#fatorderisco

145 posts

TOP POSTS

Sempre à discretinha da balada #sqn #etilistacronico #fatorderisco

Comer mal pode trazer consequências extremamente negativas ao nosso organismo. Uma rotina de alimentação irregular é um #FatorDeRisco para o surgimento de muitas doenças. Confira. #saúde #vidasaudavel

O excesso de peso é um dos fatores de risco para o desenvolvimento de câncer. Fique atento (a) e cuide da sua saúde através de hábitos saudáveis. Sua saúde agradece!
#combateaocancer #fightcancer #obesidade #fatorderisco

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Iorque, na Inglaterra, e publicada no Journal of Applied Physiology, avaliou se os hormônios encontrados na gordura corporal podem explicar a associação entre obesidade e câncer de mama. E a descoberta mostrou que a relação entre gordura e hormônio pode fazer toda a diferença no risco de desenvolvimento da doença.
-
Segundo o estudo, as células de gordura são células ativas que produzem mais de 400 adipocinas (hormônios). Dependendo das características desses hormônios, nas pessoas obesas eles podem contribuir com o crescimento do câncer de mama, enquanto que em pessoas magras eles podem impedir o avanço da doença.
-
Mas esses hormônios não só aumentam as chances das pessoas obesas ou com sobrepeso de terem câncer. Elas também respondem menos ao tratamento e têm maior risco de morte. 
#obesidade #cancerdemama #breastcancer #pesquisa #fatorderisco

Sempre carreguei uma frustaçao de não ter defendido uma tese sobre poligamia e doenças do coração. Achei que perderia alguns dos meus pacientes do sexo masculino. Desisti. E hoje lendo minhas News Medical do dia me deparei com um estudo feito pelo Dr.Amin Daoulah da Arabia Saudita que avaliou em 687 casamentos, a relaçao entre presença e severidade de doença coronariana e número de esposas. Concluiu que poligamia aumenta de 4-6x o risco de doença cardiovascular pelo estresse emocional em manter multiplas casas, despesas, filhos e dispender a mesma atenção à todas.Evidente que esta associação depende de outros fatores também como nivel de intimidade, sedentarismo, nutrição e genética. Hoje minha experiencia questiona: Cá entre nós, precisava ter feito o estudo??? #soumajáémuito #medicinapreventiva#fatorderisco #infarto #qualidadedevida # fidelidade# casamento# poligamia# saúde # estresse

Recente revisão sistemática com metanálise (Li et al, 2017) defende que, quem usa contraceptivos orais, tem maior risco de desenvolver um tipo de câncer bastante agressivo, resistente à terapia convencional, que recidiva precocemente e de pior prognóstico: o câncer de mama triplo negativo.
De acordo com o Centro de Oncologia do Hospital Sírio Libanês: "Esse tipo de câncer de mama costuma ser mais agressivo porque existe maior chance de retorno da doença depois de um prévio controle, levando à metástase e a uma sobrevida menor do que os outros tipos de câncer. Contudo, se descoberto mais precocemente, pode ser igualmente curado na maioria dos casos. Em 2016, segundo estimativas do Ministério da Saúde, o Brasil deve registrar 57.960 casos novos de câncer de mama. Se 20% forem triplos-negativos, conforme apontam as estimativas internacionais, 11.592 pessoas podem vir a desenvolver esse tipo de tumor no País." O estudo avaliou nada menos do que 15.427 pacientes e 3279 casos do CÂNCER DE MAMA TRIPLO NEGATIVO. Os autores do estudo concluem que as mulheres que usam contraceptivos orais, por apresentarem maior risco de desenvolverem câncer de mama triplo negativo, principalmente quando presentes outros fatores de risco, deveriam ser acompanhadas com maior atenção, pois poderiam beneficiar-se de uma prevenção ou detecção precoce da doença. Ao meu ver, independentemente de riscos e benefícios ligados aos anticoncepcionais, concordo com o que disse meu antigo professor Dr. Molina : "A liberdade de informar é uma exigência constitucional para que o/a cidadão/ã exerça livremente sua cidadania, não se podendo faltar com a verdade sobre aquilo que se informa, por afirmação ou omissão (inclusive das controvérsias )" Toda mulher tem o direito de escolher como fará sua contracepção. Para isso, antes da prescrição, é fundamental a informação médica à paciente sobre complicações associadas, inclusive as controversas.
Referência bibliográfica: Li et al. Association between oral contraceptive use as a risk factor and triple-negative breast cancer: A systematic review and meta-analysis. Molecular and Clinical Oncology 7: 76-80, 2017

Receitinha aprovada👌
Pratica e gostosa👏👏👏👏👏
@italoodias
#bôlacalabresa
#fatorderisco kkkk

💙🎹🎸
#vem2017 #fatorderisco

MOST RECENT

Recente revisão sistemática com metanálise (Li et al, 2017) defende que, quem usa contraceptivos orais, tem maior risco de desenvolver um tipo de câncer bastante agressivo, resistente à terapia convencional, que recidiva precocemente e de pior prognóstico: o câncer de mama triplo negativo.
De acordo com o Centro de Oncologia do Hospital Sírio Libanês: "Esse tipo de câncer de mama costuma ser mais agressivo porque existe maior chance de retorno da doença depois de um prévio controle, levando à metástase e a uma sobrevida menor do que os outros tipos de câncer. Contudo, se descoberto mais precocemente, pode ser igualmente curado na maioria dos casos. Em 2016, segundo estimativas do Ministério da Saúde, o Brasil deve registrar 57.960 casos novos de câncer de mama. Se 20% forem triplos-negativos, conforme apontam as estimativas internacionais, 11.592 pessoas podem vir a desenvolver esse tipo de tumor no País." O estudo avaliou nada menos do que 15.427 pacientes e 3279 casos do CÂNCER DE MAMA TRIPLO NEGATIVO. Os autores do estudo concluem que as mulheres que usam contraceptivos orais, por apresentarem maior risco de desenvolverem câncer de mama triplo negativo, principalmente quando presentes outros fatores de risco, deveriam ser acompanhadas com maior atenção, pois poderiam beneficiar-se de uma prevenção ou detecção precoce da doença. Ao meu ver, independentemente de riscos e benefícios ligados aos anticoncepcionais, concordo com o que disse meu antigo professor Dr. Molina : "A liberdade de informar é uma exigência constitucional para que o/a cidadão/ã exerça livremente sua cidadania, não se podendo faltar com a verdade sobre aquilo que se informa, por afirmação ou omissão (inclusive das controvérsias )" Toda mulher tem o direito de escolher como fará sua contracepção. Para isso, antes da prescrição, é fundamental a informação médica à paciente sobre complicações associadas, inclusive as controversas.
Referência bibliográfica: Li et al. Association between oral contraceptive use as a risk factor and triple-negative breast cancer: A systematic review and meta-analysis. Molecular and Clinical Oncology 7: 76-80, 2017

Comer mal pode trazer consequências extremamente negativas ao nosso organismo. Uma rotina de alimentação irregular é um #FatorDeRisco para o surgimento de muitas doenças. Confira. #saúde #vidasaudavel

Você acha que a obesidade deve ser considerada uma doença? Essa é a discussão do Editorial trazido pela renomada revista científica The Lancet. Poucos países atualmente consideram a obesidade como doença. Normalmente a obesidade é vista como uma condição onde o indivíduo é único responsável por seu estado, devido ao seu estilo de vida. Mas se pararmos para pensar que o ambiente contém agentes poderosos para a gênese da obesidade (alimentos hipercalóricos e ambiente sedentário), podemos pensar que o governo e sociedade também possuem responsabilidades para modificar tais agentes. E sozinho, um indivíduo não consegue modificar o ambiente, mas o governo e sociedade podem fazê-lo de forma mais eficaz. Desta forma, se a obesidade fosse considerada amplamente como uma doença, implulsionaria os governos e sociedade a ampliarem as medidas de saúde pública para modificar o ambiente, forçando a indústria alimentícia a melhorar a composição nutricional de seus produtos e taxar aqueles que não se adequarem, bem como facilitando e possibilitando um ambiente mais ativo. Você já parou pra pensar como que um suco é mais caro que uma coca-cola num restaurante? Mas quais os interesses e dificuldades que o governo teria que enfrentar para isso? Vale a reflexão! E você, é a favor ou contra a mudança?
#obesidade #ciênciacrítica #nutrição #fatorderisco #doença #debate #política #NãoÉUmaSimplesQuestãoDeForçaDeVontade #TodosJuntos

Estima-se que cerca de 80% dos casos de câncer de mama ocorrem em mulheres à partir dos 45/50 anos. Talvez o envelhecimento represente mesmo o maior risco de desenvolver a doença. Isso acontece porque conforma envelhecemos, nossas células vão perdendo a capacidade de se regenerar como antes. Por isso é muito importante manter um acompanhamento rigoroso já à partir dos 40 anos. Assim como o riso é maior, a dificuldade do tratamento também aumenta na velhice. O diagnóstico precoce é a única maneira de vencer com sucesso o câncer de mama!

Repost @drrodolphovascular
.
.
As doenças que atingem o aparelho vascular lideram o ranking de causas de morte no Brasil atualmente por serem, a maioria delas, silenciosas. O checkup vascular é a forma mais eficiente de preveni-las , além do controle dos fatores de risco. Consulte-se com um cirurgião vascular periodicamente para saber como anda a sua saúde e evitar surpresas desagradáveis.
.
#clínicaprovein #clinicavascular #angiologia #cirurgiavascular #fatorderisco #checkup #prevencao

Continuando a dispensação pós pesquisa clinica do Evolucumab (Repatha) para os pacientes que participaram da pesquisa clinica FOURIER👏👍👋🔝.
.
Acesso sem custo a uma medicação que custa R$ 1.500,00 a injeção!👀👀😱😱
.
Vitória da pesquisa clínica Brasileira Junto ao patrocinador mundial, ao conseguirmos oferecer aos participantes desta pesquisa a medicação após o término do estudo, medicação esta a qual está mudando o paradigma dos valores de colesterol após evento cardíaco!🔝🔝🔝💚💚💚.
.
#repatha #colesterol #infarto #fatorderisco #cardiac #coronaryheartdisease #prevenção #prevention #preventivemedicine #terapia #cardiovascularhealth #pcsk9 @alululanna @drmarlonplima @drfelipeprado @amandacardio @cardiogenetica @lacarpmg @cardiologiaporcardiologistas @jordan_cardio @medicinaclinica

Um dos principais fatores de risco para se desenvolver câncer de mama é possuir histórico familiar da doença. Principalmente quando um ou mais parentes de primeiro grau (mãe, irmã, etc.) tiveram a doença antes dos 50 anos.
#MamografiaExpresDigital #MamografiaDigital #FatorDeRisco #HistóricoFamiliar #Previna_Se

Não foi fácil! Mas foi a melhor decisão que tomei. Já se foram dez meses! #tudomelhora #exfumante #fatorderisco #saudeemprimeirolugar #agorasoumaischeirosa

Sim, a obesidade é fator de risco para uma série de doenças. O obeso tem mais propensão a desenvolver problemas como hipertensão, doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, além de problemas físicos como artrose, pedra na vesícula, artrite, cansaço, refluxo esofágico, tumores de intestino e de vesícula.
#Obesidade #FatordeRisco #Sto
Fonte: http://migre.me/wCUkX

Principais fatores que determinam o valor total do seguro.

#seguros #segurosauto #fatorderisco #garantias #coberturas

Fumantes passivos têm um risco 30% maior de contrair câncer de pulmão e 24% maior de infarto do que os não-fumantes, segundo pesquisas do Instituto Nacional do Câncer. #FumoPassivo

ASH: Action on Smoking & Health

Migos, seus lokos!!! (Bom dia /Boa tarde / Boa noite) Vídeo novo no canal... Abri meu coração e contei tudo pra vocês, porque não posso engravidar (por hora)! É uma nova série e espero que me apoiem com todo carinho!!! Vai lá assistir... Um beijo!!! #gravidez #sop #sindromedosovariospolicisticos #trombose #fatorderisco #deus #infertilidade #gestacao #sonhodesermae #mamae #possoengravidar #tromboembolismo #ovariospolicisticos #baby #bebe #mae #amor❤ #sonho #gravida #filhos #dificuldadesparaengravidar #milagre #abortos #gravidezderisco #papodemulher #gineco #ginecologista #saude #pregnant #maternidade

"O consumo excessivo de sódio é fator de risco para o desenvolvimento de doenças crônicas não-transmissíveis, que atualmente respondem por 72% dos óbitos no Brasil." #ministeriodasaude #minsaude #sodio #sal #recomendacaonutricional #healthychoices #healthylifestyle #nutricaoconsciente #cardiologiapreventiva #hipertensão #fatorderisco #dicadanutri #medidacaseira

Hoje iremos conversar sobre um importante estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition, em 2013, chamado "Is everything we eat associated with cancer? A systematic cookbook review". Ele tem levantando algumas discussões sobre teorias consagradas na área médica.
Trata - se de uma revisão sistematica com metanalise sobre 50 ingredientes culinários e a relação destes com o risco de câncer. Os achados mostraram que 40 dos alimentos testados ou aumentava ou diminuía o risco de câncer em mais de 70% das vezes em que foi avaliado, apesar de estimativas de risco fracas e sem significância estatística.
E o que isso quer dizer?
O interesse pelos alimentos e o qto ele nos ajudará a manter a saúde é crescente. No entanto, não podemos rotular nenhum deles como o salvador ou o vilão.  O vinho,  por exemplo,  por anos foi considerado o bom moço.  Ovo ou manteiga eram patinhos feios. No entanto,  por estes estudos, como podemos ver no gráfico, as evidências científicas ainda levantam dúvidas qto a isso. Esses alimentos em uma população aumentou o risco de câncer e em outra população diminuiu.
Isso nos faz reforçar que os fatores endogenos e hereditários serao determinantes para ocorrência de câncer e que os demais fatores irao interagir de acordo com o meio q acharem. Entao, ter uma boa alimentacao ira ajudar mas não podemos confirmar que protegera ou causará câncer.
Quem tiver interesse,  a referência completa é:
Schoenfeld JD1, Ioannidis JP. Is everything we eat associated with cancer? A systematic cookbook review. Am J Clin Nutr. 2013 Jan; 97 (1): 127-34. Doi: 10.3945 / ajcn.112.047142. Epub 2012 28 de novembro.
#enfermagem #nurse #cancer #oncologia #oncology #oncologynursing #abeo #alimento #food #nutrientes #fatorderisco #protecao #OR #oddsratio #adults #sistematicreview #knowing #science #cientific #conhecimento #aben #coren #ciencia #cientifico

Most Popular Instagram Hashtags