la...
Queria chegar o mais rápido possível, mas o trânsito estava péssimo. Me fazendo demorar pra chegar no hospital
-
Depois de "horas" esperando, eu finalmente chego, dou o meu nome na recepção e subo para o quarto... Abro a porta e vejo a Bia deitada
#Carlo: Está acordada? - ela me olha e sorri
#Bia: Oi... Pensei que não iria mais te ver hoje!! Depois do que aconteceu mais cedo... Mas ainda bem que você apareceu, eu precisava conversar com você e...
#Carlo: Isso já passou Bia, relaxa!! Até já esqueci - falo e ela sorri
#Bia: Desculpa... Não deveria ter sido grossa daquele jeito com você!!
-
//Continuo??//
#PortArantes ou #Carbia

Pra você dar o nome;
Capítulo 3 -
-
#Dani: Calma, vamos combinar assim: se ela não chegar nos próximos 10 minutos, você vai e eu fico; depois eu te encontro lá na sua casa.
#Carlo: Ótimo; assim não anula as possibilidades de algum imprevisto e, do contrário, se sua amiga vier e eu não tiver mais aqui, evito também que ela, sei lá, se sinta desconfortável com a presença de um desconhecido.
#Dani: Relaxa, a Beatriz é bem tranquilinha e desacomodada pra isso. - (Diz rindo).
#Carlo: Tá, então eu vou aproveitar e pedir alguma coisa pra beber.
-
Narrador on:
Na expectativa de talvez sair do restaurante antes mesmo da chegada da "amiga" de Dani e, consequentemente, sem jantar, Carlo chama o garçom.
-
#Carlo: Um café, por favor.
#Garçom: Anotado. Mais alguma coisa?
#Dani: Eu vou querer uma água.
-
Narrador on:
Enfim, assim que começa a tomar a água, Dani desvia sua atenção, em volta do ambiente, e acaba derramando em cima de si, deixando-a nervosa.
-
#Dani: Ai que saco; Carlo, me ajuda aqui.
#Carlo: Dani, como é que cê fez essa proeza? - (Diz rindo).
#Dani: Para, Carlo; não tem graça nenhuma. - (Diz levantando-se).
#Carlo: Ué, onde é que cê vai?
#Dani: Vou no banheiro e me secar, né?
#Carlo: Quer que eu te ajude?
#Dani: Carlo, você quer mesmo reforçar meu mico e ser barrado no banheiro feminino?
-
Narrador on:
Dani sai, deixando Carlo sozinho. Então, o celular dele toca e o mesmo aproveita pra colocá-lo no silencioso; tanto por estar num ambiente social, quanto pra evitar interrupções enquanto estiver no volante. Após alguns instantes, Bia chega no restaurante e vai em busca da mesa 20, porém logo avista o rapaz; ainda sem reconhecê-lo por estar de longe e o mesmo estar com a cabeça um pouco baixa, em prol do celular.
-
#Bia: Boa noite. - (Diz diante a mesa com o intuito de perguntar sobre Dani, crendo que ela já foi embora por conta do atraso, afinal, não sabia que a moça levaria seu namorado; enquanto ele continua com o olhar baixo pro celular, evitando um breve reconhecimento).
-
Narrador on:
Assim que desvia seu olhar do celular pra Bia, Carlo fica um tanto desacreditado, surpreso e logo se levanta, sob o impulso da emoção.
-
#Carlo: Você?
-
Continuo?
-
#PortArantes

🎠 Capítulo: 05 🎠
Carlo Narrando:
Saio do quarto, e vejo a dona Regina parada na minha frente
#Carlo: Dona Regina eu tenho que ir!! A senhora vai ficar com a Bia?
#Regina: Vou pra casa, descansar um pouco!! E a Bia também precisa descansar!!
#Carlo: Quer que eu te deixe na sua casa?
#Regina: Precisa não!! Obrigada - ela sorri, dou um beijo em sua bochecha e saio indo para o estacionamento pegar o carro...
Quando chego na empresa, dou bom dia para Júlia, minha secretária e peço para não ser interrompido... Quando entro na minha sala, vejo um porta retrato em cima da mesa. Uma foto minha e da Bia, quando fizemos dois meses de namoro
#Carlo: Sinto tanta saudade desse dia...
-
*Flashback on*
#Bia: Amor, fecha os olhos!! - fecho os olhos - Agora abre a mão!! - sinto algo um pouco pesado na minha mão
#Carlo: O que é isso amor??
#Bia: Pode abrir os olhos!! - abro e vejo um embrulho de presente, olho pra ela que estava sorrindo - Abre amor!! - abro o presente, e me deparo com um porta retrato que tinha a nossa foto e escrito "Para mí" do lado da foto
#Carlo: Amor...
#Bia: Gostou?? Essa foto é do nosso primeiro encontro com a nossa música, lembra!?
#Carlo: Eu amei esse presente amor!! - me aproximo dela lhe dando um beijo - Te amo muito
#Bia: Eu te amo mais...
*Flashback off*
Coloco o porta retrato na mesa
#Carlo: Eu prometo que eu vou te reconquistar meu amor!!
-
//Continuo??//
#PortArantes ou #Carbia

Pra você dar o nome;
Capítulo 2 -
-
#Carlo: Ainda continuo preferindo não ir. Quando você e essa sua amiga começarem a conversar, aí já viu, né? Só saem quando são convidadas a se retirar, porque já deu o horário do restaurante fechar.
#Dani: Até parece que cê não me conhece: eu não sou muito de conversar e, com você lá, já me poupa ainda mais.
#Carlo: Ué, mas não foi você mesma que falou que ela é sua amiga e tá voltando pro Brasil? Achei que cê gostasse dela e queria matar a saudade.
#Dani: Carlo, eu tenho lá minhas peculiaridades em contatos afetivos, que você conhece muito bem. Vai, quebra essa pra mim.
#Carlo: Tá, cê venceu. Que horas eu te busco lá na sua casa?
#Dani: Às 20h; marquei com ela naquele restaurante que nós vamos sempre.
-
Narrador on:
Então, as horas vão se passando rapidamente e logo chega a noite. Ao terminar de organizar suas coisas e enviar alguns e-mails, Bia acaba perdendo o horário.
-
#Bia: Caraca, Pri. Já tá em cima da hora, será que vai dar tempo eu chegar no restaurante sem me atrasar muito?
#Pri: Ué, mas ainda falta uma hora pro horário que cê marcou lá, com sua amiga.
#Bia: Mas eu ainda tenho que me arrumar; fora o trânsito.
#Pri: Então, corre.
-
Narrador on:
Enfim, Bia se arruma e pega um táxi pro restaurante. Enquanto isso, Carlo e Dani chegam lá.
-
#Dani: Será que a Beatriz já chegou?
#Carlo: Não faço ideia nem de quem seja essa moça, muito menos se ela já tá aqui, né, Dani? - (Diz com ar de insatisfação).
#Dani: Tá, mas eu reservei a mesa 20 e a avisei; provavelmente, ela ainda não chegou.
-
Narrador on:
Então, alguns minutos se passam.
-
#Carlo: Dani, cê tem certeza que essa sua amiga vem mesmo?
#Dani: Claro; pelo menos, ela não desmarcou e seria muito descortês não vir no nosso primeiro jantar, principalmente sem avisar previamente. Além que a gente também vai falar sobre assuntos do interesse dela, nessa questão profissional.
#Carlo: Então, sei lá, liga pra ela. Essa moça tá mais de 40 minutos atrasada e isso só vai procrastinar ainda mais o bate papo de vocês duas. Olha, eu tenho uns contatos da empresa pra ler; faz assim: eu vou pra casa e, quando cê terminar o jantar com sua amiga, você vai, tá?
-
Continuo?
-
#PortArantes

🎠 Capítulo: 04 🎠
Bia Narrando:
Fico olhando para porta depois dele ter saído, esperando pela "minha mãe"
#Regina: Filha? - ela abre a porta e vem até a maca e se senta
#Bia: Oi... O Carlo já foi embora?
#Regina: Não, ele está lá fora... Aconteceu algo??
#Bia: Você sabia que eu só estou nesse estado por culpa dele!?
#Regina: Filha, foi culpa dos dois!! Você não deveria tratar ele assim... Ele ficou aqui todos esses meses do seu lado!!
#Bia: Não fez mais que a obrigação!!
#Regina: Bia...
#Bia: Eu estou ficando com dor de cabeça!!! Você poderia me deixar sozinha... Por favor - ela acena com a cabeça, se levantando
#Regina: Pensa bem, o seu marido não tem culpa!!
#Bia: Ele não é o meu marido!! Eu não sinto nada por ele... E mesmo se um dia já senti, isso acabou!! Não sinto mais nada!
#Regina: Você está nervosa, sendo injusta com o seu marido e acabou de acordar de um coma!! Vou deixar você descansar! - ela deposita um beijo na minha testa e sai... Talvez ela esteja certa, talvez eu esteja sendo um pouco injusta com ele... Mas eu não aceito que ele seja o meu marido, não aceito!!
-
#Carlo: Bia? - ele abre a porta e entra vindo em minha direção
#Bia: Eu já disse que eu quero descansar!!
#Carlo: Desculpa... Eu só vim te dar um tchau!! #Bia: Tchau... - ele fica parado perto da maca, me encarando - O que foi?
#Carlo: Nada... Tchau amor... Desculpa, força do hábito - ele sorri, colocando a mão na nuca... Parecia estar envergonhado
#Bia: Tá, agora tchau!!
-
//Continuo??//
#PortArantes ou #Carbia

Pra você dar o nome;
Capítulo 1 -
-
Bia narrando:
Ainda que eu pudesse falar a linguagem dos meus próprios sentimentos, eu duvido que conseguiria descrever a sensação de estar de volta ao lugar que me criou; onde eu aprendi os valores mais (in)exatos e despi meus sonhos pra traduzí-los em realidade.
-
Narrador on:
Enquanto desfaz a mala, Bia reflete um pouco sobre sua volta ao Brasil e sua vida, a partir de agora.
-
#Pri: E aí, Bia? Tá conseguindo se virar bem com as malas ou quer ajuda? Olha, eu sei que o quarto tá meio empoeirado, mas é que, desde a última reforma, eu nunca mais recebi visita. - (Diz chegando na porta do quarto).
#Bia: Não, Pri; tá ótimo. Aliás, muito obrigada por ter me deixado ficar aqui, no seu apartamento, por esses primeiros meses; tenho certeza que vai ficar mais fácil pra que eu me acostume à nova rotina.
#Pri: Imagina, cê pode ficar aqui o tempo que quiser e achar necessário. Eu que fico super feliz com sua presença e por saber que, mesmo após tantos anos, minha companhia ainda continua sendo agradável pra você.
#Bia: Cê sabe que sim. E, por favor em companhia, hoje a noite eu marquei de jantar com a Dani, uma moça daqui, que eu conheci na Espanha; lembra que eu comentei que ela tá me ajudando com emprego?
#Pri: Uhum, lembro sim; e é bom que cê aproveita pra espairecer, dar uma volta na cidade.
-
Narrador on:
Enquanto Bia desfaz suas malas, com o auxílio de Pri, Dani chega na empresa do namorado.
-
#Dani: Posso entrar?
#Carlo: Claro, meu amor. Nem sabia que cê vinha, já tava com saudade; ontem a gente não se viu.
#Dani: Eu também; vem cá, vem.,
-
Narrador on:
Eles se beijam.
-
#Carlo: Vamos sair pra jantar hoje?
#Dani: Ih, acho que não vai dar; eu combinei de sair com a Beatriz, uma amiga minha que tá voltando da Europa, e vai ficar chato desmarcar.
#Carlo: Essas suas amiguinhas sempre te roubando de mim, né?
#Dani: Por que cê não vem junto comigo?
#Carlo: Melhor não; eu passo em ficar ouvindo o papo de bolsas e sapatos de vocês, mulheres.
#Dani: Sabe que até que não? Eu tô a ajudando com assuntos profissionais, cê até que poderia ser útil com indicações. Aí depois a gente curte a noite, só nós dois, que tal?
-
Continuo?
-
#PortArantes

🎠 Capítulo: 03 🎠
Carlo Narrando:
O médico tinha saído da sala com a Dona Ana, deixando nós dois sozinhos... Era estranho, aquele silêncio, ela nem conseguia olhar pra mim...
Aquela não poderia ser a minha Bia, ela nem ao menos conseguia decorar o meu nome... O brilho que tinha em seus olhos quando me via não existe mais. Aquela não é a minha esposa...
#Bia: Carlo?? Conseguiu decorar!! - ela sorri, acho que foi a melhor coisa que aconteceu desde quando ela acordou - Você pode me explicar melhor o que aconteceu? Do acidente...
#Carlo: É... Não gosto de me lembrar do que aconteceu!! Podemos conversar sobre isso quando você sair do hospital!?
#Bia: Como quiser!! - ela cruza os braços e desfia o olhar
#Carlo: Estávamos voltando de uma festa... Eu estava morrendo de ciúmes de você com os seus primos, começamos a discutir... - dou um tempo antes de continuar, meus olhos estavam lacrimejando, até não conseguir segurar o choro - Foi questão de segundos amor... Eu tinha tirado minha atenção do volante por um segundo, quando você grita "Carlo o caminhão", não deu nem tempo de desviar... Quando vi, o caminhão já está arrastando o carro...
#Bia: Carlo... #Carlo: Me desculpa Bia... - ela fica quieta por alguns segundos
#Bia: Não!! Não vou desculpar você... Você é o culpado por eu estar nesse estado!! Eu não consegui nem ao menos lembrar do meu nome!!!
#Carlo: Bia...
#Bia: Você pode sair do meu quarto e chamar a minha mãe!! Por favor - me levanto da poltrona e saio...
-
//Continuo??//
#PortArantes ou #Carbia

• Sinopse:
Pra você dar o nome;
-
Esta fanfic conta a história de Bia e Carlo, dois jovens que se conheceram num passado não tão distante, na época da escola, e tiveram um rápido relacionamento na adolescência. Porém, as diferenças existentes entre ambos, externas e internas, como as séries que logo os separaram no ensino médio, a personalidade distinta e a mudança de cidade da moça puseram um fim no namoro. Anos se passaram e os desencontros só aumentaram: Bia foi estudar no exterior e Carlo, sempre tão imodesto e inflexível, seguiu sua vida em todos os quesitos. Sete anos se passam e, finalmente, Bia está de volta ao Brasil; tentando se readaptar a sua rotina com a ajuda de Dani. O que ela não imagina é que o namorado da, até então, amiga é seu amor do passado.
-
Personagens:
» Bia: Moça de 25 anos, muito responsável e, ao mesmo tempo, romântica, que acaba de voltar ao Brasil, após 10 semestres estudando na Europa.
» Carlo: Rapaz de 28 anos, galanteador e nada romântico, proprietário da Rey Café. Depois da primeira desilusão amorosa, aos 17 anos, passou a desacreditar num amor mais flexível e verídico, namorando, atualmente, com Daniella.
» Dani: Moça de 26 anos e atual namorada de Carlo, mas com razões inversas dentre amor e paixão. Mal-humorada, está ajudando Bia em sua volta ao Brasil, já que ambas haviam se conhecido num congresso na Espanha. Sem saber, vai acabar promovendo um reencontro entre o namorado e a "amiga".
» Pri: Moça de 28 anos, melhor amiga de Bia desde a infância. Com a volta da moça ao Brasil, Priscila dividirá seu apartamento à nova rotina da amiga.
» Gui: Rapaz de 30 anos, muito amigo de Carlo, advogado da empresa.
-
Novos personagens podem surgir ao longo da história.
-
Começo? -
-
#PortArantes

🎠 Capítulo: 02 🎠
Bia Narrando:
Acordo com dor de cabeça terrível e percebo que estou em um hospital, olho pro lado e vejo um rapaz jogado na cadeira perto da maca
#Bia: Moço?? Moço?? - percebo que ele está acordando e paro de cutuca-lo. Ele termina de se espreguiçar e me olha espantado
#Carlo: Amor você acordou!! Você acordou amor!! - ele vem me dá um abraço, mas eu o empurro - Amor...
#Bia: Quem é você?
#Carlo: Amor, sou eu o Carlo!! Seu marido
#Bia: Eu sou casada!? #Carlo: Bia... Você... Você se esqueceu de tudo? Não se recorda de nada?
#Bia: Bia? Meu nome é Bia? Bia de que? - ele coloca a mão no rosto, fazendo uma cara de preocupado e sai do quarto logo em seguida, me deixando sozinha...
Não demora muito ele entra com uma mulher e com um homem, que deve ser o médico
#Médico: Oi Beatriz, como se sente?
#Bia: Bia, de Beatriz legal... - sussurro pra mim mesma - Estou me sentindo um pouco cansada e sem entender nada, o que aconteceu?
#Carlo: Bia...
#Médico: Deixa que eu explico Carlo!! Beatriz, você ficou dez meses em coma, depois de ter sofrido um acidente de carro e aparentemente perdeu a memória!!
#Regina: Filha... #Bia: Você é?
#Regina: Sua mãe, você não se lembra de mim?
#Bia: Desculpa, mas eu não me lembro de nada!! #Médico: Beatriz, você não se recorda de nada? Nem lembranças da sua infância!?
#Bia: Nada... Nenhuma lembrança!! - olho para o homem que dizia ser o meu marido e não conseguia sentir nada por ele, nem uma pontinha de sentimento... Como poderia estar casada com ele
#Carlo: Não se lembra nem do nosso casamento?
#Bia: Não lembro de nada Ricardo... Esse é seu nome mesmo? Acho que me confundi!?
#Carlo: Meu nome é Carlo!!
#Bia: Ah sim... Desculpa - como poderia estar casada, se nem ao menos consigo guardar o nome dele
-
//Continuo??//
#PortArantes ou #Carbia

🎠 Capítulo: 01 🎠
Carlo Narrando: Nesses últimos meses parece que estou sem chão, e a qualquer momento eu posso cair. Queria tanto que ela acordasse do coma, não iria mais precisar sentir esse sentimento de solidão...
*flashback on*
#Bia: Amor, vai de vagar!! #Carlo: Você sabe que eu tenho ciúmes dos seus primos e você insiste em ficar lá com eles!! Se esfregando um no outro!!
#Bia: Estávamos dançando!! E ele é meu primo, não iria e nem vai rolar nada!! Pra de ser paranóico
#Carlo: Eu sou paranóico? Eu? Você fica louca quando eu saio, fica ligando toda hora pensando que eu estou com a Dani e eu sou o paranóico!? - tiro minha atenção do volante e olho pra ela
#Bia: CARLO O CAMINHÃO!!! - foi questão de minutos, um caminhão estava na nossa frente. Arrastando a gente para trás, fazendo o carro ficar de lado e capotar... Não sei quantas voltas o carro deu, não conseguia pensar em nada. No momento que o carro parou de capotar, olho pra lado e vejo a Bia desacordada. Tento soltar o cinto de segurança, fazendo o meu corpo doer
#Carlo: Amor? Amor? Por favor acorda amor... *Flashback off*
A culpa foi toda minha, eu deveria estar no lugar dela... A culpa foi minha e eu nunca vou me perdoar por isso...
-
//Continuo?//
#PortArantes ou #Carbia

Olhos nos olhos;
Capítulo 71 - ÚLTIMO CAPÍTULO.
-
Bia narrando:
Vocês já repararam que essa coisa de casamento e final feliz é lugar-comum em boa parte das histórias românticas narradas? Bom, eu não sei se isso é trivial ou autêntico demais. Digo isso na pele de uma mãe; com presença física, mas solteira na alma; com sonhos desmanchados e tentativas frustrantes de manter aquilo que eu conhecia como felicidade. Mas a grande questão das histórias terem finais felizes é que elas são deixadas diante de mão e paradas de contar no momento certo, em que todos estão cheios de vaidade e contemplados pela graça da instantaneidade dos momentos. E, mesmo assim, nós temos a necessidade de manter o significado do amor no ar de vencer todas as coisas, todos os empecilhos que aflige nossos desejos. Pois é essa a grande emoção de narrarmos a história de viver: amar e crer no momento em que a felicidade chegará. Mas, ainda sim, as histórias continuam e a visita clandestina, que chega sem anunciar sua entrada, parte de nós, nos deixando na realidade de seres tristes e cruéis, mas com a certeza que um amanhã melhor surgirá sob a luz de um novo dia.
-
Carlo narrando:
Eu não sei, nunca soube lidar com minhas emoções. Nunca soube interpretar a relatividade do certo pro meu errado. Mas sei que incerteza traz inspiração. E tem motivo pra viver de novo. Tem o novo que quer ter motivo. Tem a sede que morre no seio. Nota que fermata quando desafino. Descobrir o verdadeiro sentido das coisas é querer saber demais. Sonho parece verdade, quando a gente esquece de acordar e o mundo é perfeito.
-
Narrador on:
Os olhos mentem dia e noite a dor da gente. Por que somos desse jeito, criando conceito pra tudo que restou?
-
#Bia: Enquanto houver você do outro lado, aqui do outro eu consigo me orientar.
#Carlo: Metade de mim agora é assim: você e a Lorena. Do outro a força, a doce coragem pra chegar no fim.
-
Narrador on:
E o fim é belo, incerto, depende de como você vê o novo, o credo, a fé que você deposita em você e só.
-
#Bia: Só enquanto eu respirar, vou me lembrar de você.
#Carlo: Só enquanto eu respirar.
-
Lorena narrando:
Bem-vindo aos seus sonhos.
-
FIM. - Começo outra fanfic?
-
#PortArantes

Olhos nos olhos;
Capítulo 70 -
-
#Bia: Uhum, só que tenho algumas condições pra isso.
#Lorena: Mas isso quer dizer que vocês vão casar?
#Carlo: Parece que sim, Lolô.
#Lorena: Iupi, eu vou ligar agora pra tia Pri e contar a ela.
#Bia: Calma, ela deve ter cheg... - (Ela interrompe sua própria fala, já que Lorena correu sem, ao menos, ouví-la).
-
Narrador on:
Bia e Carlo riem da empolgação da garotinha.
-
#Carlo: Tá, mas me fala: quais são as tais condições pro nosso casamento?
#Bia: Então, eu quero que seja algo muito pequeno, apenas significativo.
#Carlo: Ué, Bia, mas por quê?
#Bia: Carlo, o que vai adiantar fazer um festão se eu não tenho quem convidar? Você sabe que eu não tenho contato nenhum com a minha família, que eles nunca me apoiaram no meu relacionamento com o Bruno e ainda não aceitavam o nascimento da Lorena, por eu ser jovem demais. Só me doeria mais ver as mesas vazias por pessoas cheias de ego.
#Carlo: Desculpa, meu amor. Cê tá certa, festa é um detalhe insignificante perto do nosso sentimento um pelo outro.
#Bia: Eu acho que eu nunca te contei isso, mas meu sonho sempre foi casar. Ainda na adolescência, eu já imaginava como seria, no futuro, o meu casamento; só que o Bruno sempre anulou qualquer alternativa de nos casarmos.
#Carlo: Esse cara é um insensível, isso sim.
#Bia: Mas hoje eu sei que foi melhor assim. Eu não poderia ter jurado amor eterno a ele e algo aqui, dentro de mim, sabia que, em algum momento, as chamas desse sonho seriam reacendidas.
#Carlo: O seu sonho agora, meu amor, é o nosso sonho.
#Bia: Eu nem sei como te agradecer por tudo ou, simplesmente, por você existir e ter entrado na minha vida.
#Carlo: Cê não tem que me agradecer, Bia. Ao contrário, eu que lhe devo gratidão por você ter me ensinado o verdadeiro sentido da vida e me presenteado com a filha mais incrível que eu poderia ter; a Lorena é muito importante pra mim.
#Bia: Eu te amo demais, Carlo.
-
Narrador on:
Então, eles passam os dias seguintes organizando uma pequena cerimônia, apenas na presença de poucos amigos e familiares de Carlo, numa capela diante ao mar e muitos sonhos a serem reais, narrando o último capítulo dessa história infinita.
-
Continuo?
-
#PortArantes

Amo vocês mais do que imaginei, mais do que planejei. Amo vocês mais que tudo ✍🏻💜✨ @biaarantes @carloporto -
[ #l4l #carbia #biaarantes #carloporto #portarantes #likeforlike ]

Olhos nos olhos;
Capítulo 69 -
-
#Bia: Ah, Pri, cê sabe que eu sempre sonhei em me casar; só que minha experiência com o Bruno foi frustrante, ele sempre achou esse meu desejo uma bobagem e nunca quis oficializar nosso relacionamento num casamento. Mas, de certa forma, esse sonho nunca deixou de morar dentro de mim; parece que algo, aqui dentro, sabia que ele não era o amor da minha vida e que eu encontraria um outro alguém pra amar como nenhum outro homem.
#Pri: E esse "alguém" é o Carlo, né?
#Bia: Uhum; eu me sinto realizada ao lado dele e com o amor de pai que ele tem pela Lorena. É como se a vida tivesse começando só agora.
#Pri: É, e não é todo homem que aceita uma criança, fruto de um namoro de anos, no relacionamento; ainda mais um cara como o Carlo, que pode ter inúmeras moças descompromissadas como namorada. Mas ele escolheu você, Bia; aliás, ele escolheu você e a Lorena e essa é a maior prova de amor de um homem à uma mulher.
#Bia: Eu tenho muita sorte mesmo de ter encontrado um rapaz como ele; é por isso que tenho medo de apoiar essa ideia de casamento e acabar indo rápido demais, estragando tudo.
#Pri: Ué, Bia, mas não foi você mesma que tava dizendo, até dois dias atrás, que esperar um tempo, que nunca pode chegar, é arriscado? Pensei que cê preferia as coisas assim, mais imediatas.
#Bia: E prefiro, só temo que isso acabe afetando nosso relacionamento. Eu amo demais o Carlo pra me dar essa vaidade.
#Pri: Quer uma dica? Segue seu coração, só não deixe seus medos serem maiores que seus sonhos.
#Bia: Cê tá certa, Pri; aliás, como sempre, né? Não é a toa que eu te amo muito, minha amiga.
-
Narrador on:
Enfim, após algum tempo, Pri volta pra Doce Horizonte e Bia passa sua tarde junto a Lorena e Carlo.
-
#Lorena: Mamãe, o nosso quarto é incrível, né? - (Diz se referindo ao novo dormitório, já que antes elas dormiam na dependência dos empregados).
#Bia: Uhum.
#Carlo: Lolô, cê não concorda comigo que você merece aquele quarto só pra você e a sua mamãe pode se acomodar lá do meu?
#Lorena: Sim piririm.
#Bia: Ih, mas essa mudança de quarto aí é só depois do casamento.
#Carlo: Peraí, então, isso quer dizer que cê topa de casar comigo?
-
Continuo?
-
#PortArantes

Olhos nos olhos;
Capítulo 68 -
-
#Carlo: Casar?
#Bia: Vamos com calma, Lolô. - (Diz meio espantada, com medo de Carlo não ter gostado do que tinha ouvido).
#Lorena: Falei algo errado?
#Carlo: Não, claro que não; aliás, é uma ótima ideia, mas isso se sua mamãe topar e prometer não fugir do altar, né?
#Bia: Bobo. - (Diz rindo).
#Lorena: E eu vou poder ser a daminha?
#Carlo: Uhum; claro, meu amorzinho. Você vai ser a daminha de honra mais linda do mundo.
#Lorena: Iupi. Obrigada, papai; te amo.
-
Narrador on:
Ao ouvir Lorena o chamar de "pai" pela primeira vez, Carlo fica um tanto emocionado.
-
#Carlo: Lolô, do quê que você me chamou? - (Diz com os olhos cheios de lágrimas).
#Lorena: De "papai", porque é isso que você é meu agora, né?
#Carlo: É sim, minha filha. Eu te amo muito. - (Diz colocando-a em seu colo e abraçando Bia).
#Bia: Vocês são tudo pra mim.
-
Narrador on:
Após alguns instantes, eles saem pra jantar em comemoração à guarda da pequena. Enfim, as horas vão passando rapidamente e, conforme o tempo vai correndo, logo um novo dia amanhece. Assim que acordam, Lorena e Carlo vão brincar e Priscila, que passou a noite lá devido aos últimos acontecimentos, e Bia aproveitam pra pôr os papos em dia.
-
#Bia: Ai, Pri, eu nem acredito que consegui tirar minha filha das mãos do Bruno e que tudo acabou dando certo.
#Pri: Nem eu, minha amiga. E que crápula o Bruno é, né? Nunca pensei que ele seria capaz de por em risco a vida de uma criança, que é a própria filha dele, só pela obsessão de te fazer sofrer. Se eu soubesse desse lado dele, eu jamais teria o apresentado a você.
#Bia: Mas há males que vêm pro bem: a Lorena tá aí provando isso. Ela é e sempre será a única coisa boa do meu relacionamento com o Bruno.
#Pri: E a Lolô tá tão feliz, né? Nem parece que, ontem, ela ouviu poucas e boas do próprio pai.
#Bia: Pois é; a convivência com o Carlo tem feito muito bem pra ela. Ontem a noite, a Lorena o chamou de "pai" pela primeira vez; foi tão espontâneo, tão real que é como se ela fosse mesmo a filha dele. O Carlo ficou super emocionado e agora os dois tão com a ideia fixa que eu e ele devemos nos casar, acredita?
#Pri: Sério? E cê vai aceitar?
-
Continuo?
-
#PortArantes

Olhos nos olhos;
Capítulo 67 -
-
#Bia: Ai, graças a Deus.
#Carlo: Eu sabia que cê ia conseguir, meu amor.
-
Narrador on:
Bia e Carlo se abraçam. Após alguns instantes, Lorena é levada, novamente, à sala da audiência.
-
#Lorena: Você tá chorando, mamãe?
#Bia: Uhum; mas é de alegria, minha pequena.
#Juíz: Lorena, eu ouvi o lado do seu pai e da sua mãe; também levei em consideração o seu comportamento emocionais com ambos; e cheguei a conclusão que sua guarda ficará sob o domínio da Beatriz.
#Lorena: Isso quer dizer que eu vou voltar a morar com a minha mamãe e o Carlo?
#Carlo: Uhum; e nós três vamos ficar juntinhos novamente.
#Bia: Pra sempre, meu amor.
-
Narrador on:
Enfim, a audiência é encerrada e, ainda nos corredores, Lorena vai falar com Bruno.
-
#Lorena: Cê ficou triste porque minha guarda não ficou com você?
#Bruno: Claro que não; aliás, é um alívio não ter que cuidar de uma criança chata e mimada como você.
#Lorena: Ué, mas cê disse que ficaria feliz se eu fosse morar com você e que tinha até comprado vários brinquedos pra mim.
#Bruno: Mas como é bobinha; escuta, eu não faço questão alguma de te presentear. Agora vê se para de me fazer um monte de perguntas, que eu detesto até a voz de crianças chatinhas como você.
-
Narrador on:
Então, Lorena começa a chorar e Bia e Carlo logo percebem.
-
#Bia: O quê que você disse pra ela, Bruno?
#Bruno: Só a verdade: que ela é chata, mimada e que eu não iria suportar morar com ela.
#Carlo: Calma, Lolô. Tá tudo bem, ele não sabe o que tá falando e nós te amamos.
#Bruno: Acabou o showzinho de consolo? - (Diz ironicamente e, em seguida, saindo do fórum).
-
Narrador on:
Enfim, Bia, Carlo e Lorena vão pra casa e as horas vão passando rapidamente.
-
#Carlo: Mulheres da minha vida, eu tava pensando aqui: que tal sairmos pra jantar fora em comemoração à guarda da Lolô?
#Lorena: Iupi, eu quero.
#Bia: Eu também topo.
#Lorena: Então, eu vou me arrumar e pôr uma roupa bem bonita, tá?
#Carlo: Mas cê já é linda, pequena. Parece uma princesa.
#Lorena: Sabia que eu já quis ser uma princesa e usar aquelas roupas longas e bonitas? Tipo, os vestidos das daminhas de honra também. Cês bem que podiam se casar, né?
-
Continuo?
-
#PortArantes

”O amor está longe, muito longe
Mas nós vamos chegar mais perto
O amor é meio maluco, é estranho
De repente, ele encontra você, oh, oh
Então assim, o amor espera por mim
Eu vou esperar por você, amor” 🖤✨ @carloporto @biaarantes -
[ #l4l #biaarantes #carloporto #carbia #Portarantes #Likeforlike ]

Most Popular Instagram Hashtags