[PR] Gain and Get More Likes and Followers on Instagram.

born.toread born.toread

333 posts   1828 followers   316 followings

Karla Lima | PB |  Desde: 8|6|2016 Twitter: @BornToReadb

https://goo.gl/fPDmN5

YAY!
Ontem foi feriado e teve #maratonadeleitura por aqui, foram doze horas (não ininterruptas por que no meio da maratona teve a vida, no meio da vida a gente fez maratona). Foi sucesso total? Não, não foi. Li menos do que queria mas, ainda assim, li muito.

Consegui terminar #UmRioChamadoTempo #UmaCasaChamadaTerra do #MiaCouto e novamente só lhes digo que leiam, se joguem nesse livro por que é caso de amor total (mas só farei post sobre ele quando o projeto de Livro Viajante estiver concluído, faltam só 7 pessoas 😀); Li 6 capítulos do Segundo volume de #DomQuixote, que foi bem mais do que eu planejei. E eu estou impressionada com o tom desse segundo livro, não existe a hilaridade do primeiro mas ainda assim Dom Quixote não perde a essência de quem é.

Eu acabei lendo apenas as duas histórias que antecedem o Quenta #Silmarillion que foi menos do que eu queria ler, e, apesar de toda a alegação de não existirem alegorias na obra de #Tolkien, existe uma proximidade interessante e muito poética sobre a criação e os séries da Terra média e a Gênesis bíblica.

Por Último eu li bastante coisa de #2666, a narrativa está cada vez mais empolgante. Estou, positivamente, cada vez mais surpresa com a força que #Bolano consegue imprimir nesse livro mesmo com a secura característica dele.

E foi isso que eu li durante o feriado. É Vocês o que leram?

Ler esse livro foi uma experiência à parte. Primeiro por que esteve na minha bolsa e o li na rua, no trajeto do ônibus, no horário de almoço e a reação das pessoas à capa e ao título do livro foi, no mínimo, curiosa; segundo por que não é a leitura mais fácil que já fiz na vida. Por trás do choque das palavras que Glauco Mattoso usa pra formar os sonetos, existe, também, uma boa dose de irnonia crítica que, se você se deixa levar pelo choque, dificilmente vai ser percebida, então eu li e reli e reli a maioria dos sonetos que, aliás, são completamente desvairados e engenhosos.

Foi um primeiro contato impactante com o autor, diga-se de passagem, mas valeu a pena.
Sobre o objeto livro, a edição é muito bem feita, as folhas bem grossas e os sonetos só ocupam as páginas pares, deixando as ímpares em branco e nos dando um ótimo espaço para anotações. Tem também um texto de Jorge Sallum sobre o autor, sobre sonetos e sobre a obra poética de Glauco. Se você se interessa por esse tipo de literatura, com certeza vale a pena o investimento.

#GlaucoMattoso #PoesiaVaginal #EditoraHedra #Poesia #WomansBody #EdvardMarch #LiteraturaBrasileira

💜📚"Dizem que o amor morre entre duas pessoas. É mentira. Não morre. Simplesmente abandona você, vai embora, se você não é bom o bastante, digno o bastante. Não morre; quem morre é você." 💜📚 Esse livro é magnífico. São duas histórias distintas, que acontecem em tempos e lugares diferentes, com personagens que nunca se conhecem mas que são o contraponto do outro. Faulkner nos conta ambas através de capítulos alternados. Temos em Palmeiras Selvagens, que dá nome ao livro, a história de Charlotte e Harry, um amor problemático e conturbado de duas pessoas que, na realidade, não sabem como amar um ao outro; em O Velho temos a história de um condenado que, durante uma das maiores enchentes do Mississipi, é solto para tentar ajudar a resgatar as vítimas.

A princípio eu ficava me perguntando o que uma história teria a ver com a outra, como tudo isso se ligaria. Então eu percebi que a única coisa que as liga é a forte luta de ambos os personagens pela sobrevivência e o estranho contrasenso onde as frustrações e expectativas dos personagens de uma reaparecem invertidas nos personagens da outra.

Palmeiras Selvagens me causou a mesma sensação que eu tive ao ler Grande Gatsby, de um casal que tenta fazer um ideal amoroso sobreviver sem alicerces e não percebem o quanto isso dissipa aos dois como indivíduos e como casal. Já O Velho foi quase uma parábola a cerca da extrema honestidade e de como esse ideal social, "ser honesto", pode se virar contra você quando isso é do interesse dos poderosos.
Em ambas as histórias o ideal social é um empecilho terrível, o que me causou um grande mal estar.

Faulkner se tornou então, para mim, um autor que usa o tempo e a poesia de forma áspera e envolvente em sua narrativa. Se tornou sinônimo de uma narrativa delirante, de situações absurdas e de diálogos enviesados. Mas, acima de qualquer outro coisa, confirmou o quão genial a sua narrativa é ao tornar a discrepância que essas histórias seriam, à primeira vista, em concomitância.

#PalmeirasSelvagens #WilliamFaulkner #CosacNaify #WildPalms

"Encheram a terra de fronteiras, carregaram o céu de bandeiras. Mas só há duas nações - a dos vivos e a dos mortos." 📚 "O mundo já não era lugar de viver. Agora, já nem de morrer é." 📚 "O importante não é a casa onde moramos. Mas onde, em nós, a casa mora." 📚
"Eis a diferença:
os que, antes, morriam de fome passaram a morrer por falta de comida." 📚
"Era extrangeiro não numa nação, mas no mundo." 📚
É difícil expressar em palavras o tanto que esse livro foi importante pra mim na primeira lida e o quanto está sendo agora, na segunda. São tantas as passagens e reflexões bonitas que esse livro tem que as poucas acima não são suficientes pra ter uma ideia do quão profundo esse livro é. Se você ainda não leu Mia Couto, não sabe o que tá perdendo. Leia. Leia logo! A obra dele é extensa e vale a pena cada parágrafo.

#UmRioChamadoTempoUmaCasaChamadaTerra #MiaCouto #LiteraturaMoçambicana

Eu hesitei bastante antes de me resolver e escrever sobre Medeia. É uma peça singular, em muitos sentidos. Vai além de uma simples tragédia. É A Tragédia.
Muito dessa sensação se deve ao autor que deu a Medeia, uma das personagens femininas mais fortes e icônicas da mitologia grega, todo o destaque que ela merece ter nessa história.

Ao contrário de histórias como a Ilíada e a Odisseia, onde os personagens femininos servem apenas como pretexto para os conflitos masculinos, nessa peça Medeia 'É' o conflito. Tudo gira em torno da personagem. Todas as ações são, na verdade, reações provocadas e encadeadas pela interferência de Medeia em aventuras anteriores. Sem Medeia não haveria mais Jasão, nem filhos, nem conflitos e nem tragédia para ser contada. Obrigada, Eurípides, por não nos roubar isso!

#Medeia #Euripides #PeçaGrega #TragédiaGrega

"Foi este o primeiro dos quatro amores eternos que fazem de minha vida uma grave condensação interior. Sou falsamente um solitário. Quatro amores me acompanham, cuidam de mim, vêm conversar comigo." - Conto Vestida de Preto, Mário de Andrade.

Contos Novos foi publicado postumamente e é meu segundo contato com Mário de Andrade. Eu aprendi esse ano que a literatura nacional me toca e me representa bem mais do que eu imaginava. Ler Mário tem sido uma experiência e tanto; sua escrita tem o equilíbrio certo de ironia e crítica. É um livro curto, com 9 contos curtos, nessa edição maravilhosa (não me canso de dizer isso). Apenas LEIAM!

#MariodeAndrade #ContosNovos #NovoSéculo

Engraçado como as expectativas funcionam, algumas vezes apostamos tudo num livro e ele acaba nos decepcionando, outras não apostamos nada e ele nos surpreende e ainda tem aquelas escassas vezes em que você aposta tudo e, ainda assim, o livro supera todas as suas expectativas.

Dom Quixote foi isso pra mim. Que livro surpreendente e engraçado. Cervantes construiu um dos personagens mais admiráveis que eu já tive o prazer de ler. Um homem que acreditou em tudo o que quis acreditar, e me levou a dar altas risadas com algumas dessas coisas.
Dom Quixote me fez perceber que não existe vergonha em errar, cair e levantar para errar de novo em seguida. E acreditem, ele faz muito isso ao longo do livro.
Sem nenhuma pretensão de dizer que eu, definitivamente, entendi este livro de cabo a rabo pelo menos eu posso assegurar que o amei de uma ponta a outra. E que venha O Engenhoso Cavaleiro pela frente. "Estando nisso calhou de chegar à estalagem um castrador de porcos, é assim como chegou tocou a sua gaita de caniços quatro ou cinco vezes, donde acabou de confirmar D. Quixote que estavam nalgum famoso castelo e que o serviam com música e que o bacalhau eram trutas, o pão de trigo candial, e as rameiras damas e o estalajadeiro Castelão,(...)" - Tradução de Sérgio Molina

#OEngenhosoFidalgo #DomQuixote #deLaMancha #MigueldeCervantes #PrimeiroLivro #LeituraConcluída

Vamos ao terceiro e último post de #LoucoOuCruel !

Pra finalizar o meu ciclo com esse livro, eu vim comentar com vocês um pouco do que eu senti durante a leitura. Eu já falei, lá no primeiro post, que eu me sentí bastante desconfortável com a proximidade que a escrita da Ilana nos dá do serial Killer e essa impressão não passou. Durante boa parte do livro eu me senti incomodada também com algumas questões e até algumas ironias que a autora coloca no texto, me fez ter a impressão de estar sendo conduzida, coisa que geralmente eu não gosto nem em livros de ficção e nem nos de não ficção.

Ter contato com informações sobre as pesquisas foi, pra mim, o grande atrativo desse livro enquanto que os casos reais foram a cereja do bolo. Claro que ver os dados das pesquisas sendo colocados em prática como, por exemplo, o uso das táticas forenses em cenas de crime para determinar que tipo de pessoa teria aquele modus operandi, foi crucial pra entender como todo aquela teoria que a gente conhece no começo do livro é posta em prática.
Longe de ser uma leitura assustadora mas muito perto do desconforto paranóico, foi essa a minha impressão sobre esse livro. É um livro que eu, com certeza, lerei de novo.

#IlanaCasoy #DarksideBooks #ArquivosSerialKillers #SerialKillers

Recentemente eu comecei a leitura desse calhamaço que, pelo visto, deve me acompanhar durante um bom tempo. É meu segundo contato com Bolaño e tem sido uma experiência bem melhor do que a que eu tive com Amuleto.

Inicialmente 2666 seria publicado em 5 livros mas acabou sendo feito em um volume único que está dividido em 5 partes. O livro foi publicado após a morte do autor e acentua demais a peculiaridade que eu já havia notado na escrita do Bolaño.

Não vou tratar de resumos ou sinopses aqui, por isso adianto que já li a primeira parte e está me surpreendendo. Não tem sido uma história cheia de reviravoltas e nem de acontecimentos que arrebatam o leitor mas, ainda assim, pegou a minha atenção de jeito pois, apesar da falta de plots, existe uma tensão subjacente é um movimento iminente que é impossível não ser notado.
Outra coisa impossível de não ser notada são essas capas maravilhosas que a editora tem feito para os livros desse autor. Uma das capas mais bonitas que tenho na estante.
Estou ansiosa pra saber o que me espera nas próximas partes.
#RobertoBolano #2666 #CiadasLetras #Calhamaço

Vamo falar mais uma vez sobre #LoucoOuCruel ?

Esse livro nos brinda com informações como: quem são os Serial Killers e como tudo começa, quantos e quais são os tipos de SK, as fases do ciclo do Serial Killer e quem é a vítima. Nos mostra também os aspectos gerais e psicológicos, características constatadas e dismistifica alguns mitos sobre Serial Killers.

A maioria dos casos apresentados no livro aconteceram nos EUA e isso nos leva aos dados dos países com maior índice de Serial Killera conhecidos: 1° Estados Unidos ; 2° Grã Bretanha; 3° Alemanha; 4° França.

Se derem uma olhada na última foto desse post verão a imagem do caso de John Wayne Gacy, o palhaço assassino que serviu de inspiração para o Penny Wise, de Stephen King.

Temos também o caso de Edward Theodore Gein, que inspirou Roberth Bloch a escrever o personagem Norman Bates. E existem toques de Theodore, também, nos filmes O Massacre da Serra Elétrica e no filme o Silêncio dos Inocentes, onde Búfalo Bill, assim como Gein, costurava roupas com pele humana e as vestia.

Dos 16 casos apenas um é de uma mulher. Aileen Wuornos, uma prostituta que matou 7 de seus clientes mas alega só ter matado em legítima defesa. E neste caso específico resta uma dúvida, Aileen foi vítima do sistema machista ou algoz?
Diante dos fatos apresentados no livro e da pesquisa que fiz depois de lê-lo, eu não consegui chegar a uma conclusão.
#ArquivosSerialKillers #IlanaCasoy #DarksideBooks

Depois de muito atrasar, de muito adiar e de passar outras leituras na frente eu, finalmente, comecei a leitura de Dom Quixote. Eu já li as duas primeiras partes de O Engenhoso Fidalgo Dom Quixote de La Mancha e estou me divertindo muitíssimo.

Estou lendo nessas duas edições, da #PenguinCompanhia e da #Editora34 , com traduções de Ernani Ssó e Sérgio Molina, respectivamente. Uma curiosidade é que Ernani Ssó também foi o responsável pela maravilhosa tradução de As Novelas Exemplares para a Cosac Naify.

Na edição da Penguin o texto é mais fluido e o tradutor reconstruiu algumas frases para que essas fizessem sentido para o leitor brasileiro. Para isso ele trocou a moeda usado por Cervantes pelo real, refez alguns ditos e coisas do gênero. E não, isso não tira o sentido do texto, mas talvez perca um pouco da identidade linguística do autor.

Já a edição da 34 presa pela fidelidade ao texto original, que nessa edição bilingue se encontra no rodapé da página, o que não torna o texto truncado mas faz com que precisemos recorrer constantemente ás notas para não perder o sentido de algumas palavas ou expressões que para nós não são comuns.
Eu tenho intercalado a leitura entre as duas edições e recorrido às notas de ambas, assim como também tenho comparado um pouco de trechos que me parecem curiosos e que eu acabo podendo ver o original e as duas traduções. O original em espanhol não é nada fácil, principalmente pra mim que tenho conhecimento intermediário do idioma, mas a gente tenta kkkkkkkkk.

Dom Quixote tem feito jus a sua fama e eu finalmente pude viver célebres cenas já tão conhecidas e alardeadas que me fizeram chorar de tanto rir.
Essa é um das minhas leituras em andamento e vocês, o que têm lido?

#DomQuixote #MigueldeCervantes #KeepReanding #VamosLerDomQuixote.

Mais um livro concluído e, sobre este, eu pretendo fazer três posts comentando três aspectos diferentes do livro. No primeiro, este mesmo, falarei sobre a minha opinião com relação à escrita da Ilana, no segundo sobre a pesquisa sobre Serial Killers encontrada no livro e sobre alguns casos e no terceiro, e último, falarei sobre as minhas impressões e reflexões durante a leitura.
Preciso dizer que a escrita da Ilana não me agradou e eu nem sequer tenho um motivo pra isso. Acho que, na tentativa de atrair o leitor para o livro, existe um excesso de sensacionalismo. Não que isso seja ruim, mas a mim não agradou. Tanto nas informações sobre pesquisa, estudos sobre Serial Killers e psicologia forense quanto nos relatos que o livro contém, existe um excesso de aproximação que é inquietante.

Os relatos não são tão concisos quanto eu imaginei que fossem. Eu pensei, erro meu, que este livro seguiria um pouco a linha do livro Social Killers, também da Darkside, que trata sobre crimes Cibernéticos. Mas não é nada parecido. Em social killers temos um relato direto e conciso do crime e da prisão do suspeito, já em Louco ou Cruel temos também o histórico do serial killer, temos informações sobre traumas e situações que poderiam ter contribuído para o surto que leva ao assassinato em série. Acompanhamos um pouco do desespero das famílias das vítimas, das investigações polícias e até mesmo da sensação de "intocabilidade" que a maioria dos serial killers experimentou enquanto praticava seus crimes. E no fim ainda podemos saber suas sentenças e sua situação atual se vivo ou as circunstâncias de sua morte, quando a ela sentenciados.

E digamos que eu fui a louca que lia os relatos a noite 😫. Foi uma leitura rápida e esclarecedora. A maioria dos relatos é de serial killers americanos, assim como maior parte de pesquisa é feita com base nos estudos desenvolvidos nos EUA e isso fez que com que eu me fizesse a mesma pergunta que faço a vocês agora: "A maioria dos serial killers conhecidos são americanos por existir maior incidência por lá ou por que a polícia dos outros países do mundo ainda não consegue identificá-los e prendê-los?" #LoucoOuCruel #ArquivosSerialKillers

Most Popular Instagram Hashtags