drlucascaseri drlucascaseri

2,485 posts   21,563 followers   1,182 followings

Lucas Caseri  Vegan 🌱 💀Doutorando (Saúde Baseada em Evidências) UNIFESP Med esportiva / Fisiatria 🏥(11) 99740-7799 (WApp) 🇧🇷 CV: lattes.cnpq.br/4825086995733689

Hoje é meu aniversário, tempo de guardar mais algumas coisas no meu relicário... algumas tantas lembranças, que ganhei por todas as andanças... as vezes um cara meio arcaico, as vezes um cara meio mosaico... mais um passo na direção ao dia da finada morte, mais um agradecimento por descobrir que a felicidade é apenas o caminho (que sorte!) #birthday #3.9 #👴🏻

Sobre a noção de "riscos"... bom dia! #think #govegan

Porque não vou torcer para o Brasil
.
Nesses dias de Copa do mundo, tenho carregado um sentimento um tanto quanto estranho para a maioria. Não tenho nada contra quem está se empenhando em torcer pela seleção brasileira, pelo contrário, até admiro quem ainda consegue ser patriota, porque eu não consigo mais. Meu lado patriota está fraco, muito fraco. Acho cômico parar o que estou fazendo para torcer por meu país, meu país que não me acolhe, que não zela pelo seu povo. Não consigo vibrar por um país onde impera a desigualdade, a indiferença e a injustiça. Não há em mim capacidade racional de torcer por um país que suga seu povo, que impõe um julgo de impostos abusivos e que nos faz acreditar que tudo isso é normal. Não consigo vibrar por um país que, num momento de fragilidade, num momento de escassez de combustível, muitos donos de postos aumentaram o valor do litro para se aproveitarem do momento "oportuno". Sim, estamos vivendo um colapso, um colapso moral. Não consigo olhar para a TV e fingir que está tudo bem, quando não está. Não consigo ver um jogador ganhando bilhões enquanto aqui, no país do futebol, vejo milhares de pessoas morrendo diariamente por não terem um atendimento adequado por consequência de um sistema de saúde precário. Desculpe Brasil, mas não há razões para vibrar, não em mim. Não consigo torcer por um país que não torce por mim.
.
---Gabriel Castro
@gabriellcastrro
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
. #textos #frases #frasedodia #versos #trechos #cronicas #poesia #poemas #instapoesia #instalivros #instablog #poeta #escritor #escrever #reflexão #pensamentos #desabafo #copadomundo #copa #sobremim #sobreoquesinto #brasil #boanoite #gabriellcastrro

Offline... the new disconect to conect #offline 🖖

🌪Eventualmente podemos estar em um lugar onde não mais nos encontramos. ⛈O que era sol ficou nublado, o propósito que havia no antes, os valores, ficaram com as suas peles trocadas pelos dias que passaram. 🌊Pode ser que você queira fugir ao mesmo tempo em que algo parece te deixar paralisado. 🆘Quando e se, esses tempos vierem, lembre-se: 📍1)tudo pode e vai mudar; 📍2) você já superou outros desafios antes; 📍3) é uma experiência de aprendizado; 📍4) não conseguir o que você pode ser uma bênção; 📍5) permita-se divertir um pouco; 📍6) ser legal com você mesmo é o melhor remédio; 📍7) não vale a pena se preocupar com a negatividade dos outros; 📍8) e existe sempre, sempre, sempre alguma coisa que se possa ser agradecido📍✨🙏#entregue #confie #aceite #gratidao

🌱O peso do meu prato e da minha forma de me alimentar, na minha vida, são muito mais leves do que o peso que me sobraria nos ombros e consciência se continuasse contribuindo com tudo aquilo após eu ter tomado conhecimento de todo processo ✨🙏 pelos animais, pelo planeta, pela saúde 💚#servegetariano #drlucascaseri #medicinaesportiva #govegan #vegan #vegano #vegana #vegans #veggie #vegetarian #vegetariano #vegetariana #nomeat #nomilk #noeggs #nodairy #nosuffering #forlove #forpeace #fortheplanet #fortheanimals #crueltyfree #choosevegan #pelosanimais #peloplaneta

🎶"If someone said three years from now, You'd be long gone, I'd stand up and punch them out, 'Cause they're all wrong, I know better 'Cause you said forever... and ever, who knew" (Pink)🎵 - por todas as felizes coincidências, amo vc 💚✨ #myvegangirl #mygirlfriend #mylove

🈯️Um estudo de revisão sistemática e meta análise foi recentemente publicado por pesquisadores chineses, e teve como objetivo principal relacionar fontes específicas de proteínas dietéticas e, como desfecho, a incidência de câncer de mama. ✅No total, 46 estudos de coorte prospectivo foram incluídos na revisão, e o seguimento populacional variou de 3,9 a 65 anos. ✅➡️Como resultados (SLIDE 2), os autores documentaram: ➡️1️⃣um aumento do risco relativo de 5% quando compararam o alto versus baixo consumo total de carnes (vermelha, branca, e processada), e na avaliação dose-resposta houve aumento de 7% para cada 120g consumidos. ➡️2️⃣Com relação ao consumo de carnes vermelhas houve um aumento de risco de 7% comparando alto versus baixo consumo, e na avaliação dose-resposta um aumento de 13% para cada 120g consumidos. ➡️3️⃣Para carnes processadas (salsicha, bacon, salame, peito de peru, presunto, etc) houve um aumento de 7% comparando alto versus baixo consumo, e na avaliação dose-resposta houve aumento de 9% para cada 50g consumidos. ✅Se comer carne é somente uma questão de escolha, e de escolhas é tudo do qual a vida é feita, escolha bem! ✅🌱 #servegetariano #drlucascaseri #medicinaesportiva #govegan #vegan #vegano #vegana #vegans #veggie #vegetarian #vegetariano #vegetariana #nomeat #nomilk #noeggs #nodairy #nosuffering #forlove #forpeace #fortheplanet #fortheanimals #crueltyfree #choosevegan #pelosanimais #peloplaneta

4) Nas conclusões (do artigo e do resumo) os autores, bastante éticos, foram categóricos em dizer 🗣"Este estudo NÃO resolve a questão se uma dieta vegetariana irá, aumentar ou reduzir, sintomas depressivos ou bem estar mental, ou qual nutriente específico (se algum), pode influenciar este risco. 🗣Não se pode excluir uma causalidade reversa (ou seja, não se sabe o que veio primeiro, o vegetarianismo levando a "depressão", ou a "depressão" levando ao vegetarianismo, e incluso nisso também a causalidade potencial de algum nutriente específico - entenda, fala-se aqui sobre o fato de a dieta ser deficiente, a pessoa come errado, e não "o adotar ou não o vegetarianismo"), e sugerem que estudos randomizados controlados (o tipo mais adequado para estabelecimento de CAUSALIDADE) sejam realizados, avaliando alimentos e nutrientes (FOTO 5 e 6) 🌱Outros autores não viram relação causal de dieta vegetariana e transtornos mentais (Michalak J, et al. Int J Behav Nutr Phys Act. 2012); 🌱alguns outros que a restrição de aves, carne, e peixe melhora determinados padrões de humor de onívoros (Beezhold BL, et al. Nutr J. 2012); 🌱outros ainda a redução de emoções negativas em vegetarianos (Beezhold BL, et al. Nutr J. 2010); 🌱e ,outros viram menor ansiedade e depressão em vegetarianos comparados a onívoros (Rodríguez Jiménez J, et al. Bol Asoc Med P R. 1998). 🌱🤓Por fim, existem horas em que meninos são separados de homens, e essa hora, diz respeito ao horas bunda na cadeira, para saber destrinchar metodologicamente e criticamente um artigo, saber adequadamente ver aspectos positivos e negativos da informação publicada, e ver se ele é realmente aplicável ao mundo real. 💚🙃😘 Bjo no coração!!! #EstudarParaNaoPassarVergonha #horasBunda #EvidenceBasedMedicine #PubmedLovers #Nerdlifestyle

Avaliações transversais (um corte no tempo, por ex responder a um questionário em uma única oportunidade), não permitem avaliação temporal, ou seja, não se sabe se a depressão levou a ser vegetariano ou ser vegetariano levou a depressão. 🌱Isso sem contar que no próprio corpo do artigo o autor refere que "a escala por si só não pode confirmar um diagnóstico de transtorno depressivo"; 📍2) Apenas 67% dos parceiros responderam ao questionário, e em estudos deste tipo, para validação amostral um mínimo de 70% seria adequado (os que não responderam, quem a gestante não incluiu... eram mais ou menos "deprimidos"? e não foram incluídos porque?), chamamos isso de "Amostra de conveniência", e isso pode implicar viéses, por ex de que os "vegetarianos" do estudo não representem a população de vegetarianos; 📍3) Para classificar como vegetariano ou não foi feita uma pergunta apenas " vegetariano, vegano ou nenhum nem outro" (quem classificava o que era o próprio sujeito - possíveis erros por não ser apto a tal avaliação - e veremos mais para frente o quanto isso foi errado), e pelo baixo número veganos foram juntados ao vegetarianos (que comiam torta de carne, fígado, salsicha, hamburger, perú, e óleo de peixe!!!... viu como foi errado? rs) (FOTO 4) 🌱Estudos assim contém o chamado "viés de memória", ou seja, de lembrar ou não por algum motivo do que comeu quando responde ao questionário (por ex doentes, sintomáticos e somatizadores, em geral tendem a se lembrar mais do que comeram, e assim tentam associar alguma causa ou culpado a dor ou doença). 🌱Foi perguntado "atualmente, quantas vezes você come?" (e se fosse a pergunta: há dois meses? e antigamente?), e as respostas eram, para 17 categorias de comida, nunca, 1x nas duas últimas semanas, 1-3x/semana, 4-7x na semana, > 1x ao dia (faça um exercício, simples, pense em quantas vezes você comeu tomate nos últimos 15 dias?... "simples"né?... entende o problema deste tipo de estudo com esta abordagem?). 🌱Não parando ai a falácia, ainda foram posteriormente agrupadas em apenas duas categorias: "Sim" ou "nunca"; 🌱 (CONTINUA...) 👉🏻👉🏻

Valendo REPOST de mim mesmo 😜🌱Um estudo recente publicado vêm sendo alardeado como "verdade" sobre uma dieta vegetariana estar associada a maior risco de depressão (FOTO 2). 🌱Primeiro é necessário deixar claro que qualquer dieta pode estar inadequada, seja ela onívora ou entre os diversos espectros das vegetarianas. 🌱Assim, não é APENAS por ser vegetariano, que se come uma dieta adequada ou inadequada. 🌱Portanto, separemos o joio do trigo na hora de ver os efeitos, ou seja, uma coisa é comer errado, e outra é o tipo de dieta que se adota, e não necessariamente existe associação direta entre as duas, podendo ter um vegetariano "Junk-food" e um onívoro "whole-food", e vice versa. 🌱O estudo publicado em questão faz parte de um estudo de coorte britânica ALSPAC (Avon Longitudinal Study of Parents and Children) que estudará a influência ambiental e de outros fatores na saúde e desenvolvimento das crianças. 🌱Neste, 14541 gestantes foram incluídas no trabalho, quais responderam um questionário inicial de informações dela e do parceiro. 🌱Com 32 semanas de gestação foi enviado um questionário, para ser entregue também ao parceiro (e quem decidia a entrada ou não no estudo era a gestante), que incluía informações sobre dieta, humor, e variáveis demográficas e psicosociais, das quais se obteve avaliação de 9845 parceiros (homens). 🌱O que foi propagado como "conclusão", foi que o vegetarianismo está associado a depressão. 🌱Mas... muita calma nessa hora, alguns pontos são mandatórios a serem considerados: 📍1) para se obter uma relação de causa (vegetarianismo --> depressão), seria necessário uma avaliação pré e pós adotar uma dieta vegetariana, com método adequado (Estudo longitudinal, Avaliação psicológica / psiquiátrica). 🌱O estudo além de não ter visto isso, utilizou um questionário de depressão pós natal (feito e validado para gestantes, FOTO 3), que não é validado contra escalas/questionários de depressão já validadas e utilizadas em homens adultos (Isso sem falar em sensibilidade e especificidade destes instrumentos qualitativos) - 🌱CONTINUA... 👉🏻👉🏻

Most Popular Instagram Hashtags