#alcool

MOST RECENT

Je me lance un défi fou. Pour me motiver à en apprendre toujours plus sur le rhum et le whisky, je vais écrire 365 articles en 365 jours. Cela peut sembler un projet trop ambitieux. Mais si je me lançais un défi trop facile, ce ne serais pas marrant

https://rhum-et-whisky.fr/mon-defi-365-articles-en-365-jours/

#rhum #rum #ron #rhumarrange #rhumagricole #rhummelasse #rhummartinique #rhumaoc #rumlover #alcool #WineMorning #cave #bar #cocktail #cocktails #drinks

Comunque il giovedì al bar Santa Lucia… Si fa jazz... questa settimana con gli Esperanza’S moods gruppo emergente di Salerno #Jazz #igsalerno #Salerno #Roma #BarSantaLucia #barsantalucia1921 #costadamalfi #AmalfiCoast #umbertorusso #spirits #alcool #beer #birra #pizza #pizzejazz #livemusic #chitarra #sax #voce #batteria #drums

A bebida alcoólica pode parecer um excelente incentivo para tornar a vida sexual mais atraente e estimulante, porém doses excessivas podem prejudicar o desempenho sexual.
📌📌Entenda porque isso acontece? 👇🏼👇🏼👇🏼👇🏼 ▶️ O consumo crônico de álcool danifica as células Leydig nos testículos, que são as células produtoras de testosterona.
▶️ O etanol também participa em aumentar a concentração da proteína de transporte SHBG no sangue. Essa proteína se liga a testosterona e diminui a sua atividade biológica. ⏩ O processo de metabolização de álcool tende a reduzir a quantidade de NAD +, que é uma coenzima essencial para a produção de testosterona nos testículos; ⏩ O álcool causa um aumento na liberação de endorfinas cerebrais e estimula a produção de prolactina, ambos afetam negativamente a produção de testosterona; ⏩ Dano oxidativo causado pelo consumo de álcool leva a uma diminuição da produção de testosterona pelos testículos e também causa uma redução indireta pelo aumento dos níveis do hormônio cortisol; ⏩ A ingestão crônica de álcool causa um aumento na atividade da enzima aromatase, que converte a testosterona em estrogênio, causando um efeito “feminilizante” no corpo masculino.

😉 O consumo mesmo moderado de álcool, diminui os níveis de testosterona em até 6,8%. Atenção redobrada para os apresiadores da cerveja - O lúpulo possui fortes ações estrogênicas.
#dicas #alcool #testosterona

Les brosses qui finissent au levé du soleil 🍻 @pierluc_lambert #alcool

(PARTE 2)

A interação do álcool na questão hormonal: estudo realizado com homens e mulheres durante três semanas onde os mesmos consumiram cerca de 30 g e 40 g de álcool por dia, mostrou ao
final uma redução de 6,8% de testosterona nos homens.Não ocorreu diminuição para as mulheres.
Outro estudo, agora abordando a recuperação pós-treino onde indivíduos treinados realizaram treinos de força muito pesados seguidos por doses de 80g de álcool (aproximadamente 1 grama por kg de massa) apontou para uma recuperação prejudicada nos músculos treinados.

O álcool faz parte da interação social por muitos anos, isso é um dogma que foi criado durante gerações. O grande problema está no seu consumo desenfreado.
Para atletas de ponta desencorajo o uso, mas pessoas normais que treinam devem ter atenção ao seu consumo para não prejudicar os objetivos estéticos ou de saúde.

#nutricao #dieta #alcool #edfisica #treino #dicas #ciencia #foco

Curaçao ... j’ai perdu 30 ans d’un coup !!! #digestif #liquor #curaçao #alcool #finderepas #cbon #blue #tropical #beach

INFLUÊNCIA DO ÁLCOOL NO RENDIMENTO ESPORTIVO
(PARTE 1)

Bebidas alcoólicas existem há mais de dez mil anos e sempre serviram para rituais. Antigamente a utilização era muito difundida (inclusive crianças consumiam).
Na sociedade contemporânea as bebidas alcoólicas são vistas como causadoras de acidentes de trânsito, por provocar aumento do peso corporal e desordens metabólicas, motivo de adicção e etc.
O álcool é encontrado em diversas formas de destilação (vodka, cachaça, uísque e etc) ou fermentação (cerveja e vinho). Possui cerca de 7,1 Kcal por grama, porém devido ao efeito
térmico no metabolismo (no caso de 20%) o valor cai para 5,7 kcal.
Vemos que a densidade calórica não é tão expressiva, porém em altas quantidades já se torna um grande vilão para a balança independente do seu efeito térmico no corpo.

Diferente dos outros nutrientes, o álcool não colabora para o aumento de saciedade, muito pelo contrario, sendo mais fácil você chegar em casa ''altinho'' ou levemente embriagado e com fome. O que faz você optar por uma fatia de bolo ou uma esfirra/hambúrguer em alguma rede de fast food a comer algo saudável.

Abordando um pouco do metabolismo do etanol no corpo: sua absorção é relativamente lenta pelo estômago e muito mais rápida a nível intestinal. Por ser uma molécula hidrossolúvel (solúvel em água) acessa rapidamente a corrente sanguínea, onde é livremente distribuída para a maioria dos órgãos e sistemas do nosso corpo. Infelizmente, nosso querido fígado é o que mais sofre com esse consumo, cerca de 90%. 2 a 5% é excretado pela urina (dando um leve susto no rim), 1 a 2% no suor e respiração. O ciclo de metabolização ocorre por um enzima chamada Álcool desidrogenase onde o etanol é convertido (catalisado) em acetaldeído (altamente tóxico em grandes quantidades), que vai para nossas mitocôndrias onde outra enzima, a Aldeído desidrogenase atua em nível celular destruindo parcialmente a resposta mitocondrial, diminuindo sua respiração celular e gerando acetato livre na corrente sanguínea.
Em resumo, não é indicado consumir álcool quando queremos obter resultados sólidos em nossos treinos, até mesmo por questão de saúde.
#treino #gym #alcool #dieta

Most Popular Instagram Hashtags