[PR] Gain and Get More Likes and Followers on Instagram.

#paninicomics

MOST RECENT

Si sa che per leggere le tutine (soprattutto quelle d'epoca) ogni tanto bisogna mettere in pausa il proprio senso del ridicolo. Difficile farlo con le prime storie che compaiono in questo volume dedicato alla run di Alan Moore su Capitan Bretagna. Vuoi per il costume, vuoi per l'aiutante elfo, vuoi per le storie a metà tra i supereroi e i ciclo arturiano, bisogna mettersi davvero d'impegno per continuare la lettura. E Alan Moore non facilita le cose. Il bardo di Northampton non ha ben chiara l'identità e la continuity del supereroe (lo ammette chiaramente anche nella prefazione) e la cosa si sente fin troppo: Capitan Bretagna manca di carisma, il contesto è confuso e non si capisce bene il senso delle storie. Il tempo di ambientarsi però e poi le cose migliorano. Moore lascia tutto così come aveva raccontato nei primi albi e ne ricava un disegno globale che si dimostra interessante. Capitan Bretagna diventa così un eroe impulsivo e quasi imbecille, utilizzato da forze più grandi di lui come pedina sulla scacchiera in cui Bene e Male si fronteggiano. Ne esce fuori un racconto inaspettatamente denso e teso se confrontato con i primi episodi quasi umoristici della serie, impreziosito da un Alan Davis la cui crescita si mette in mostra numero dopo numero. È merito suo la cosa migliore del volume, ovvero il cybiote, una Delle creature più terrificanti che mi sia capitato di vedere in un fumetto. Capitan Bretagna si rivela essere un piacevole antipasto alle più centrate e precise opere di decostruzione supereroistica che hanno reso celebre Moore, una storia coinvolgente ma ancora troppo incasellata nei canoni del genere per poter spiccare il volo.

Kennt ihr das, wenn man zu lange schläft und dann Rückenschmerzen hat? Dazu noch die miese Erkältung. Der Kaffee schmeckt mir noch nicht mal. Aber irgendwie muss der morgens sein.
Dazu gibt es heute
Marvel NOW! Deadpool 1 - Tote Präsidenten aus dem Hause @paninicomicsde

Eigentlich wollte ich mit der Wolverine Reihe anfangen, aber @games.and.comics.real.nike hat mich dann doch von Deadpool überzeugt

#marvel #marvelcomic #marveluniverse #paninicomics #instabook #bookstagram #instacomic #comicofig #comicoftheday #comicsandcoffee #deadpool #marvelnow #wadewilson

Crise de Identidade # 07 (releitura) de Brad Meltzer e Rags Morales. Por fim tudo o que tinha que ser revelado foi e todas as "marcas" que tinham que ficar, permaneceram. A idéia do "amadurecimento" da DC não foi muito além dessa minissérie, mas suas consequências ainda perduraram por um bom tempo. Até então um arco nunca visto dentro do universo de medalhões tradicionais da editora. Belo trabalho de concepção de roteiro e premiado com uma arte espetacular.

#dccomics
#paninicomics
#superman
#batman

Vinland Saga vol. 6 de Makoto Yukimura. Que mangá espetacular! Roteiro bem amarrado, arte de encher os olhos e até a edição da Panini tá muito acima da média para uma publicação periódica de 2014. Ainda não havia edições em offset de mangás nesse período salvo um especial aqui e ali. A gramatura do papel é muito boa e ainda tem páginas coloridas. Taí um mangá que merecia muito ser reeditado. Na trama Thorfinn e o gigantesco Thorkell travam uma luta violenta pra ver quem fica com a cabeça de Askeladd. Enquanto isso durante a fuga do príncipe Knut, o mesmo tem uma "epifania" e toma uma decisão ousada e militarmente perigosa. Muito sangue ainda vai correr na neve por conta disso.

#mangás
#paninicomics
#vinlandsaga
#makotoyukimura

Renascimento • Exterminador vol. 1 de Christopher Priest, Carlo Pagulayan e Joe Bennett. Eu fiquei curioso por esse material quando vi que tinha sido indicado ao Eisner como Melhor Nova Série Mensal, mas estava cético. No entanto, esse quadrinho se mostrou realmente bom. Nada inovador, mas se destacou dos demais encadernados de Renascimento que li. Priest escreve indo e voltando nos acontecimentos, armando tramóias e amarrando lá na frente. Tem que ter um pouco de atenção pra não passar batido algo, mas dá pra sacar de boa. E gostei bastante da arte de Pagulayan e Bennett que mantiveram um bom nível e casou com a proposta.

#dccomics
#paninicomics
#exterminador
#sladwilson
#deathstroke

Pluto é um mangá de Naomi Urasawa e Takashi Nagasaki e está sendo publicado pela Panini. É o meu #13 do desafio #365hqs. .

A obra é uma releitura do arco, escrito na década de 60, "O Maior Robô da Terra" da série "Astro Boy" de Osamu Tezuka. .

A história se passa num mundo onde robôs vivem entre os humanos, tem suas próprias casas, direitos e entidades que lutam por estes direitos. Durante um grande incêndio florestal um poderoso Robô conhecido como Mont Blanc é assassinado, no dia seguinte um humano é assassinado, desta vez um ativista dos direitos dos robôs; a semelhança entre os crimes, ambos receberam chifres do seu assassino. O detetive da Europol Gesicht entra na investigação destes crimes, sabendo que, possivelmente, é uma potencial vítima, já que também é um robô. .

Pluto tem uma vibe que eu curto muito e que lembra Blade Runner, Westworld e outras obras que questionam e expõem a questão de consciência robótica. Pode um robô sonhar? Pode um robô nutrir sentimentos? Desenvolver uma relação fraterna ou paterna? Pluto levanta essas questões e desenvolve-as muito bem. .

Ao mesmo tempo que a obra mostra que os robôs podem ser adorados e vivem integrados aos humanos, ela, sutilmente, demonstra que eles ainda recebem sofrem "racismos", ainda que não intencionais, ao, por exemplo, tratar os restos de um robô como "só sucata". É algo bem interessante de se perceber e que faz refletir que isso acontece hoje em dia, mas não com robôs, e sim entre seres humanos simplesmente por alguma diferença física, por exemplo. .

No meio do volume tem um desvio da trama principal que dura três atos, são sete no total, que não chega a ser ruim, é até legal, mas que diminui um pouco o ritmo da hq, acho que se fosse reduzido a um ato, ou um ato e meio, ficaria melhor. .

A arte tem umas escolhas interessantes, especialmente nos close ups em seus personagens, talvez para aumentar a carga emocional da trama e fazer o leitor sentir que os robôs também tem sentimentos. .

Fazia tempo que não lia um mangá e tenho que confessar que estava com saudades, espero ler mais. E fico feliz que a volta tenha sido com um mangá tão legal,e que sinto que só tende a melhorar!

Childhood memories 💭✨💕 #turmadamonica #laços #paninicomics #cute #bookstagram

Leitura de hoje. O mangá é do mesmo autor de Berserk, não é dos melhores volumes únicos, mas é bem construído, tem o traço bonito e se tivesse mais volumes seria muito melhor.

#gigantomachia #gigantomakhia #manga #mangas #mangashelf #mangahaul #mangacollection #mangacollector #mangacollecting #mangá #mangás #panini #paninimanga #planetmanga #paninicomics #seinen #kentaromiura #instamanga

#mangaday de hoje foi o #katekyohitmanreborn volume 26 estou louca para adiantar algumas edições e finalizar esse arco #manga #collection #tutorhitmanreborn #editorapanini #paninicomics #planetmanga #paninieditora

Continuando a coleção
#ajin #paninicomics

RÁPIDO E CERTEIRO
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Mark Millar pode não ser o melhor roteirista do mundo, mas o danado sabe prender a nossa atenção. Ele fez isso comigo em MPH, publicada aqui pela @editorapanini . Ela acabou sendo a minha 15ª revista de #365HQs.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
MPH tem desenhos de Duncan Fegredo e cores de Peter Doherty. A mini em 5 partes foi publicada nos Estados Unidos em 2014, como comemoração aos 10 anos do MillarWorld, selo que o Mark Millar criou para suas revistas autorais.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Aqui, a mini saiu completa em capa dura. O legal da história é ver como Millar começa. Um belo de um flashback, para mostrar a prisão do primeiro super-humano que apareceu na Terra. Trinta anos depois, vamos conhecer Roscoe, um zé coitado que queria largar a vida de crimes. Ele trabalha como entregador de drogas, porém um dia as coisas acabam dando errado. Ele é delatado e vai parar na prisão. Roscoe está determinado a mudar de vida, cumprir sua pena de 5 anos e seguir de forma diferente. Até que ele descobre que foi traído por um amigo. É aí que que entra em cena a MPH. Uma droga que era só para uma pequena viagem, no entanto acaba fazendo Roscoe adquirir supervelocidade. Depois de tomar a pílula, Roscoe decidi fugir da prisão. Ele tem planos de se vingar de quem o delatou e roubar bancos com a namorada e mais dois amigos, pra quem ele passa os comprimidos de MPH. O objetivo dele é se tornar milionário. Mas ele precisa ser ágil. Afinal, ele só tem um frasco da droga.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Claro que nem tudo vai ser um mar de rosas para Roscoe e seus amigos. Com tantos velocistas em ação, era óbvio que o governo americano sairia à caça deles. E qual a melhor forma de fazer isso? Usando uma arma secreta muito especial contra esses superseres.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Mark Millar sabe fazer dinheiro e sabe escrever uma HQ com cara de filme. Esse cara é ou não é danado?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ MPH
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
• Capa dura: 136 páginas
• Editora: Panini
• Preço: R$ 56,00
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Por @casspinheiro
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
#MundoGonzo #gibi #quadrinhosgram#instahq #quadrinhos #comics #resenha#review #critica #hq #PaniniComics #MPH #MarkMillar

Leitura #015de365 Hulk Wolverine 6 Horas - que história divertida! Os encontros entre esses dois sempre são nervosos e esse não foi diferente, pensei q seria uma história boba mas foi uma boa! O título remete a 2 coisas, a primeira é uma referência à primeira história do Wolverine onde ele diz q em 6 horas estaria de volta e teria derrotado o Hulk, a outra é mais direta, um jovem que está indo para um acampamento no Canadá é picado por sua cobra e tem 6 horas de vida, no mesmo vôo temos dois traficantes e Bruce Banner, aí q a história fica interessante, o avião cai e todos se envolvem em uma trama complicada com assassino maluco e Wolverine interagindo mais com Bruce Banner! Engraçado ver a dinâmica dos dois, que quase são amigos!
A arte é tbm muito boa, não é a da capa, que é Simon Bisley, mas é boa sim.
Se eu recomendo? Com muita certeza, foi uma surpresa e curti bastante! Talvez seja difícil encontrar, mas são dois números e é pequena, vale sim a pena.
E continuo no desafio #365hqs firme e forte!
Esse material e os outros que leio tbm terão vídeo no canal. Conheça o nosso canal no YouTube com conteúdo nerd em: http://youtube.com/euemeupainerd
#LeiaMaisQuadrinhos #quadrinhos #hq #ComicBook #euempnerd #colecao #LeituraDeHoje #recomendo #instahq #instacomics #minhacoleção #historiaemquadrinhos #hqs #dicahq #amohq #amohqs #instaquadrinhos #euemeupainerd #TudoAToaHq #TodoDiaUmaHQ #PaniniComics #Panini #Wolverine #Hulk #Marvel #MarvelComics

Franklin Richards: filho de um gênio. Publicação em 2014 pela @editorapanini.
Roteiros de #MarcSumerak e arte de #ChrisEliopoulos.

Franklin é um gênio mirim e filho de Reed Richards, o Sr. Fantástico. É um compilado de histórias curtinhas (e bem infantis) com suas aventuras ao lado do seu amigo robô, Herbie.

Achei um material fraco, levando em consideração o alvo ser o público infantil.

O que me chamou a atenção foi o formato, um pouco menor que os tradicionais. Quantidade de páginas: 220.

Nota? 6/10

#HQ #comics #comicbook #graphicnovel #comiccollector #collection #collector #coleção #colecionador #Marvel #marvelcomics #fantasticfour #quartetofantástico #instahq #instacomics #instacollector #arte #art #ilustração #illustration #panini #paninibooks #paninicomics

"Eu sou conhecido como Thanos de Titã. Dada a minha longa história, restariam pouquíssimos mistérios a serem sondados. Mas quanto mais complexa minha existência se torna, mais frequentemente eu me deparo com questões sem resposta" É isso aí! #thanosrevelacaoinfinita #thanos #marvel #marvelogn #marvelcomics #paninibooks #paninicomics #panini #jimstarlin #andysmith #frankdarmata #colecao #colecionador #geek #nerd.

Most Popular Instagram Hashtags