achadoselidos achadoselidos

803 posts   12,632 followers   919 followings

Achados & Lidos  ūüďöSomos duas amigas apaixonadas por literatura. No blog, compartilhamos resenhas, listas de livros preferidos e cr√īnicas! Posts novos todas as semanas!

A Eleg√Ęncia do Ouri√ßo, de Muriel Barbery, √© um livro repleto de #marquep√°gina. N√£o por acaso, vendeu mais de 900 mil exemplares na Fran√ßa. A hist√≥ria se passa no n√ļmero 7 da rue Grenelle, um endere√ßo elegante de Paris, e √© conduzida por duas narradoras, a zeladora Ren√©e e a jovem Paloma. A despeito das diferen√ßas sociais evidentes, as trajet√≥rias das duas personagens se misturam em uma trama inteligente e sens√≠vel. Ren√©e leva uma vida discreta e finge ser ignorante, para se proteger dos olhares curiosos dos patr√Ķes que, se soubessem de seus gostos refinados para arte e literatura, a considerariam uma aberra√ß√£o, j√° que foram educados segundo uma ideia simplista do mundo que n√£o consegue ver al√©m da apar√™ncia e da posi√ß√£o social das pessoas. Como bem diz Ren√©e, trata-se da ‚Äúincapacidade dos seres humanos de acreditar naquilo que explode as molduras de seus pequenos h√°bitos mentais‚ÄĚ. Apesar da conviv√™ncia di√°ria com a zeladora, quase nenhum dos moradores do pr√©dio enxerga sua eleg√Ęncia, que √© como a eleg√Ęncia de um ouri√ßo, escondida sob uma casca de espinhos. Paloma ser√° uma das pessoas capazes de ver al√©m da casca, relatando tudo em uma esp√©cie de di√°rio profundo e delicado. Vale a leitura!

[CLUBE DO LIVRO] O Mestre e Margarida, de Mikhail Bulg√°kov, foi sem d√ļvidas uma das leituras mais divertidas - e desafiantes - que fizemos ao longo desses doze Clubes do Livro do Achados e Lidos, como apontam os leitores que nos enviaram coment√°rios, que publicamos hoje no blog.
A visita do Diabo e sua trupe √† Moscou rende cenas ins√≥litas, como o baile da meia noite, e tamb√©m reflex√Ķes importantes sobre livre arb√≠trio, tenta√ß√£o e religiosidade. Ainda assim, em meio a uma mir√≠ade de personagens e refer√™ncias rebuscadas, que v√£o do Inferno de Dante ao Fausto de Goethe, esse √© um livro que exige dedica√ß√£o do leitor, como podemos perceber nos coment√°rios que recebemos de nossos seguidores.
Mais uma vez, agradecemos à participação de nossos leitores! Em breve retomaremos os Clubes, agora em um novo formato, pensado para aumentar ainda mais a discussão! Fiquem ligados em nossas redes sociais!

Comecei a ler Gabriel Garc√≠a M√°rquez atra√≠da pelo t√≠tulo de O Amor nos Tempos do C√≥lera. Ainda adolescente, vi esse livro na estante de uma amiga e logo imaginei uma grande hist√≥ria de amor. A rela√ß√£o de Fermina Daza e Florentino Ariza √© tudo, menos um romance √°gua com a√ß√ļcar, mas me apaixonei instantaneamente por seu estilo, que no mundo inteiro ficou conhecido como realismo m√°gico. No blog, listamos cinco motivos para ler e amar o autor colombiano, que marcou gera√ß√Ķes com seus personagens e enredos, especialmente a saga da fam√≠lia Buend√≠a, em Macondo. Tamb√©m ama Gabo? Conte para gente sua obra preferida do autor nos coment√°rios!

[CLUBE DO LIVRO] Chegamos ao fim de mais um clube do livro do #achadoselidos! O Mestre e Margarida, de Mikhail Bulg√°kov, sem d√ļvida foi uma das leituras mais marcantes que fizemos neste espa√ßo. Com boa dose de ironia, Bulg√°kov destila cr√≠ticas ao regime stalinista nesta obra prima, que mistura com maestria fantasia e realidade! Quer ver nosso balan√ßo geral sobre a obra? Ent√£o corra para o blog! Ah, e enquanto n√£o divulgamos o pr√≥ximo t√≠tulo do Clube, que tal contar para a gente o que achou da leitura, aqui nos coment√°rios ou pelo e-mail blogachadoselidos@gmail.com? Na pr√≥xima semana, publicaremos no blog!

[RESENHA] A Cor P√ļrpura, de Alice Walker (Jos√© Olympio, @grupoeditorialrecord), √© um livro violento. Logo nas primeiras p√°ginas, Celie, a personagem principal, √© abusada sexualmente pelo pai, engravida e √© dada em casamento para um vizinho que a maltrata. √Č tamb√©m um livro recheado de ternura, de amor e de personagens que demonstram sua capacidade de reinven√ß√£o e, sobretudo, de afeto. √Č, ainda, um forte discurso sobre ra√ßa e g√™nero, ao mostrar o poder devastador da opress√£o sobre a vida de seres humanos comuns, com vontades, desejos e dramas pessoais. Uma leitura forte e cativante, que tamb√©m rendeu um √≥timo filme, com mais de 11 indica√ß√Ķes ao Oscar. Leia a resenha completa no blog e comente!

Quais leituras você planejou para o mês de setembro? Nesta semana, já temos um feriadinho para ajudar!

[LEITOR NO DIV√É] ‚ÄúQue dia triste. N√£o foram apenas objetos que viraram cinzas. O inc√™ndio que, neste domingo, devastou o Museu Nacional no Rio de Janeiro, acabou com 200 anos de pesquisa, destruiu um dos maiores acervos de antropologia e hist√≥ria natural do Brasil e levou um pouco mais da j√° escassa f√© que temos no futuro do nosso pa√≠s. Para qualquer pessoa que acredita no poder transformador da cultura, ver o descaso com que nossa sociedade trata esse tema √© desesperador. Um povo que ignora sua pr√≥pria hist√≥ria √© um povo disposto a cometer os mesmos erros. E quando falamos de mem√≥ria, n√£o precisamos nem ir muito longe para ver como ela √© diariamente espezinhada no Brasil.‚ÄĚ Leia e comente o post completo no blog (link na bio).

O #marqueap√°gina de hoje √© uma homenagem aos viajantes, que sempre se redescobrem a cada lugar que visitam. A frase escolhida √© do cl√°ssico Cidades Invis√≠veis, de Italo Calvino. Neste livro, Marco Polo descreve para Kublai Khan as centenas de cidades que ele visitou, pertencentes ao imp√©rio mongol. Mais do que um relato de viagem, o que Calvino evoca √©, na verdade, a ess√™ncia da exist√™ncia humana, com seus s√≠mbolos, mem√≥rias, desejos e trocas. A edi√ß√£o da @companhiadasletras ainda traz ilustra√ß√Ķes de Matteo Pericoli, o que adiciona ainda mais charme a um livro imperd√≠vel! Dica de leitura para setembro!

[CLUBE DO LIVRO] Os acertos de conta começam a ser feitos em Moscou, onde se desenrola uma investigação sobre o que, afinal, aconteceu no Teatro de Variedades durante o espetáculo da trupe diabólica. Fica cada vez mais claro, contudo, que o juízo final não será bem como os investigadores planejavam: é sempre o diabo que escolhe com quem ele quer se encontrar, e não o contrário. Na próxima semana, encerramos a leitura de O Mestre e Margarida, com certeza uma das mais marcante do nosso Clube do Livro! Também acompanhou conosco? Não deixe de enviar seu comentário sobre a leitura!

[RESENHA] Mestre da narrativa curta, Alice Munro foi a primeira escritora dedicada exclusivamente ao g√™nero de contos a conquistar o Pr√™mio Nobel de Literatura. A colet√Ęnea Amiga de Juventude, editada no Brasil pelo selo Biblioteca Azul da @globolivros, re√ļne dez hist√≥rias publicadas em 1990, nas quais Munro d√° vida a mulheres cujas personalidades, em algum momento, entram em choque com seu meio social, desencadeando instantes de liberdade t√£o fugazes quanto decisivos. A linguagem precisa e maestria na constru√ß√£o de personagens, em sua maioria figuras femininas, garantem aos seus contos a profundidade de grandes romances. Leia e comente a resenha no blog (link na bio)!

A gente j√° sabe que o livro √© sempre melhor que o filme, mas algumas adapta√ß√Ķes liter√°rias at√© que valem a pena, n√©? Conte para a gente sua favorita aqui nos coment√°rios!

[DIVÃ] No Leitor no Divã desta semana, discutimos uma polêmica bastante atual: o feminismo virou palavrão? A questão partiu de um podcast quinzenal promovido pela @revistapiaui, o Maria Vai Com As Outras. No programa, que discute a participação feminina no mercado de trabalho, a maioria das convidadas curiosamente não se declara feminista, mesmo quando afirmam que enfrentaram desvantagens por ser mulher, ou quando claramente lutam por direitos iguais em seus campos de atuação. Por quê? Corra lá no blog para ler o texto completo (link na bio) e, claro, dê sua opinião sobre a questão aqui nos comentários!

Most Popular Instagram Hashtags