#fotonaturalismo

MOST RECENT

Na foto anterior, falei sobre a interação entre formigas, membracídeos e plantas. Uma interação do tipo multitrófica. E quando disse que era uma interação complexa, era porque outros organismos também podem interagir com aqueles.

Enquanto as formigas protegem seus parceiros mutualísticos, também precisam protegerem\-se contra seus próprios predadores. Esses predadores causarão consequências diretas e indiretas nas populações de organismos envolvidos nas interações multitróficas.

Na foto, uma aranha Tmarus sp. (Thomisidae) capturou uma Camponotus sp. (Formicinae: Camponotini) que passava desatenta pelos ramos de uma planta, bem próximo de um grupo de membracídeos.

Flickr😉📷 https://flic.kr/p/WGH1vW

Essa é uma cena comum mesmo em parques ou praças de muitas cidades. Porém, um observador menos atento, pode não entender o que realmente se passa.

O que acontece aí é na verdade algo um pouco complexo. Essa é uma interação multitrófica, ou seja, que envolve espécies de diferentes níveis tróficos. Neste caso envolvendo as formigas Camponotus sp. (Formicinae: Camponotini), os adultos e ninfas de Membracis sp. (Hemiptera: Membracidae: Membracinae) e uma planta hospedeira (que pode variar a espécie).

Nesse tipo de interação, as formigas se alimentam do líquido adocicado (exsudato) liberado pelos insetos sugadores (que se alimentam da seiva das plantas) e protegem estes insetos contra predadores.

Além disso, a interação mutualista entre as formigas e insetos sugadores pode gerar um efeito indireto e positivo para as plantas quando estas são protegidas pelas formigas contra a ação de herbívoros foliares.

Flickr😉📷 https://flic.kr/p/262QSLp

Uma das cenas mais típicas da natureza...uma aranha captura uma mosca. Apesar de serem temidas por muitas pessoas, as aranhas contribuem ativamente para o controle de outros insetos, inclusive mosquitos e outros potenciais vetores de doenças a humanos.

Na foto, uma aranha Leucauge sp. (Tetragnathidae) predando uma mosca comum.

Flickr😉📷 https://flic.kr/p/24EN9qK

Estava me perguntando sobre as libélulas. Na verdade mesmo, estava mais curioso sobre o significado do nome delas em inglês: "dragonfly".

Apesar de não parecerem, as libélulas são insetos predadores vorazes, mas ainda assim, não parecem nem um pouco com um dragão. Depois de pesquisar um pouco, descobri que (provavelmente) o nome deriva de uma lenda de origem romena relacionada a São Jorge, que teve seu cavalo amaldiçoado e transformado em um inseto gigante voador pelo demônio (o dragão da lenda).

Em romeno "drac" (assim como em Drácula!) significa dragão, e daí teria sido originado o nome em inglês. Não sei o quanto isso é preciso, mas achei interessante.

Aah, e quanto ao nome em português, descobri que deriva da palavra "libella" do Latim, que é o diminuitivo de "libra", balança em português. Uma alusão à forma e (acho que também) às habilidades de voo acrobáticas desses insetos.

Flickr😉📷 https://flic.kr/p/X3LHeA

Most Popular Instagram Hashtags