cecilia.dassi cecilia.dassi

181 posts   129,442 followers   393 followings

Cecilia Dassi  Psicóloga CRP 05/45580 Te ajudando a ficar cada vez mais confortável sendo você. ❤️

A sensação de que nós, psicólogos, temos um segredo para a vida perfeita, para a paz total, é muito comum mas totalmente ilusória.
Por um lado essa suposição traz esperança para quem está totalmente desesperado diante de um sofrimento psíquico muito intenso. Quando estamos mergulhados em uma dor insuportável precisamos acreditar que vai passar e essa idealização de alguem que vive totalmente livre de qualquer dor mantem a pessoa viva e lutando pela própria melhora. Nesse aspecto, essa idealização cumpre uma função potente.
Porém, por outro lado, se acredito que "melhorar" é viver num mundo mágico onde só existe beleza e felicidade eu acabo não aceitando os sentimentos desagradáveis que a realidade me impõe e que me afetam no aqui-agora. Fico lutando contra toda e qualquer sensação ruim (o que é exatamente o que nos adoece). Aceitar a inevitabilidade dos sofrimentos da vida é o primeiro passo para lidar com eles de uma forma mais saudável.
Precisamos acolher em nós a frustração diante do fato de que não há magia, não há mundo perfeito onde não exista dor. Ela sempre vai existir. O que muda é a forma como lidamos com ela, e é isso que interfere diretamente no tamanho do sofrimento e do peso que essa dor vai trazer pra nossa vida.

Vocês já pararam pra pensar por que eu falo taaaanto sobre autoconhecimento? Porque eu VERDADEIRAMENTE acredito (por teoria e por experiência própria) que a vida se torna muito mais potente e leve se a gente para de buscar as respostas fora e passa a buscá-las dentro da gente. Se a gente aprende a respirar na frustração e lidar com o fato de que as respostas não estão prontas. Não tem "o caminho certo" a ser seguido, o caminho é NOSSO, as respostas são NOSSAS e vamos construí-las do NOSSO jeito.
.
Por isso fiquei tãão feliz quando fui convidada pela @theofficialpandora para co-criar um conteúdo, junto com o @instamission, justamente sobre esse tema! Eu acho incrível quando uma marca decide investir em publicidade que agrega conteúdo, especialmente quando esse conteúdo é sobre autoconhecimento (❤).
.
A @theofficialpandora tá lançando uma coleção nova #pandorareflexions e, em parceria com o @instamission E COMIGO (❤❤❤) lançou uma missão incrível: refletir sobre você e fotografar seus reflexos.
.
Vão ter posts diários no @instamission falando sobre autoconhecimento, produzidos com muito carinho pra te ajudar a refletir sobre si mesma(o), sua essência, suas possibilidades e potencialidades.
.
Reflexo é, pelo dicionário, "resultado da reflexão". Refletir sobre si, sobre todas as versões que te habitam, o que há de mais essencial na sua alma e tentar expressar isso em uma fotografia pode ser muito rico e, inclusive, terapêutico. Quem quiser participar e concorrer a 10 braceletes da Pandora da nova coleção tem que postar fotos com o tema "Fotografe reflexos de quem você é" usando as hashtags #instamission367 e #PANDORAReflexions .
Quem topa embarcar nessa missão? ❤
#publi

Eu poderia usar essa imagem pra falar de muitos assuntos mas decidi usar pra falar sobre conexão. Afeto.
Todos nós queremos ser amados. Vistos, valorizados. Isso é essencial pra nossa saúde, como comer, beber água, é uma necessidade básica.
De modo geral, em uma sociedade muito pouco desenvolvida emocionalmente temos uma percepção muito superficial sobre como conseguir esse afeto: acreditamos (no automático, sem nem parar pra pensar sobre) que nossos atributos físicos são o caminho. Acreditamos (por observação, sem que ninguém precise verbalizar) que tendo um corpo padrão vão nos enxergar. Nos considerar. Nos amar. Acreditamos que se tivermos beleza suficiente não sofreremos com abandono e solidão.
Mas existem TANTAS COISAS mais poderosas do que a aparência física pra conquistar o amor do outro!
Eu amo quem me ouve de verdade, quem demonstra se interessar pelo que tenho pra falar. Quem pergunta tempos depois sobre algo que comentei, me fazendo sentir que a pessoa estava prestando atenção MESMO! Amo de paixão quem me faz rir e encarar momentos difíceis com mais leveza. Amo quem me conta coisas pessoais e delicadas, me mostrando que confia em mim. Amo quem aceita mudar de ideia e quem pergunta se cheguei bem em casa. Amo quem pensa sobre si mesmo, sobre os próprios comportamentos, quem busca se responsabilizar pela própria transformação pra não sangrar em cima de quem não é culpado pela sua ferida. Amo quem pede desculpa. Amo quem se vulnerabiliza e assume as próprias incapacidades e dificuldades. Amo quem sorri genuinamente pra quem não conhece e amo muito quem é simpático com o garçom. Amo quem presenteia com doces e amo muito quem se esforça pra ter empatia, mesmo quando não entende direito a dor do outro.
Tudo isso que falei são apenas algumas coisas que me vêm à mente quando penso no que me conecta com as pessoas. Percebam que o peso, a cor da pele ou a forma do corpo não são parte delas.
E você, o que faz você criar pontes com alguém? E que tal marcar algumas pessoas que você ama pra lembra-las que elas têm muito valor pra além da aparência física? ❤️

SOBRE ELEIÇÕES: Essa tendência neurológica se chama "viés de confirmação". Lidar com a complexidade dos fatos demanda MUITA energia. Encontrar informações que desmentem aquilo no que acreditamos traz muita frustração, desconforto e necessidade de reflexão e transformação. Quando nos identificamos com alguém ou com uma ideologia, nos "misturamos" com a imagem que temos daquela pessoa ou daquela ideia e, quando aquela pessoa/ideia é questionada ou mostra ser pior do que esperávamos, levamos na pessoal: é como se NÓS estivéssemos errados, tivéssemos escolhido errado, pensado errado. Ninguém quer estar errado, sentimos que isso coloca em xeque nosso valor (na verdade não coloca, não, pelo contrário, mas nosso cérebro acredita nisso então é a sensação que temos 🤷🏼). Vote em quem quiser mas ENTENDA QUEM É a pessoa que você está defendendo e QUEM É a pessoa que você está criticando. Pesquise. "Ele(a) nunca disse isso!" Nunca mesmo? Já procurou de verdade? "Ele(a) disse tal coisa!" Disse mesmo? Já pesquisou? "Ele(a) vai mudar tudo que ta errado!" Isso é possível? Já pesquisou COMO isso aconteceria? Não acha que talvez seja infantil acreditar nessa simplicidade? Se esforce para pesquisar e questionar COM A MESMA DEDICAÇÃO aquilo que confirma sua crença e aquilo que a desmente! Digo para nos esforçarmos porque esse é o oposto do que nosso cérebro quer fazer, já que ele sempre quer "evitar a fadiga". Temos que escolher deliberadamente fazer esse movimento se quisermos crescer como sociedade, como comunidade. Somos animais e, como tais, temos nossa selvageria. Mas lembrem-se: somos racionais. Podemos E DEVEMOS aproveitar nossos recursos cognitivos para nos tornarmos seres humanos mais justos, éticos e responsáveis.
P.S.: não vou me posicionar contra ou a favor de nenhum político específico porque acredito que isso possa prejudicar vínculos terapêuticos na clínica então não adianta insistir/atacar/julgar, essa é minha postura. Mas estimular o raciocínio critico e ajudar as pessoas a entenderem como elas mesmas funcionam pra aprender a lidar melhor consigo mesmas e com suas próprias tendências, esse definitivamente é meu papel. ❤️

Postei um story falando que dizer "fica calmo" pra quem está tendo uma crise de ansiedade só piora as coisas. Recebi algumas mensagens perguntando "mas então o que eu digo? Quero ajudar mas não sei como". Então vamos falar sobre isso?
Cada pessoa é um universo. Não há uma frase pronta unânime que vai fazer bem pra QUALQUER pessoa então o melhor que você pode fazer é NÃO MENOSPREZAR O SENTIMENTO DO OUTRO. Comece ouvindo o que ele está sentindo e entendendo que, por mais que VOCÊ não veja motivo algum pra ela estar sentindo aquilo, ELA ESTÁ SENTINDO. O cérebro dela está REALMENTE acreditando que o perigo é real. Fale com voz calma. Você pode perguntar, de acordo com o grau de intimidade, se a pessoa quer um abraço ou se quer te dar a mão. Se ela quer companhia pra ir pra outro lugar (lugares cheios e barulhentos tendem a ser mais ansiogênicos, às vezes ir pra um lugar mais calmo já ajuda muito). Você pode convidá-la a respirar PELO NARIZ de forma mais consciente, profunda e lenta (a ansiedade leva a respirar muito rápido, quanto mais rápido a pessoa respira mais ela hiperventila e tem mais sintomas de ansiedade aí fica mais nervosa e respira mais rápido...) mas entendendo que o ritmo POSSÍVEL pra ela é um pouco mais lento do que ela ESTÁ respirando, não o que VOCÊ considera lento (o organismo está em um ritmo acelerado que talvez não vá permitir que ela respire lentamente de verdade).
Se você não souber o que falar e/ou estiver meio sem paciência, fique calado. Só esteja presente. Isso é bem melhor do que ficar pressionando e criticando a pessoa.
Se você tem crises de ansiedade, que tal compartilhar dicas de coisas que os outros fazem e te ajudam? O que te faz bem e te acalma quando você está em crise? Vamos ajudar as pessoas que não se sentem assim a entender como elas podem ajudar quem se sente assim?

Muita gente mandou mensagem falando que queria compartilhar os stories de ontem mas meus stories, mesmo estando liberados para compartilhamento, só deixam algumas pessoas fazerem isso 🤷🏼 salvei nos destaques mas como eles também não aparecem pra todo mundo decidi postar os vídeos aqui pra facilitar. Espero que ajude na divulgação, quanto mais gente entendendo as possíveis consequências das suas atitudes, melhor. 💜

Quais são suas dúvidas relacionadas ao comportamento alimentar, à nutrição sem prescrição e ao tratamento realizado em conjunto por nutricionistas e psicólogos? Eu e a Anna Carolina do @alemdocomeradc vamos fazer uma live no dia 02 de Setembro pra tirar as dúvidas de vocês! 😊

Peguei essa imagem na pagina @sentimentosdasociedade... eu poderia escrever umas 100 paginas mas decidi ouvir vocês primeiro. Entre em contato com essa imagem. Observe como ela te toca. Se conecte com o que surgiu dentro de você. Agora, se você sentir que pode ser potente pra você, compartilhe comigo?

Eu amo rock. Quem me acompanha no stories já ouviu um pouco do repertorio do meu carro. É rock. E quase sempre que digo isso acontece uma das duas coisas:
a) a pessoa não acredita, acha que ouço Restart e saio por aí dizendo que sou rockeira
b) a pessoa fica muito muito surpresa e diz essa frase aí da imagem.
Não fico ofendida, obviamente, mas sempre fico me perguntando que estereótipo é esse que temos do rockeiro.
Certa vez em um show do CJ Ramone levei "uma bronca". Uma moça me cutucou e gritou no meu ouvido "esse lugar não combina com você, o que você ta fazendo aqui??".
Estava ouvindo ao vivo músicas que amo. Estava pulando (longe da rodinha porque sou fresca e não curto empurra empurra ❤️) e me divertindo.
Por que aquele lugar não combinava comigo? Por que não "tenho cara" de quem gosta de rock? Como é a cara de quem gosta de rock, afinal?
Muitas vezes nos colocamos (e consequentemente colocamos os outros) dentro de caixinhas.
É estudiosa e dedicada? Deve ser chata e ouvir só musica clássica.
É introspectivo e cheio de tatuagens? Deve ser raivoso, odiar o mundo e ouvir rock.
Joga jogos de tiro no computador? Cuidado, assassino em potencial.
Ouve "rock pesado" (hahahaha adoro essa expressão ❤️)? Deve ser satanista, usar drogas e ter um boneco de voodoo no quarto.
Não, gentes. Não é assim, não. A vida não é preta e branca, pessoas são seres muito complexos pra gente tentar encaixa-las em caixinhas assim.
Você pode ter muitos nuances. Os outros também. Criar alguns pré-conceitos as vezes pode até ser natural mas tenha sempre em mente que você pode se surpreender. Com os outros e, especialmente, com você mesmo.
Feliz dia mundial do rock!
Feliz dia mundial dos rockeiros, que podem ter qualquer cara. 😊

"Ai Cecilia por que você fala tanto sobre comportamento alimentar?"
Vejam, entre uma relação de saúde e paz com a comida e uma relação totalmente patológica em que há um transtorno alimentar instalado temos UM UNIVERSO de "pequenas" ações, sentimentos, crenças, angustias, incômodos e problemas. O transtorno não se instala em tantos casos mas a MAIORIA da população está no meio do caminho, no que hoje chamamos de "comer transtornado". Fazer dieta toda hora, viver em efeito sanfona, viver cheios de restrições sem ter uma doença especifica, comer com culpa (e acabar comendo ainda mais).... tudo isso faz parte da vida de TANTA gente como se fosse assim mesmo. Como se TIVESSE que ser assim. Começar a pós, com tantos colegas nutricionistas, me fez entender o QUANTO os nutricionistas não são preparados na faculdade para lidar com o ser humano na sua totalidade e na sua complexidade e, por conta desse despreparo, acabam adoecendo ainda mais quem os procura. Por isso acho TÃO importante o trabalho que o Rafael @comportamentoalimentar vem fazendo e por isso venho lembrar meus colegas do Rio que ainda podem se inscrever! Se você não é do Rio, entra lá no site do @ipgsoficial pra ver a próxima turma que vai ter pertinho de você! E se você é profissional de saúde e não pode fazer a pós, não deixe de pesquisar sobre o assunto pra ter certeza de que ao menos não está, mesmo sem querer, contribuindo para aproximar alguém cada vez mais de um transtorno alimentar.
#dieta #tbt #comer #saúde #foco #força #fé #seeuconseguivocêtambémconsegue #fitness #parceria

A cada dia uma dieta nova surge e, ainda assim, a cada dia os índices de obesidade e de transtornos alimentares só aumentam.
O comportamento alimentar envolve um sistema muito complexo de emoções, sentimentos, lembranças, afetos, carências, necessidades, projeções, autoimagem, filtragem do mundo, habilidade de presença, contato consigo mesmo... um profissional que trabalhe com saúde precisa conhecer os sinais de um transtorno alimentar em desenvolvimento, precisa saber como conduzir esses casos e, mais importante ainda, precisa saber como NÃO INCENTIVAR TRANSTORNOS ALIMENTARES. Como não dar o pontapé inicial para um comer transtornado, para um transtorno dismórfico, para uma compulsão, para uma purgação...
Neste sábado inicio minha pós graduação em Comportamento Alimentar pelo @ipgsoficial .
O coordenador da pós é o Rafael, do @comportamentoalimentar , cujo trabalho venho acompanhando já há bastante tempo. Escolhi a dedo essa formação porque vejo que é absolutamente coerente com o que acredito na teoria e na prática clínica.
Profissionais de saúde (fisioterapeutas, médicos, nutricionistas, educadores físicos e afins): busquem informação. Os estudos nos mostram que comentários gordofóbicos não ajudam no tratamento da obesidade, PELO CONTRÁRIO. Cuidado para, mesmo com boas intenções, não estarem adoecendo mais seus alunos/pacientes. #ipgs #comportamentoalimentar #dietas #transtornosalimentares #parceria

Você sempre tem o poder de ajudar alguém a se sentir melhor. Sempre tem o poder de não fazer nada. E sempre tem o poder de ajudar alguém a se sentir PIOR. Mesmo que não seja a sua intenção, mesmo que você só queira fazer uma piada, você pode estar mexendo em uma ferida muito dolorida de alguém. Você é livre. Use sua liberdade com sabedoria (e, de preferência, com empatia também). ❤️ Regrann from @instapsiquiatria - Só quem sofre com um problema mental sabe a dor e o esforço para superar. Seja legal com as pessoas.

Most Popular Instagram Hashtags