[PR] Gain and Get More Likes and Followers on Instagram.

closertotheinfinity closertotheinfinity

42 posts   1416 followers   590 followings

gabriela 🌵  20 • jw • mg/br - coleção de plantinhas bichinhos abraços e sorrisos, não sou essa positividade toda mas a gente tenta

☀️🌼

🌿

🌺🌺🌺

together, to infinity and beyond 🌙⭐️

Jeová me deu uma família bem maior do que meu coração, mas cabe todo mundo apertadinho, bom que fica mais quentinho (na última foto parece que eu e Carol estamos esmagando a Laura - talvez estivéssemos mesmo - mas é tudo com carinho)

Se alguém perguntar onde eu tava, tava num bairro Europeu por aí 😉😂

Pampulha, 2016.

Pampulha, 2016.

gabriela e as planta: a session - 📷: @deolindojvn

Tô com saudade do seu abraço. Fomos irmãs gêmeas por 8 meses e não te ver toda semana é estranho. É estranho ninguém me chamar de Camila achando que eu sou você, ou o contrário. É estranho não te abraçar e não ouvir a sua risada. Seu bilhetinho escrito “seu heart not is broken now” tá colado no meu espelho. Olho pra ele todo dia e sorrio sempre que me lembro de como a gente se aproximou tão naturalmente. Ai Cami, você é um anjo e eu tenho tanto orgulho de você. Como pessoa, como fotógrafa e como qualquer coisa que você quiser ser porque você, minha amiga, pode ser o que quiser, pode fazer o que quiser. E eu vou sempre estar aqui torcendo pelo seu sucesso. Obrigada por ter sido minha parceira inseparável durante o tempo em que estudamos na Metrópole e por ter feito meu coração de morada eterna, daqui você não sai nunca mais. Obrigada por não se importar por eu demorar tanto pra responder no whatsapp, eu não tenho jeito. Obrigada por não se esquecer de mim. Eu também nunca me esqueço de você. Te amo muito. 📷: Viviane Calegario

A gente é tipo Chris&Greg. Gabi&Carol. Ou Carol&Carol já que as pessoas sempre acabam me chamando de Carol em algum momento. A gente passa tanto tempo uma do lado da outra, que as pessoas confundem os nomes e se uma não tá, quer saber onde ela foi parar como se fosse absurdo não estarmos no mesmo lugar. É engraçado. Eu não consigo mais me lembrar dos anos da minha vida em que você não estava comigo. Acho que nem nossas mães se lembram mais. Eu nem quero lembrar mesmo, sou mais feliz contigo. Da pra ver pelo meu sorrisão na última foto e pela forma como eu te esmago no meu abraço. É tudo amor. Eu te amo muito. Obrigada por ser você, obrigada por existir. Jeová te trouxe pra mim e eu nem sei como agradecer.
Vitor, tô te marcando também porque foi você quem registrou esse momento, obrigada.

Eu fiz canções de amor pra pessoas que deixaram de me amar. Recitei poemas, revelei fotografias, datilografei histórias, fiz arte a pincel e lápis pra amores frágeis, fracos, mortos. Há quem diga que "se deixou de ser amor é porque nunca foi", mas eu já acho que pra deixar de ser é preciso um dia ter sido e tudo bem se o amor se for. Tudo bem se deixar de ser amor e não ter mais a beleza que teve um dia, eu não me importo de escrever sobre o que não existe mais. Sentimentos são mutáveis. Eu acredito que existiu, eu senti, eu vivi, eu vi o amor me consumir, me tomar, tocar minha mente, meu coração e meu corpo e me tornar um sentimento, inteiramente feita dele. Eu senti sozinha muitas vezes, mas foi o bastante por uma fração de segundo, me coloriu por um breve momento, eu lembro. E eu guardo as canções, as poesias, as pinturas e fotografias pra não me esquecer da beleza que eu já fui um dia.

"Surprise"
Nikon D5300 f/5.6 ISO-1008 1/100s
#bApSept2

"Mirror"
Nikon D5300 f/3.5 ISO-400 1/80s
#bApSept1

Meus pais não me aguentam mais falando sobre essa banda chamada The Maine o tempo inteiro e eu estou tentando não lotar minhas redes sociais com isso, mas eu precisava deixar esse vídeozinho aqui. A saudade já tá batendo forte. Eu continuo sem acreditar 100%. Mas foi real e foi lindo. Can't wait to see you again 🖤

Se alguém tivesse dito pra mim um ano atras que eu iria abraçar e conversar com a minha banda favorita dois dias seguidos, eu não teria acreditado. Mas eu não só abracei e conversei com todos eles, como tirei a foto mais sensacional de todas (eu não, o John tirou). Foi tudo muito rápido, eles estavam indo embora, mas o carinho e paciência que eles tiveram comigo, com a minha timidez, com meus pedidos (John fez 4 vídeos pra mim, se não é um anjo paciente, eu não sei o que é) são insuperáveis. Não deu pra tirar foto com o Kennedy, Garrett e Jared, mas eles autografaram meu caderno e os abraços que eu ganhei compensam tudo. Eu nunca vou me esquecer desse final de semana surrealmente feliz, que me deixou extremamente dolorida fisicamente, mas totalmente realizada emocionalmente. Obrigada as minhas amigas que vieram de longe e todas as pessoas que eu conheci nesses dois dias. Já já bate a tristeza de já ter acabado, mas a gente segue firme aguardando a prometida "next time".
A última foto é só pra marcar as pessoas que eu quero agradecer, obrigada nenens.

Há quase 8 anos atrás eu me apaixonei por uma banda chamada The Maine. E quase 8 anos depois, eu tive a oportunidade de ver pessoalmente não só a banda, mas também as pessoas que conheci por causa deles. Foi um final de semana inesquecível e emocionante e eu só tenho a agradecer a essas pessoinhas que tornaram tudo tão maravilhoso. 8123 means everything to me and with friends like ours, anywhere is home. #themaineband #8123 #8123family #bh

eu tava feliz porque tava tirando foto do meu cachorro e ele é a coisa mais fofa e linda desse mundo

sequência por @tiago_sdf

(não me mata) aqui temos uma foto exclusiva nossa, te amo bjs

Esse foi talvez o texto mais doído de se escrever. Pessoas vão embora. Pessoas. não. pertencem. Só a Deus. Mas até Ele, que tem todos os caminhos certos, justos, direitos, deixa aberta a escolha de seguir ou ir por outro caminho. Pessoas vão embora. Se tornam outras pessoas. Conhecem outras pessoas. Deixam outras pessoas. São deixadas. Não é cruel, nem mau. Algumas pessoas escolhem ir, mas algumas vão pela simples razão de não ter mais razão pra ficar. Isso parece triste (e é, porque pessoas sentem tristeza) mas faz parte. Pessoas vão embora porque às vezes é preciso ir. Porque não completa mais, não agrega mais, não combina mais, não é nada mais. Pessoas mudam e se descobrem pessoas novas e querem estar com pessoas novas e não há nada de errado nisso. Pessoas vão embora para que pessoas novas possam chegar. Não que não tenha espaço pra todo mundo no coração humano que Deus deu com tanto cantinho pra sentir, mas às vezes aquele espaço não é mais como antes e a pessoa não se encaixa mais como antes e não se sente mais confortável como antes. Dói porque tem gente que a gente não quer ver partir, tem gente que não tem mais nada pra fazer aqui mas tem uma única pontinha da amarra que já está quase toda solta mas que ainda de alguma forma segura o sentimento de querer aquela pessoa aqui. Eu pensei nisso porque eu vi muita gente (que eu amo) indo embora nesse último ano. Doeu mas não foi ruim. Eu nem sabia que doer podia não ser ruim, mas pode. E talvez tenha sido a primeira vez em que eu vi que algumas dores são do bem. São dores de "eu sei que é melhor assim e eu sei que vai ficar tudo bem". E vai. Eu vi muita gente ir embora porque não seguíamos mais na mesma direção e tudo bem. Eu também vi muita gente chegar. Pessoas vão embora mas pessoas também ficam. A gente nunca sabe por quanto tempo, mas o tempo é relativo. A gente não precisa impedir alguém de chegar por causa da dor das que foram embora. Vendo pessoas partirem, eu aprendi a lidar com os espaços que ficam, eu aprendi que querer ficar nem sempre é o bastante e que nem sempre ficar é a decisão certa. (continua nos comentários)

miss u baby

🌟

Most Popular Instagram Hashtags