juazeirense juazeirense

397 posts   2518 followers   798 followings

Desportiva Juazeirense ®  Terceira maior força da Bahia. Sociedade Desportiva Juazeirense é um clube brasileiro de futebol sediado na cidade de Juazeiro, no estado da Bahia.

http://www.juazeirense.com.br/

Cancão irá enfrentar Sousa-PB, Coruripe-AL e Central-PE na primeira fase da Série D 2017
A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou a tabela básica da Série D 2017, que este ano terá 68 clubes e vai de maio a setembro. A Juazeirense caiu no grupo A7 ao lado do Coruripe-AL – adversário de estreia no dia 21 de maio, Sousa-PB e Central-PE. “Ano passado chegamos às oitavas de final e este ano queremos ir além,  lutando pelo acesso. O fato de já ter jogado a competição é um ponto que precisamos utilizar ao nosso favor”, destaca o presidente do Cancão e Deputado Estadual, Roberto Carlos.

O sistema de disputa da Série D consiste em 17 grupos de quatro clubes cada. Avançam para a segunda fase os primeiros de cada grupo e os 15 melhores segundos colocados, em soma de 32 clubes. A partir desta etapa, a competição é disputada em sistema de mata-mata, com mais cinco fases até a definição do título. Os clubes que chegarem à semifinal sobem para Série C.

Jogos do Cancão na primeira fase.

21/05 – Coruripe-AL x Juazeirense
28/05 – Juazeirense x Souza-PB
04/06 – Central-PE x Juazeirense
11/06 – Juazeirense x Central-PE
18/06 – Souza-PB x Juazeirense
25/06 – Juazeirense x Cururipe-AL

By Look - Assessoria de Comunicação

Diretoria anuncia saída de Paulo Sales e contratação do experiente Carlos Rabello

A diretoria da Juazeirense, através do presidente e Deputado Estadual Roberto Carlos, comunica o desligamento do técnico Paulo Sales. Para o seu lugar, o clube já anunciou a contratação do experiente Carlos Rabello (foto), de 52 anos, que chega hoje em Juazeiro e já comanda a equipe diante do Fluminense de Feira, domingo, ás 16h, no Adauto Moraes. “Tivemos que agir rápido. Pelo investimento que nós fizemos, a equipe está rendendo muito abaixo do esperado. Buscamos Rabello pela sua experiência comprovada e confiamos muito na retomada das vitórias já contra o Fluminense de Feira”, destaca o presidente Roberto Carlos.

Com mais de 20 anos de carreira e passagens por diversos clubes do futebol brasileiro, a exemplo de América-RN, Sergipe e na temporada passada o Galícia, Rabello chega com a missão principal de buscar a classificação a semifinal do Baiano.  O treinador também  já foi auxiliar técnico de Vanderley Luxemburgo.

By Look - Assessoria de Comunicação

Confira fotos do treino desta segunda-feira, capturadas pelas lentes da agência CH @agenciach

Cancão treina de olho no duelo contra a Jacuipense, pelo Baiano

A Juazeirense segue a preparação para o duelo contra a Jacuipense, quinta, às 2h30, no Joia da Princesa. Hoje, o técnico Paulo Sales comandou um treino tático na chácara Demir Brecci. Completamente recuperado de uma lesão muscular na coxa, o atacante Junior Chicão participou normalmente da atividade. Os desfalques do treinamento foram o lateral Ávine e o atacante Coité.

O zagueiro Júnior Gaúcho, com uma suspeita de fratura no nariz esteve presente, mas participou apenas do treino físico. Amanhã a equipe treina pela manhã no Adauto e a delegação viaja à tarde para Feira de Santana. O Cancão está em sexto lugar no Campeonato Baiano, com cinco pontos. Um triunfo em Feira deixará a Juazeirense mais próximo do G-4.

By Look - Assessoria de Comunicação

‘Confio na classificação nas duas competições’, ressalta o presidente do Cancão, Roberto Carlos

Nove jogos disputados num período de pouco menos de dois meses. Assim foi o início de 2017 para a Juazeirense até este período de Carnaval. No percurso, cinco partidas pelo Baiano e outras quatro pela Copa do Nordeste, onde a equipe goleou o Sampaio Corrêa na última quarta, no Adauto Moraes. Enquanto o time já se prepara para o confronto com a Jacuipense, próxima quinta, em Feira de Santana, o presidente do clube e Deputado Estadual Roberto Carlos, faz uma avaliação do que passou e projeta o Cancão nas competições. “Lógico, tivemos dificuldades, mas ao mesmo tempo já começamos a mostrar um poder de superação. Estamos numa situação em que uma vitória contra a Jacuipense nos deixa a apenas dois pontos do G-4 no Baiano, e ainda vamos ter confrontos direto contra Vitória da Conquista e Fluminense, que são nossos principais concorrentes.  Já na Copa do Nordeste seguimos vivos restando duas rodadas. Confio bastante na classificação nas duas competições”, destaca o presidente do Cancão – no Baiano, a equipe é sexta com cinco pontos e no Nordeste está na terceira colocação do grupo C.

E para ter fôlego para buscar as vitórias após o Carnaval, o Cancão vem treinando bastante. Após se reapresentar ontem, a equipe treina hoje e amanhã com bola no Adauto Moraes e trabalha domingo na Toca do Juá.  O técnico Sales ainda aguarda a recuperação do atacante Júnior Chicão, na fase de transição após sofrer uma lesão muscular. Os também atacantes Rodrigo Rodrigues e Coité continuam em tratamento de incomodo muscular. Já o zagueiro Júnior Gaúcho vai passar por uma cirurgia no nariz.

By Look - Assessoria de Comunicação

Em uma tarde marcada pela bola parada, Cancão acaba derrotado pelo Bahia.

Numa tarde onde a bola parada foi decisiva em Pituaçu, a Juazeirense acabou derrotada por 2×1 para o Bahia pela quinta rodada do campeonato Baiano. Com o resultado, o Cancão permanece na sexta colocação com os mesmos cinco pontos e só volta a campo pelo Baiano no dia 02 de março diante da Jacuipense, em Riachão. Antes, na próxima quarta-feira (22), a equipe encara o Sampaio Corrêa, no Adauto, pela Copa do Nordeste.

Em Pituaçu, o técnico Paulo Sales teve que mudar o plano de jogo pouco antes da bola rolar. Com uma indisposição, o volante Capone foi vetado. Em seu lugar, entrou Diego Ceará, o que deixou o Cancão com três atacantes. Mesmo assim, a equipe teve dificuldades para transpor a marcação do Bahia, que teve mais posse de bola porém incomodou muito pouco o goleiro Tigre no primeiro tempo.

E num jogo trucado, a bola parada acabou sendo decisiva. Aos 45 minutos do primeiro tempo, Régis cobrou falta e o atacante Gustavo fez de cabeça 1×0. Sem dúvidas, um balde de água fria antes da descida para os vestiários. Coube a Sales buscar a alternativa para a Juazeirense ter mais força e buscar o resultado no segundo tempo. De imediato, colocou o atacante Rodrigo Rodrigues no lugar de Diego Ceará.

E foi na busca por Rodrigues dentro na área que o Cancão encontrou o empate. Nem subiu bem pela direita, cruzou e a bola parou na mão do lateral Juninho Capixaba. Pênalti bem assinalado pelo árbitro John Hebert. O mesmo Nem foi pra bola e cobrou firme no canto esquerdo para deixar tudo igual no placar: 1×1.

Com mais confiança, a equipe melhorou dentro do jogo e chegou com certo perigo aos 22 minutos. Nem deu bom passe para Rodrigo Rodrigues, que bateu cruzando assustando o goleiro Anderson. Melhor em campo, o Cancão acabou sofrendo o segundo gol outra vez de bola parada, aos 37 minutos. Bola rasteira no miolo da área e Mário se antecipou e deu números a finais a partida.

By Look - Assessoria de Comunicação

O técnico Paulo Sales comandou na manhã desta sexta-feira a última atividade da equipe em Juazeiro antes do duelo com o Bahia no próximo domingo, às 16h, no estádio de Pituaçu. E teve novidade no time titular. Patrik, que começou o ano como titular e vem entrando sempre no decorrer das partidas, voltou a figurar entre os 11 no lugar de Capone. #VaiJuazeirense #Baiano

Cancão fica na frente por duas vezes, mas empata com o Atlântico no Adauto Moraes

Não foi dessa vez que a Juazeirense conseguiu sua primeira vitória em casa em 2017. Após ficar na frente do placar por duas vezes, o Cancão empatou em 2×2 com o Atlântico na noite desta quarta-feira, no Adauto Moraes. Com o resultado, a equipe segue na sexta colocação, agora com cinco pontos.  No próximo enfrenta o Bahia, no estádio de Pituaçu, em Salvador.

O Cancão entrou em campo hoje com uma novidade. Sem poder contar com Júnior Chicão, lesionado, o técnico Paulo Sales optou pela estreia do recém-contratado Emerson Bahia, que estava no América-RN. Com três jogadores de movimentação na frente, a equipe encontrou um jogo truncado e com poucas chances de gol. Prova disso que a primeira chegada só ocorreu aos 21 minutos num chute de fora da área de Waguinho.

Emerson ainda teve uma boa oportunidade numa falta próxima a área, mas quem balançou a rede mesmo foi o baixinho Robert. Aos 41 minutos, o camisa nove recebeu na entrada da área, arrumou pra direita e bateu firme para abrir o placar e fazer seu primeiro gol com a camisa da Juazeirense: 1×0. “Pintou a oportunidade e tive a felicidade de concluir em gol. Agora é ter tranquilidade, acertar, fazer um bom segundo tempo”, disse Robert na saída para o intervalo.

Mas o início do segundo tempo começou da pior forma possível para o Cancão. Logo aos cinco minutos, empate do Atlântico. Após cruzamento de Antonio Carlos, Borges bateu cruzado e deixou tudo igual no placar. Sales não esperou muito para renovar o gás na equipe inicialmente com as entradas de Danilo Bala e Patrik. E foi com o garoto que o Cancão ficou a frente do placar de novo, aos 33. Cinco minutos depois, um balde de água fria. Jaílson acertou um belo chute e empatou mais uma vez a partida: 2×2.

By Look - Assessoria de Comunicação

GOOOOOL, o zagueiro Tacío do Atlântico, faz um gol contra. JUAZEIRENSE 2 x 1ATLÂNTICO.

GOOOOOOOL, ROBERT CAMISA NÚMERO 9 ABRE O PLACAR PARA JUAZEIRENSE, AOS 43MIN DO SEGUNDO TEMPO. JUAZEIRENSE 1 X 0 ATLÂNTICO

Cancão faz bom primeiro tempo, erra no segundo e perde para o Sampaio em São Luís.

Após um primeiro tempo  com muita intensidade e um segundo com falhas cruciais, a Juazeirense acabou derrotada pelo Sampaio Corrêa por 2×1 na noite deste domingo, no Castelão. Com o resultado, o Cancão segue sem pontar na Copa do Nordeste e agora já pensa no estadual. Na próxima quarta, enfrenta o Atlântico, no Adauto Moraes. A equipe volta a jogar pelo Nordestão só no dia 22, novamente contra o Sampaio, em Juazeiro.

E pelo que jogou no primeiro hoje, poderia chegar nesta partida com três pontos na tabela de classificação.  Sem nenhum exagero, o Cancão mandou completamente os 45 minutos iniciais em São Luís. Bem postada  em campo e com a mesma formação da vitória de 1×0 sobre o Flamengo de Guanambi no meio de semana pelo Baiano,  a equipe usou da mesma fórmula para sair na frente: o potencial de Braz pelo alto. Após cobrança de escanteio perfeita de Everlan, o zagueirão subiu e testou bonito para balançar a rede do Castelão.

Um gol para premiar o domínio do Cancão, que já havia chegado de forma perigosa por duas vezes antes do gol. Primeiro, com Sassá dentro da pequena área. E também numa boa jogada de Robert, que quase resulta no gol contra do zagueiro Sanches.  Lá atrás, Tigre trabalhou com muita segurança tanto na cabeçada Carlos Alberto quanto na finalização do atacante Hiltinho.

Fim de primeiro tempo e Braz resumiu bem o quadro parcial da partida. “A gente está bem no jogo, trabalhando a bola. Fui feliz e todos ganham com esse gol. É manter o trabalho no segundo tempo para sair com uma grande vitória”, frisou.  Mas o segundo tempo começou com dificuldades para o Cancão e aos nove minutos, o Sampaio empatou. Tigre não conseguiu segurar a pancada de fora da área de Daniel e Guilherme, meio atrapalhado no rebote, deixou 1×1.

Sales buscou mais força ofensiva com as entradas de Diego Ceará e Danilo Bala, mas o Cancão não conseguiu reencontrar o caminho do gol.  Diferente do Sampaio, que virou o placar aos 33 minutos num vacilo defensivo da Juazeirense.
By Look - Assessoria de Comunicação

Most Popular Instagram Hashtags