eternosanjos_ca eternosanjos_ca

5306 posts   9340 followers   276 followings

Fanfic📝VENCIDA PELO AMOR  FANFIC's - Crisllana ✍ Se a Saudade não vai embora é porque o Amor decidiu Ficar. Cristiano Araújo e Allana Moraes ❤️ Eternos

#187

Ronaldo graças a Deus ia cada dia melhor, a fisioterapia intensiva estava fazendo um bem danado para ele que não via a hora de poder levantar a bunda daquela cadeira de rodas.

Mais trinta minutos depois e eles apareceram na sala, tanto a cara de Cristiano quanto a de Ronaldo eram de puro cansaço, seja lá o que ela conversaram, tinha sido mesmo exaustaste, os dois estavam péssimos.
Sara: Vocês estão com a cara péssima. - ela disse dando passagem para Ronaldo acomodar a cadeira.

Ronaldo: O Cristiano, suga as minhas energias. - ele disse e Cris sorriu de lado, ele estava tão cansado que até em seu sorriso isso aparecia.
Cris: Tínhamos que resolver as coisas, não tínhamos? Então foi isso que fizemos! - ele se sentou no sofá perto de mim, e cheirou meu cabelo discretamente, mais eu pude sentir o seu nariz em mim de leve - Vamos pra casa? - ele sussurrou baixinho! Com a voz arrastada e eu sorri, não por isso, sorrir porque eu amei a forma com que ele disse vamos para casa, eu desejava que ele imaginasse que aquela casa também era dele e sendo assim, iria volta a insistir pra ele morar comigo.

Allana: Hunrum! - disse baixinho também, enquanto Sara conversava feliz com Ronaldo sobre uma ideia que dei em relação ao quarto do seu bebê.

Cris: Bom! Nós já vamos - ele ficou de pé me estendendo a mão.
Ronaldo: Você não dorme mais em casa não né? Deveria mudar logo pra casa da Allana! - ele brinca e eu sorrir porque adorei a deixa que ele deixou.

Cris: Não antecipe as coisas careca! - ele cortou o assunto e, eu confesso que senti já uma pontinha de decepção - Vou pegar já a roupa pra não ter que passar amanhã cedo aqui! - ele me avisou subiu. Não demorando muito lá em cima e já descendo com sua mochila de roupa.

#186

Cris: Agora! Será que da pra vocês pararem de falar da minha pessoa como se eu não estivesse aqui? - ele disse fazendo cara de bravo, mais no fim meio que sorriu! Seria aquilo uma confirmação, para que eles diziam?

Ronaldo: E meio difícil mais vamos tentar! Antes só mais uma pergunta Lana, o Cris está cuidando bem de você? - ele olhou pra Cristiano que revirou os olhos como se não achasse lógica no que ele dizia, e não tinha mesmo né, era impossível aquele homem não cuidar bem de mim. Por mais cavalo que ele fosse, sabia como ninguém respeitar uma mulher.

Cris: Nem vou dar mais ouvido a vocês, vou tomar um banho! - ele saiu apressado, realmente Sara e Ronaldo estavam o deixando bastante constrangido. Cristiano saiu da sala em passos largos, pela atitude dele achei até que tinha ficado mesmo chateado. Mas Ronaldo me tranquilizou dizendo que não!
Nós ficamos os três conversando ali, sobre tudo que vinha acontecendo, sobre as coisas boas que estavam aparecendo pra mim, como patrocínio, pessoas interessadas em me agenciar, empresários querendo investir! Eu ficava feliz que o Ronaldo cuidasse disso, afinal não tinha ninguém melhor do que ele pra fazer aquilo por mim.

Meia hora depois meu ogro lindo chegou na sala, nos jantamos por muita insistência de Sara e logo depois os dois desapareceram escritório a dentro. Cristiano realmente não tinha mentido quando disse que tinha que resolver muitas coisas com Ronaldo, os dois ficaram mais de uma hora presos conversando sobre negócios.

Eu aproveitei para conhecer o quarto do bebê,Sara estava feliz e com tanta felicidade que transbordava daquela mulher não tinha quem não ficava feliz junto com ela. Cada detalhe estava sendo muito bem preparado, a chegada do pequeno bebê estava mesmo movimentando a vida dos dois.

#185

Cris: Hum... bom nós só vamos saber quando entrarmos, vamos lá - ele me deu um selinho e descemos. Quando Cristiano colocou a chave na porta e a abriu, Sarah e Ronaldo já estavam na sala como nós esperassem.
Ronaldo: Ora, Ora, Dona Allana! - ele disse sério. Me olhando com a expressão bem fechada e eu tremi, será que ele iria mesmo ficar bravo comigo?
Allana: Oi Rô! - falei incerta pela afeição que ele ainda mantinha no rosto.

Sara: Mais você pare de frescura, homi que daqui a pouco a Allana vai até achar que essa sua cara aí é de verdade! - ela falou com ele que soltou um sorriso e abriu os braços pra mim e eu caminhei até ele,tirando todo o peso que estava querendo se formar em meu peito. Ronaldo sempre foi como um pai pra mim, e me indispor com ele estava totalmente fora de cogitação.
Ronaldo: Sabe que torço de mais pela sua felicidade, é como se fosse minha filha, e sei que esse cara turrão aí, tá amando demais você, e sendo assim eu tenho a plena certeza de que você está bem, e em boas mãos - eu me afastei dele que sorria, quando olhei pra trás vi que Cristiano coçava a cabeça, ele tinha ficado sem jeito pelo fato de Ronaldo dizer que ele me amava, pelo menos era o que me parecia. Será que os dois já tinham conversado sobre algo, por isso esse certo desconforto? - guardei aquele pensamento pra mim.

Sara: Também estou feliz Allana, você foi a primeira e única mulher que eu vi finalizar o Cristiano - ela também brincou me cumprimentando, fazendo gesto de luta, se existia alguma dúvida, agora eu não tinha mais, alguma coisa tinha rolado ali que só eu não sabia.

Cris: Agora! Será que da pra vocês pararem de falar da minha pessoa como se eu não estivesse aqui? - ele disse fazendo cara de bravo, mais no fim meio que sorriu! Seria aquilo uma confirmação, para que eles diziam?

Amo tanto esse dvd! ❣️ Bom dia amores! Nem creio que vocês acham mesmo que o Ronaldo vai dar bronca, ele quem mais incentivou isso. Pode ficar rilex 😉. Agora me digam o que estão achando da fic? Aproveitem que agora estamos na fase amorzinho 😉😬 Venho já postar capítulos pra vocês!

#184

Allana: Obrigada, mas como entrou aqui? - estava curiosa pra saber aquilo.

Cris: Fiz uma cópia do seu controle da garagem - ele sorriu de lado - queria poder ter acesso ao seu prédio! - piscou para mim.
Allana: Isso é crime, sabia? - indaguei perplexa.

Cris: Crime é você nessa calça colada desse jeito, isso não aperta não? - mudou de assunto. Era incrível como conseguia desviar o foco quando queria.

Allana: Não! Não tem nada apertando aqui! Agora vamos que ainda quero te trazer pra casa! - depois que falei aquilo que me toquei - " te trazer pra casa" será que soou muito possessivo da minha parte ou pareceu que eu estava o pressionando de algum modo? Bom, eu não sei, como ele não disse nada e apenas seguiu caminho, resolvi deixar as coisas rolarem.

Quando estacionamos na frente da casa de Ronaldo, mais um calafrio tomava conta de mim, como contar ao Ronaldo que nós estávamos juntos?

Allana: Eu tô me sentindo estranha, será que o Rô vai ficar chateado por nós estarmos juntos?

Cris: Hum... bom, nós só vamos saber quando entrarmos, vamos lá - ele me deu um selinho e descemos. Quando Cristiano colocou a chave na porta e a abriu, Sarah e Ronaldo já estavam na sala como se nos esperassem.
Ronaldo: Ora, Ora, dona Allana! - ele disse sério, me olhando com a expressão bem fechada.

#ultimo de hoje 👀

#183

Dei tchau pra Vic e me apressei para me arrumar, tomei um banho, coloquei uma calça, soltei meus cabelos e desci correndo. Quando chego na garagem pra pegar a Penélope, vi dois faróis piscarem pra mim, fiquei olhando sem saber ao certo quem era, já que ali a garagem era privada e quem eu imaginava não poderia ser. Continuei olhando e vi meu celular vibrar no bolso, era ele. Cristiano estava dentro da garagem do meu prédio...mas como?
Guardei o telefone indo até ele, me aproximei do lado do motorista e ele logo tratou de abrir o vidro.

Cris: Vim te buscar! - disse com uma carinha cansada, mas ainda assim sexy, com aquele olhar que só ele tinha.

Allana: Eu vou na Penélope.
Cris: Não, você vai aqui comigo, vem, sobe aí! - ele indicou com a cabeça que eu subisse no carro e eu não discuti, assim fiz, dando a volta e entrando. - Você está linda - foi a primeira coisa que disse ao me analisar por completo, passou suas mãos pelas minhas cochas e inclinou seu pescoço para me beijar.

Allana: Obrigada, mas como entrou aqui? - estava curiosa pra saber aquilo.
Cris: Fiz uma cópia do seu controle da garagem - ele sorriu de lado - queria poder ter acesso ao seu prédio! - piscou para mim.
Allana: Isso é crime, sabia? - indaguei perplexa.

Cris: Crime é você nessa calça colada desse jeito, isso não aperta não? - mudou de assunto. Era incrível como conseguia desviar o foco quando queria.
Allana: Não! Não tem nada apertando aqui! Agora vamos que ainda quero te trazer pra casa!

# 182
CHAMADADEVIDEO.

Vic: Ahhh sua amiga mais ingrata! Agora que vive se atracando todos os dias na cama, nos banheiros de shows, além de na academia, não liga mais pra mim. Tudo bem, eu entendo, quem lembraria de mais alguma coisa com um corpo deuso daquele a sua inteira disposição? Me leva a nocaute e me coloca pra beijar a lona, Cristiogro Araújo! - ela fala gargalhando e se abanando enquanto eu me acomodava na cama e prendia o riso com aquele jeito cômico e verdadeiro que só Victória Lima tinha.

Allana: Oi pra você também, Vic! Como vai, amiga? - ironizei.

Vic: Eu vou bem, não tanto quanto você, mas fazer o que se Deus só fez um homem daqueles e jogou a forma fora? No mais eu tô aqui, no mesmo número de sempre, abandonada, jogada as traças - sorriu baixinho e Allana revirou os olhos.

Allana: Deixa disso, Vicdrama! A gente se fala por Whats todos os dias.
Vic: Acontece que no Whats você só me conta as coisas abreviadas, sendo assim, estou com tempo para saber de todos os BOs, quero informações de tudo nos mínimos detalhes...se bem que o Cristiogro certamente não tem nada de mínimo ali. Ahhhhh e por falar em BO Lana, já quero avisar que mês que vem vai ter Pablo Vítar aí em Goiânia e nós vamos! Isso mesmo, você não está surda e nem delirando, eu falei nós porque EU VOU PRA GOIÂNIA e hei de achar um boy dessa vez pra rebolar bem na cara - a maluca falava as coisas rápido demais, tive que rir e pedir a ela que escolhesse um assunto por vez.

Passamos um bom tempo ali conversando e, quando dei por mim, Cristiano me mandou uma mensagem perguntando aonde eu tinha me enfiado porque ele já estava saindo. Putz, tinha esquecido dele, o que era um milagre ultimamente. Dei tchau pra Vic e me apressei para me arrumar, tomei um banho, coloquei uma calça, soltei meus cabelos e desci correndo. Quando chego na garagem pra pegar a Penélope, vi dois faróis piscarem pra mim.

#181

Allana: Pensando bem, sua proposta é bem tentadora. - disse sorrindo - Mas você só vai sair as nove e ainda é cedo, acho que vou em casa e te encontro depois lá, pode ser assim?

Cris: Pode! Tenho ainda uma papelada pra organizar!
Allana: Então ótimo, vou pra casa, ajeito algumas coisas e no fim da noite passo aqui.
Cris : Combinado!

Allana: Vou indo - abri a porta mas ele logo a fechou.
Cris: Não está esquecendo nada? - comecei a olhar meu corpo, a mesa, apalpei os bolsos e Cristiano revirou os olhos.

Allana: Meu ogro lindo - disse o beijando. Ele envolveu seus braços na minha cintura e nós nos beijamos mais calorosamente.
Sai da academia sorrindo, Cristiano tinha feito eu assumir que estávamos juntos, involuntariamente, mas fez. Claro que teve um mi mi mi aqui e outro ali, mas eu estava feliz demais para me importar com aquilo, a minha única preocupação era avisar ao Ronaldo o que estava acontecendo, já que ao meu ver, ele era o único a quem eu devia algum tipo de satisfação.
Cheguei em casa e me joguei na cama, lembrando do quanto o meu treino havia sido gostoso, envolvente e excitante. Eu amava aquele jeito durão do Cristiano. Ele era dominador, exigente, me deixava tão excitada e, ao mesmo tempo, conseguia sentir seu carinho e cuidado em cada gesto.
Me lembrei que tinha deixado a minha amiga de lado e decidi então passar o resto do tempo que tinha antes de me encontrar com Cristiano novamente falando com ela, mas assim que liguei o FaceTime, ela soltou os cachorros em mim.
CHAMADADEVIDEO.

#180

As 16hrs eu tomei banho e estava dispensava! Queria chamar ele para ir dormir lá em casa novamente, mais não sabia como, porque tinha medo que ele achasse que eu estava o sufocando.
Cris: Ué, pensei que você já tinha ido! - ele fala assim que me vê sentada em sua mesa.

Allana :Não, tô esperando uma certa pessoa pra ir pra casa! - falei com receio da sua resposta.
Cris: Infelizmente hoje não vai dar Allana, eu tenho umas coisas pra resolver do Ronaldo! - ele falou e eu murchei na hora, mas não queria desistir.
Allana: Vai pra lá depois! - falei usando uma última tentativa.
Cris: Aí marrenta, o pior é que eu não faço ideia de que horas vamos acabar, ele precisa assinar alguns papéis, ver algumas inscrições teve hoje e me dizer o que achou do balanço do mês. - Ele me explicou.
Allana: Ah, tudo bem! Entendo - fiquei de pé saindo da cadeira dele - Então eu vou indo.

Cris: Espera- ele segurou pelo meu braço. - Vamos pra lá comigo - ele pediu e eu o olhei, a gente fica mais tempo juntos, depois, se estiver muito tarde te levo em casa - ele arqueou uma das sombrancelhas e eu sorri.
Allana: Pensando bem, sua proposta e bem tentadora. - disse sorrindo - Mais você só vai sair às nove e ainda é cedo, acho que vou em casa e te encontro depois pode ser assim?
Cris: Pode! Tenho ainda uma papelada pra organizar!

#179

Cris: Agora hora de dispersar - ele gritou! Fazendo que todos o atendessem saindo dali e indo fazer qualquer coisa que não fosse nos olhar. - Hum namorados e? - ele me puxou colando nossos corpos.
Allana: É porque dei algum título errado? - encarei ele de volta.
Cris: Não! Só acho que você poderia ter evitado a nossa briga de ontem! Até porque hoje olha como já estamos aqui, abraçados em plena academia.
Allana: Não sabia que meu sangue iria ferver tanto assim, por conta de uma "vertigem" de uma aluna - ironizei total.
Cris: Hum... sei! - ele me deu um selinho rápido, mais eu puxei seu rosto de volta e aprofundei o nosso beijo, queria que ficasse bem CLARO pra todas elas ali, que nós estávamos juntos. E que eu não iria mais tolerar aquele tipo de coisa.

O resto do dia passei fazendo meu treinamento com Cristiano, depois das duas horas fomos para o tatame lá nós nos provocavamos. Era mão na aquilo, e aquilo na mão , ele me instigava e eu o instigava também, pegávamos nitidamente um nas partes íntimas um do outro. Quando meu rosto ficava colado na direção de suas bolas eu sempre dava um jeito de lhe dar uma mordidinha no seu pau.

As 16hrs eu tomei banho e estava dispensava! Queria chamar ele para ir dormir lá em casa novamente, mais não sabia como, porque tinha medo que ele achasse que eu estava o sufocando.
Cris: Ué, pensei que você já tinha ido! - ele fala assim que me vê sentada em sua mesa.

#178

Allana: Que olhem - eu me virei o olhando - Porque inferno deixou essa mulher tocar em você? - perguntei brava.
Cris: Linda! - ele disse me puxando para mais perto do seu corpo - Você fica linda assim brava. - ele não respondia a minha pergunta.
Allana: Cristiano! - o repreendi pela atitude dele de ignorar minha pergunta.
Cris: Ela não estava me tocando, ela apoiou em mim, porque disse que sentiu uma vertigem - ele me explica e eu fiquei com mais raiva dele ainda! "Vertigem" ele sabia que eu não tinha engolido aquela.

Allana: Escute aqui Cristiano - apontei o dedo pra ele que aparentemente sorria. Ironicamente - Eu não sou nenhuma mulher besta, e estou de olho! - falei seria.
Cris: Eu entendi o recado dona Allana, agora eu só acho, acho não, tenho certeza que a sua opção de deixar o nosso caso escondido de todos não vai dar muito certo não - ele me avisou, ele fez sinal para que eu olhasse pra trás e lá estava uma pequena plateia. Muitos alunos e alunas estavam nos observando.
Allana: Ah droga! - voltei meu rosto para ele - Culpa sua - respirei fundo e voltei minha atenção para aonde todos estavam nos observando - É isso mesmo que vocês estão vendo! Estamos juntos! Eu e o Cristiano estamos namorando - falei certa do que dizia. - E já aviso a todas que não quero nenhuma mão boba no meu homem, ou caso contrário farei qualquer uma de vocês beijarem a lona - Usei um pouco de humor no que dizia, mas tinha plena certeza que as mulheres dali tinham me entendido.

#177

Não aguentando mais aquela melação dos dois, no caso dela, porque ele não era nem doido de se passar ali, bem na minha frente. Eu decidir ir até eles, caminhei em passos largos, e ao passar por duas meninas que secavam Cristiano, soltei a minha primeira deixa com elas.

Allana: Gostoso né? - as duas me olharam - Mais tem dona!EUZINHA AQUI! - Fiz gesto de tô de olho em vocês e continuei indo até aonde meu homem estava, so que quando me virei pra dar sequências aos meus passos, a vadia estava com as mão no peitoral dele. Andei mas rápido que pude e já cheguei claramente causando, porque eu sou dessas, se não for pra causar, eu nem saio da cama.

Allana: Ô querida, da pra tirar a mãozinha - peguei nas mãos dela e retirei do peito dele, usando uma forma nojenta, pegando nas pontas dos dedos.

Xx: Você... - ela começou a falar mais eu a interrompi.
Allana: Esse gato aqui tem dona, e eu como DONA dele não gosto de qualquer uma pegando no que é meu não. - Eu disse agora me aninhando ao peito de Cristiano que sorriu de lado.
Ficamos encarando a menina que me encarava de volta, não sei como é que ela ainda teve peito de me olhar daquela forma! Juro que se ela não fosse uma mulher fútil tinha a levado para o tatame. E quebrado aquele nariz falsificado dela.
Depois de um tempo ela saiu de lá sem dizer nada.
Cris: As pessoas estão olhando - ele sussurrou no meu ouvido, sua voz tinha ironia. Safado.

Allana: Que olhem - eu me virei o olhando - Porque inferno deixou essa mulher tocar em você? - perguntei brava.
Cris: Linda! - ele disse me puxando para mais perto do seu corpo - Você fica linda assim brava. - ele não respondia a minha pergunta e, isso me irritava demais.

Most Popular Instagram Hashtags